17 de Abril de 2018
por Eugênio Aragão
Comente agora

MST ocupa fazenda de Oscar Maroni, dono da Boate Bahamas

O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ocupou na segunda-feira (16) uma fazendo do “magnata do sexo”, Oscar Maroni. Conhecido pelas extravagâncias na Boate Bahamas em São Paulo, Maroni comemorou a prisão de Lula decorando a “casa de tolerância” com cartazes do Juiz Sergio Moro e da presidente do STF, Cármen Lúcia. Leia mais

24 de Março de 2018
por esmael
Comentários desativados em Carminha traiu os trouxinhas

Carminha traiu os trouxinhas

A ministra Cármen Lúcia, presidenta do STF, ficou quase dois meses prometendo que não votaria o habeas corpus de Lula. Virou heroína dos trouxinhas. Mas os traiu na última quinta (22). Colocou na pauta o exame do pedido do ex-presidente. Leia mais

22 de Março de 2018
por Redacao
Comentários desativados em Movimentos sociais no STF para acompanhar julgamento de habeas corpus de Lula

Movimentos sociais no STF para acompanhar julgamento de habeas corpus de Lula

O julgamento do habeas corpus do ex-presidente Lula, marcado para a tarde desta quinta-feira (22) pela presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) , ministra Cármen Lúcia, mobilizou movimentos sociais que realizarão um ato em frente a sede do tribunal, a partir das 13h. Comitiva de deputados e senadores de diversos partidos também estarão presente na manifestação. Leia mais

20 de Março de 2018
por Redacao
Comentários desativados em Entidades estudantis apelam ao STF para que paute julgamento da prisão após 2ª instância

Entidades estudantis apelam ao STF para que paute julgamento da prisão após 2ª instância

Carta da UNE e de entidades estudantis de Direito apelam à Carmen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), para que reconsidere incluir na pauta os processos referentes à restrição da presunção de inocência e contra a prisão após condenação em 2ª instância. Confira a íntegra da carta. Leia mais

19 de Março de 2018
por Eugênio Aragão
Comentários desativados em Sérgio Moro quer mandar no Supremo Tribunal Federal

Sérgio Moro quer mandar no Supremo Tribunal Federal


O Juiz Sérgio Moro quer dar ordens no Supremo Tribunal Federal. Ele usou os autos da operação Lava Jato para pressionar os ministros do STF a não reverterem a prisão após julgamentos de segunda instância. No seu despacho, Moro chegou a citar nominalmente os ministros que já se posicionaram a favor do cerceamento de liberdade e pediu que eles não alterem o entendimento. Leia mais

19 de Março de 2018
por Eugênio Aragão
Comentários desativados em Cármem Lúcia disfarça e joga para Fachin a responsabilidade de pautar habeas corpus de Lula

Cármem Lúcia disfarça e joga para Fachin a responsabilidade de pautar habeas corpus de Lula


A ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), passou para o ministro Edson Fachin a responsabilidade de pautar o habeas corpus de Lula. O instrumento impetrado pela defesa do ex-presidente é uma tentativa de corrigir as injustiças de uma condenação sem provas e da confirmação em tempo recorde na segunda instância. Leia mais

19 de Março de 2018
por Eugênio Aragão
Comentários desativados em Globo amarga prejuízo com golpe, descrédito e recessão

Globo amarga prejuízo com golpe, descrédito e recessão


Apesar de ter conquistado algumas “vitórias” no campo político, as organizações Globo reduziram suas receitas e amargaram prejuízo no ano de 2017. É o que diz o o balanço do grupo esmiuçado pelo analista Samuel Possebon do portal Teletime. Pelo jeito o golpe de 2016, patrocinado pela emissora de TV, não foi um bom negócio. Leia mais

14 de Março de 2018
por Redacao
Comentários desativados em Entidades da advocacia pedem que OAB cobre posição do STF sobre prisão em segunda instância

Entidades da advocacia pedem que OAB cobre posição do STF sobre prisão em segunda instância

Representantes de diversas de entidades de advogados de todo o país estiveram na terça-feira (13) em Brasília, onde se reuniram no Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). As entidades querem que a OAB se junte no esforço de cobrar do Supremo Tribunal Federal e da presidente da corte, ministra Cármen Lúcia, para que paute o julgamento da Ação Declaratória de Constitucionalidade (ADC) 44, proposta pela própria OAB. Leia mais

1 de outubro de 2013
por esmael
4 Comentários

Marina Silva implora à  presidenta do TSE concessão de registro para a Rede

da Agência BrasilA ex-ministra do Meio Ambiente e ex-senadora Marina Silva pediu hoje (1!º) à  presidenta do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Cármen Lúcia, que defenda a concessão do registro ao partido Rede Sustentabilidade. O pedido de registro do partido fundado por Marina deve ser julgado pelo tribunal nesta semana. Para participar das eleições do ano que vem, o partido tem que ser registrado até o dia 5 de outubro, um ano antes do primeiro turno.

Durante a audiência com a ministra, Marina reafirmou que o partido cumpriu todos os requisitos para obter o registro e que conseguiu o número mínimo de assinaturas de apoiadores. A ex-senadora assegurou que a legenda vai disputar as eleições do ano que vem. Nós teremos o registro da Rede. Estou inteiramente confiante. Sinalizar com outro partido seria a denúncia da própria desconfiança. A minha confiança me faz olhar neste momento apenas para o Plano A, que é o plano viável.!

O Ministério Público Eleitoral (MPE) deve apresentar manifestação sobre o pedido de registro da Rede Sustentabilidade. Ontem (30), a ministra Laurita Vaz, do TSE, concedeu prazo de 24 horas para que o MPE se manifeste. A ministra recebeu relatório da Secretaria Judiciária do TSE sobre a recontagem das assinaturas de apoiadores do partido, mas o parecer não foi divulgado.

Na segunda-feira (26), Laurita Vaz determinou a recontagem das assinaturas entregues pela legenda. Ela atendeu ao pedido do vice-procurador eleitoral Eugênio Aragão. Na sexta-feira (20), em parecer enviado ao TSE, Aragão disse que a legenda de Marina Silva validou na Justiça Eleitoral apenas 102 mil assinaturas de apoiadores em todo o país.

Para obter registro, o partido precisa validar 483 mil assinaturas, o que corresponde a 0,5% dos votos registrados na última eleição para a Câmara dos Deputados. Segundo Marina Silva, o partido coletou 868 mil assinaturas e tem 550 mil validadas, número superior ao mínimo solicitado pela lei eleitoral.

De acordo com a ex-senadora, os números são divergentes porque, durante o processo de validação de assinaturas de apoiadores nos tribunais regionais eleitorais, os cartórios atrasaram os procedimentos e anularam 95 mil delas sem justificativa.

Na semana passada, Marina Silva esteve com outros ministros do TSE. Ainda hoje (1!º), ela deve se encontrar com o ministro Gilmar Mendes.