Sem ninguém para lavar escadarias da UFPR, Bolsonaro foi comer polenta no Madalosso

A passagem de Jair Bolsonaro (PSL-RJ) pelo Paraná se transformou num verdadeiro fiasco. Ele fez de tudo para polarizar com a caravana de Lula, mas só conseguiu algumas centenas de apoiadores e teve até que cancelar eventos. O pré-candidato a presidente prometeu lavar as escadarias da UFPR para “tirar a sujeira do PT” e marcou uma entrevista coletiva para o local, mas ninguém apareceu e as atividades foram canceladas.

Durante a tarde e noite de ontem (28) houve temor por possíveis confrontos entre os apoiadores de Bolsonaro, que se reuniram na Praça 19 de dezembro, e de Lula, que fizeram seu ato na Praça Santos Andrade. Mas o número reduzido de fãs do deputado do PSL desencorajou qualquer atitude de hostilidade.

Mesmo com Bolsonaro simulando um tiro na cabeça de Lula, seus apoiadores se encolheram e não chegaram perto da caravana do ex-presidente. O ato de Lula reuniu mais de 20 mil pessoas em frente da Universidade Federal do Paraná.

Depois de cancelar a “limpeza” das escadarias e a entrevista coletiva, Bolsonaro e seus apoiadores foram comer frango com polenta no Restaurante Madalosso, em Santa Felicidade.

Comentários encerrados.