Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

Coluna do Rafael Greca: Fruet ataca inimigos imaginários

imaginarios

Em sua coluna desta quarta (16), Rafael Greca (PMN), critica o prefeito Gustavo Fruet (PDT) que, segundo ele, teria usado a inauguração de obras em uma escola infantil para fazer proselitismo político. Segundo Greca, a quadra coberta da Escola Municipal Leonor Castellano virou palanque eleitoral no último dia 10 de março, e as crianças não entenderam nada do que o prefeito falou. Greca reproduz a transcrição da fala de Fruet; que, segundo ele, deixou transparecer o desânimo de sua equipe com as chances de reeleição. Leia, ouça, comente e compartilhe.

Download áudio

Rafael Greca*

A última do Gustavo Fruet (PDT), depois que a Sereia do PT caiu no buraco da Lava Jato. Em discurso extemporâneo, dentro de escola pública, falando para uma plateia formada por inocentes crianças, o prefs Fruet deixou escapar o desânimo de sua equipe com as chances de sua reeleição e atacou o que podemos chamar de inimigos imaginários.

Foi um discurso acentuadamente eleitoral. A quadra coberta de uma escola pública virou palanque  para o mais tacanho proselitismo político. Conduta vedada pela legislação. Deu-se na última quinta-feira, dia 10 de março, durante inauguração de minúsculas melhorias na Escola Municipal Leonor Castellano, no Boqueirão.

O evento abriu a programação de aniversário dos 323 anos de Curitiba, segundo informou, pomposa, a áulica e caríssima assessoria da Prefs sem feitos.

O prefeito disse que o ano eleitoral será de “ofensas e mentiras”. Da nossa parte, não! Cremos firmemente que só a Verdade nos libertará. Só a Realidade bem observada pode gerar a verdadeira consciência.

Fruet prometeu manter “serenidade e a responsabilidade”, e ao mesmo tempo desferiu um violento ataque a sua oposição para uma plateia de crianças. Cantando de galo cheio de moral, Fruet falou que não tem parentes presos por corrupção; não faz tráfico de influência para beneficiar sua família via concessão de rádios; não tem aposentadoria precoce; nem montou quadrilha.

Falou até em cadeia. Garantiu que pagou 1 bilhão de reais em dívidas e desejou uma operação LavaJato na prefeitura, onde é o  prefeito. Se ele quer, terá.

Mesmo tendo inaugurado apenas cinco bibliotecas durante sua gestão. O prefeito ainda partiu para o auto-elogio, se dizendo bendito por “semear” livros e a educação,mesmo com depois de cortar creches para as mães e cursos profissionalizantes para os nossos jovens.

Faltou coragem pro Fruet. Ele não disse os nomes que atacava, destacou uma professora que ouviu atentamente o discurso. — Foi chato, não agradou a ninguém. As crianças não entenderam nada do que o prefeito falou. E ele ainda chamou as crianças de “sem noção”, reclamou a mesma professora, que por razões óbvias pediu para não ser identificada.

Eis a transcrição do destemperado falatório:

— “Esse ano vai ser um festival de ofensas e mentiras. Da minha parte muita responsabilidade, muita serenidade em dar transparência nas ações. Eu peço muito para a equipe, ânimo! Porque aqui em Curitiba não tem parente meu próximo ou distante, preso por corrupção. Não tem quadrilha instalada na prefeitura. Eu, na prefeitura e na política, não brigo para ter concessão de rádio e conseguir recurso público para minha família. Não tem aposentadoria especial minha precoce na prefeitura. E todo empenho para dedicar esses quatro anos a manter a prefeitura em funcionamento, para pagar mais de um bilhão em dívidas. Eu acho que algumas pessoas ainda vão parar à cadeia; um dia vai ter uma operação Lava Jato também dessas dívidas de Curitiba.”

“Mas garantir mais de um bilhão de reais de programa social para quem precisa, como é o Nossa Feira, que vende produtos a um real e noventa e nove centavos, principalmente para quem esta desempregado; como o festival que fizemos essa semana para geração de empregos para quem está desempregado, abrimos mil e quinhentas vagas de trabalho, compareceram quase dez mil pessoas, sinal da crise. Mas a prefeitura está procurando atender nesse momento quem mais precisa e tem que ter o mínimo de renda e acesso à alimentação. É para isso que vale a pena a prefeitura.”

“Quando a gente vê essas crianças receberem a gente com tanta alegria. Eu não sei se têm noção do que a gente esta passando no Brasil, eu não sei se têm noção do que representam 323 anos da história de uma cidade, mas têm a noção de receber um espaço desse coberto, com uma sala de aula com professores preparados, e uma biblioteca, para ter o santo benefício da leitura. Bendito quem semeia livros, bendito quem semeia educação.”

O vídeo foi exibido no Facebook de Julio Cesar Haus, que recebe R$ 14.098,52 por mês, em cargo de comissão na Secretaria Municipal de Urbanismo. Link do vídeo aqui.

Estamos esperando para ver onde, quando, como e com quem, Sua Excelência Prefs colocou R$ 1 bilhão em programas sociais. Terá sido nos tijolos que emparedaram portas e janelas da F.A.S. S.O.S. da rua Conselheiro Laurindo? Terá sido nos cadeados que fecharam os 25 berçários? Ou na UPA do Campo Comprido que agora será a fechada da vez? (Cada UPA fechada por 4 meses permite um corte de R$ 8milhões para a primeira irmã). Ou sido terá no enterro da Casa do Piá da Estrada Velha do Barigui, que foi demolida esta semana e soterrada, num macabro ritual que lembra magia negra? Ou ainda nos remendos com asfalto pré-eleitoral que as pessoas arrancam com as mãos, sem o menor esforço?

Tenho me dedicado à leitura do melhor jornal de oposição de Curitiba. Você sabe qual é o melhor jornal de oposição da cidade? Atenção! Tchan, tchan, tchan! O Diário Oficial do Município é o nosso melhor jornal de oposição.

*Rafael Greca, ex-prefeito de Curitiba, é engenheiro. Escreve às quartas-feiras no Blog do Esmael sobre “Inteligência Urbana”.

Comentários desativados.