8 de maio de 2014
por esmael
34 Comentários

Até Ducci vê Requião como “fiel da balança”. E agora Richa?

da Tribuna do Norte

O ex-prefeito de Curitiba, Luciano Ducci (PSB), em passagem por Apucarana, afirmou que a candidatura de Requião (PMDB) seria o fator que poderia levar a disputa pelo governo do Paraná para o segundo turno; Ducci, pupilo de Richa, é pré-candidato a deputado federal e está visitando seus companheiros de PSB; Nas eleições de 2012, por causa da candidatura de Rafael Greca, pelo PMDB, Ducci nem avançou para o segundo turno; ficou na estrada; em 2014, pelo andar da carruagem, a história vai se repetindo; a exemplo de Ducci, que tentou inviabilizar Greca, neste ano, Richa também luta para retirar Requião do páreo tentando coligar-se com os peemedebistas; o governador tucano também pode dar com os burros n'água.

O ex-prefeito de Curitiba, Luciano Ducci (PSB), em passagem por Apucarana, afirmou que a candidatura de Requião (PMDB) seria o fator que poderia levar a disputa pelo governo do Paraná para o segundo turno; Ducci, pupilo de Richa, é pré-candidato a deputado federal e está visitando seus companheiros de PSB; Nas eleições de 2012, por causa da candidatura de Rafael Greca, pelo PMDB, Ducci nem avançou para o segundo turno; ficou na estrada; em 2014, pelo andar da carruagem, a história vai se repetindo; a exemplo de Ducci, que tentou inviabilizar Greca, neste ano, Richa também luta para retirar Requião do páreo tentando coligar-se com os peemedebistas; o governador tucano também pode dar com os burros n’água.

O ex-prefeito de Curitiba, Luciano Ducci (PSB), disse ontem, em Apucarana, que a eleição para o governo do Estado em outubro deste ano deverá dar a vitória para o atual governador Beto Richa (PSDB). Ele assinala, no entanto, que a hipótese de haver ou não dois turnos dependerá do que decidir a convenção estadual do PMDB. Leia mais

8 de maio de 2014
por esmael
16 Comentários

#CuritibaVaiTerCopa: Black Blocs “afrouxam o sutiã” na visita de Dilma

Dilma Rousseff vai inaugurar estádio da Copa, em Curitiba, aparentemente, sem protesto de Black Blocs, que perderam força em todo o país; presidenta será acompanhada do prefeito Gustavo Fruet e da senadora Gleisi Hoffmann; governador Beto Richa, pelo jeito, não vai querer aparecer na foto; Dilma também anuncia recursos para obras de mobilidade, ou seja, "CuritibaVaiTerCopa".

Dilma Rousseff vai inaugurar estádio da Copa, em Curitiba, aparentemente, sem protesto de Black Blocs, que perderam força em todo o país; presidenta será acompanhada do prefeito Gustavo Fruet e da senadora Gleisi Hoffmann; governador Beto Richa, pelo jeito, não vai querer aparecer na foto; Dilma também anuncia recursos para obras de mobilidade, ou seja, “CuritibaVaiTerCopa”.

Ao que tudo indica, a presidenta Dilma Rousseff encontrará amanhã, em Curitiba, à s 16h30, céu de brigadeiro e mar de almirante durante inauguração da Arena da Baixada, estádio do Atlético Paranaense, onde ocorrerão os jogos da Copa. Leia mais

8 de maio de 2014
por esmael
15 Comentários

Ministério do Esporte rebate Washington Post sobre atraso de obras da Copa em Curitiba

Joel Benin, coordenador do Grupo Executivo da Copa (Gecopa), nesta quinta (8), rebateu reportagem do norte-americano Washington Post; dirigente do Ministério do Esporte garantiu que quatro principais itens foram debatidos e serão resolvidos até o início dos jogos na capital paranaense, bom como no resto do país: 1- energia e telecomunicações; 2- aeroporto e mobilidade urbana; 3- hotelaria; e 4- segurança; jornal reclamou do Centro de Mídia prometido pela Prefeitura, com conexão à  internet em redes wi-fi, que não ficará pronto até Copa; também recorda que, segundo a Paraná Pesquisas, 57,5% dos curitibanos reprovam o campeonato da Fifa na capital e que 87,5 por cento são contra o uso de dinheiro público para terminar o estádio do Atlético Paranaense.

Joel Benin, coordenador do Grupo Executivo da Copa (Gecopa), nesta quinta (8), rebateu reportagem do norte-americano Washington Post; dirigente do Ministério do Esporte garantiu que quatro principais itens foram debatidos e serão resolvidos até o início dos jogos na capital paranaense, bom como no resto do país: 1- energia e telecomunicações; 2- aeroporto e mobilidade urbana; 3- hotelaria; e 4- segurança; jornal reclamou do Centro de Mídia prometido pela Prefeitura, com conexão à  internet em redes wi-fi, que não ficará pronto até Copa; também recorda que, segundo a Paraná Pesquisas, 57,5% dos curitibanos reprovam o campeonato da Fifa na capital e que 87,5 por cento são contra o uso de dinheiro público para terminar o estádio do Atlético Paranaense.

Uma reportagem do jornal Washington Post, dos Estados Unidos, sobre a Copa do Mundo do Brasil, destaca os atrasos das obras para os jogos do campeonato mundial de futebol em Curitiba. Segundo a versão online, o país reduziu suas ambições iniciais citando a não conclusão do Centro de Mídia prometido pela Prefeitura com conexão à  internet em redes wi-fi. Leia mais

8 de maio de 2014
por esmael
9 Comentários

PT de Londrina debate herança! do ex-petista André Vargas

Militantes do Partido dos Trabalhadores vão se reunir neste sábado (10) para discutir a conjuntura política nacional, estadual e municipal e o papel do PT de Londrina nas eleições de outubro; desafio dos petistas é costurar o buraco causado pela saída de André Vargas, que era a principal liderança local do partido; espólio que já está sendo dividido teria potencial para cerca de 200 mil votos.

Militantes do Partido dos Trabalhadores vão se reunir neste sábado (10) para discutir a conjuntura política nacional, estadual e municipal e o papel do PT de Londrina nas eleições de outubro; desafio dos petistas é costurar o buraco causado pela saída de André Vargas, que era a principal liderança local do partido; espólio que já está sendo dividido teria potencial para cerca de 200 mil votos.

O Partido dos Trabalhadores (PT) de Londrina realiza neste sábado (10) uma plenária geral para debater a conjuntura política e o projeto eleitoral. A plenária terá início à s 9h30, no auditório da APP Sindicato. Leia mais

8 de maio de 2014
por esmael
5 Comentários

PDT jura que “não há racha”, mas Osmar aprendeu falar “companheiro”

Recebi duas notas de esclarecimento da direção do PDT do Paraná. A primeira é assinada pelo presidente em exercício Haroldo Ferreira e a segunda pelo secretário-geral Adalberto Grein. Sincronizados, eles negam que há racha na sigla do estado como divulgado neste post “Osmar Dias perde comando do PDT. Fruet pode dirigir partido no Paraná”.

O Blog do Esmael, democrático que é e amante do direito ao contraditório, publica na íntegra as duas mensagens dos pedetistas, mas, consultado suas fontes, reafirma que a situação não é muito confortável para o vice-presidente do Banco do Brasil, Osmar Dias, dentro do PDT. Há, inclusive, expectativa de que ele deixe a agremiação rumo ao PT depois das eleições de outubro, caso a presidenta Dilma seja reeleita.

Licenciado da presidência estadual do PDT, Osmar não tem atendido correligionários nem feito política intramuros. De posse do estatuto do banco, ele garante que não pode subir em palanques na campanha eleitoral. Não o fez nas eleições de 2012, quando aliados ficaram esperando nos municípios por apoio dele que nunca chegou.

A seguir, leia as duas notas:

Nota de Haroldo Ferreira:

Prezado Esmael:

Venho solicitar-lhe a gentileza de publicar no seu prestigioso blog, do qual sou assíduo leitor, nota do PDT, com relação a vinda recente do Presidente Lupi a Curitiba, para dissipar qualquer dúvida e ou insinuação, com relação a unidade partidária no tocante à s lideranças maiores do Partido no Estado e Nacional, envolvendo o Presidente Lupi, Osmar Dias e Gustavo Fruet.

Trabalhismo marcha unido no Paraná, não há racha!

Com a decisão de Osmar Dias em permanecer à  frente da Vice-Presidência do Banco do Brasil e continuar dando indispensável colaboração à  gestão da Presidenta Dilma, principalmente no que se refere à s áreas de Agronegócios, Micro e Pequenas Empresas, abrindo mão de disputar as próximas eleições no Paraná, outro nome passou a circular no PDT como pré candidato ao Senado, além do ex-deputado Léo de Almeida Neves e Jorge Bernardi. Trata-se do deputado Andre Bueno, de Cascavel, cuja postulação passou a ser considerada nos meios políticos da capital e foi defendida pelo deputado Nelson Luersen na reunião do PDT com pré-candidatos da sigla, realizada terça-feira (29/4) na Sede Estadual do PDT em Curitiba, com a presença do presidente nacional Carlos Lupi. Dentre os importantes encaminhamentos da reunião ressalta-se a disposição partidária de lançamento de chapa própria para Deputado Federal, podendo haver coligação para Deputado Estadual.

Lupi falou sobre o apoio à  reeleição de Dilma Rousseff, afirmando que não acredita na substituição dela pelo ex-presidente Lula, no Partido dos Trabalhadores. Quanto à  política estadual, contando com a presença do presidente em exercício Haroldo Ferreira devidamente articulado com Osmar Dias na elaboração da programação do evento na Capital, e contando com a presença do prefeito Gustavo Fruet nos entendimentos políticos do PDT, Lupi sinalizou apoio também à  candidatura da senadora Gleisi Hoffmann, mas reconheceu que há questões regionais ainda a serem ajustadas assim como as definições das políticas públicas e garantia da vaga ao Senado.

8 de maio de 2014
por esmael
35 Comentários

PSDB de Aécio tem o “cheiro” da derrota no 2!º turno, diz Marina

O diretor-presidente da Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo, desde fevereiro, vem aconselhando tanto Campos quanto Aécio acerca da necessidade de "diferenciação" entre ambos os candidatos à  Presidência da República; Segundo o pesquisador, o pacto de não agressão é um péssimo negócio porque em setembro o funil será implacável!; Só vai um para o segundo turno!, disse na época ao Blog do Esmael; nesta quinta (8), a ex-senadora Marina Silva verbalizou a orientação de Hidalgo em entrevista à  Folha; a candidata à  vice de Campos afirmou que sente o "cheiro" da derrota do presidenciável do PSDB, Aécio Neves, no 2!º turno das eleições de outubro; assista ao vídeo.

O diretor-presidente da Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo, desde fevereiro, vem aconselhando tanto Campos quanto Aécio acerca da necessidade de “diferenciação” entre ambos os candidatos à  Presidência da República; Segundo o pesquisador, o pacto de não agressão é um péssimo negócio porque em setembro o funil será implacável!; Só vai um para o segundo turno!, disse na época ao Blog do Esmael; nesta quinta (8), a ex-senadora Marina Silva verbalizou a orientação de Hidalgo em entrevista à  Folha; a candidata à  vice de Campos afirmou que sente o “cheiro” da derrota do presidenciável do PSDB, Aécio Neves, no 2!º turno das eleições de outubro; assista ao vídeo.

A ex-senadora Marina Silva (PSB), candidata à  vice-presidente na chapa de Eduardo Campos (PSB), disse que sente “cheiro” da derrota do presidenciável do PSDB, Aécio Neves, no 2!º turno das eleições de outubro. Leia mais

8 de maio de 2014
por esmael
69 Comentários

Coluna do Requião Filho: Professores e policiais do Paraná, uni-vos contra as mentiras de Richa!

Requião Filho, em sua coluna desta quinta, exorta os policiais e professores, especificamente, e o funcionalismo público, em geral, a se levantarem contra a propaganda enganosa de Beto Richa; Professores e policiais do Paraná, uni-vos contra as mentiras de Richa!!, parafraseia o advogado especialista em políticas públicas o Manifesto Comunista, de Karl Marx, já no título do texto; sobre a greve da educação, no mês passada, o colunista contesta o tucano: Não foi uma

Requião Filho, em sua coluna desta quinta, exorta os policiais e professores, especificamente, e o funcionalismo público, em geral, a se levantarem contra a propaganda enganosa de Beto Richa; Professores e policiais do Paraná, uni-vos contra as mentiras de Richa!!, parafraseia o advogado especialista em políticas públicas o Manifesto Comunista, de Karl Marx, já no título do texto; sobre a greve da educação, no mês passada, o colunista contesta o tucano: Não foi uma “grevezinha” como disse Beto Richa em entrevista no programa Roda Viva, da TV Cultura, no início da semana!; Respeito, como preconiza o atual governo, é parar de falar abobrinha e colocar a culpa de seus problemas nos outros!, ensina Requião Filho; leia o texto e compartilhe.

Requião Filho

Condições de trabalho. Era esta a mobilização de nossos educadores na última greve. Queriam seus direitos e o cumprimento de promessas eleitoreiras feitas pelo atual governador, mas as péssimas condições de trabalho foi o que levou a indignação ao ponto de ebulição. Foi este sentimento que motivou os profissionais da educação que trabalham com amor por sua profissão a fazer umas das mais bonitas e civilizadas manifestações que o Centro Cívico já viu. Não foi uma “grevezinha” como disse Beto Richa em entrevista no programa Roda Viva, da TV Cultura, no início da semana. Leia mais