Coluna da Gleisi Hoffmann: 13 de março, uma despolitização perigosa

perigo

A senadora Gleisi Hoffmann (PT), em sua coluna semanal, comenta as manifestações deste dia 13 de março, e a sua despolitização. Segundo ela, apesar de os protestos serem expressivos e legítimos, quem participou continua sendo a classe média mais tradicional, não traduzindo o sentimento de conjunto do país; as bandeiras mais naturais e urgentes como emprego, renda, juros, salários, investimentos, programas sociais, saúde, educação foram esquecidas; e tudo resumiu-se ao combate seletivo da “corrupção” e à criminalização do PT, Lula e Dilma. Para a senadora, a sensação é de que se “tirar Dilma do governo, prender Lula e acabar com PT, solucionaria tudo, seguraria inclusive o ímpeto da Lava Jato”. Leia, comente e compartilhe.

Gleisi Hoffmann*

O Brasil não precisa de política, de políticos, de partidos. A imprensa e o judiciário, aliás um juiz, darão conta dos problemas que acometem nosso país. Do enfrentamento à corrupção ao resgate da ordem. Tudo com muita indignação, ruas cheias de verde e amarelo, povo branco, bem tratado, com inimigo definido. Foi esse o retrato que ficou na minha cabeça das manifestações deste 13 de março.

Longe de minimizar, reconheço que os protestos foram expressivos e legítimos, mas sua base social, o perfil de quem participou, não trouxe mudanças, continua sendo a classe média mais tradicional. Não traduzem o sentimento do conjunto do país. Se estamos em uma crise econômica sem precedentes, como todos falam, inclusive os empresários que patrocinaram os atos, onde estavam as reivindicações da economia?

Emprego, renda, juros, salários, investimentos, programas sociais, saúde, educação?!

Onde estava o povo trabalhador e mais pobre deste país? Certamente assistindo as manifestações, procurando entender a que interesse tudo isso atende. Combater a corrupção? Talvez?! Mas por que não fizeram antes? E por que são tão seletivos? Desconfiado, o povão prefere aguardar para saber ao certo qual será o resultado para sua vida. Segue desconfiado e à margem de liderar um processo efetivo de mais mudanças.

A aposta na despolitização do processo é flagrante. A canalização do ódio e criminalização ao PT, Lula e Dilma, foram minuciosamente construídas. Dia após dia, nos telejornais, jornais, na mídia deste país. Os que deram condições aos mais pobres de terem dignidade estão sendo escorraçados pela classe média e pela elite brasileira, cujos valores autoritários ficaram visíveis nas atitudes e palavras de ordem dos protestos.

A “isenção” política foi caracterizada pela ausência de bandeiras partidárias e vaias a políticos oportunistas que tentaram participar. Mas foram o PT, Lula e Dilma que canalizaram o ódio contra a política e simbolizaram o mal que ronda o país, segundo os manifestantes.

Parece que tirar Dilma, prender Lula e acabar com PT, solucionaria tudo, seguraria inclusive o ímpeto da Lava Jato. Necessidade para que alguns políticos se salvem e, com discrição, cumpram o papel que a imprensa e a elite deles querem.

Sem falar com a imensa maioria da população que não foi às ruas, principalmente com aqueles mais pobres, beneficiados pelos programas e ações de governo, dando-lhes perspectivas de futuro, com um posicionamento claro do governo em relação à economia, a garantia de suas conquistas e a ampliação de seus direitos, a elite mais conservadora e fascista dará seu golpe amparado na participação ativa de parte da população que acredita estar de fato combatendo a corrupção e resgatando o Brasil do mal.

Nas ruas, bolsonaros falaram mais alto que democratas!

É preciso reconhecer a gravidade da situação e agir com rapidez para implementar soluções. E o governo, por definição, tem condições de atuar para diminuir a crise, refazer sua base e reconquistar o apoio da maioria da população.

*Gleisi Hoffmann é senadora da República pelo Paraná. Foi ministra-chefe da Casa Civil e diretora financeira da Itaipu Binacional. Escreve no Blog do Esmael às segundas-feiras.

20 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. Senhora Senadora, sou sua fã.
    Se todas as pessoas que estavam ontem nas ruas,exercessem o seu verdadeiro papel de cidadão, com respeito e solidariedade ao próximo, não precisaríamos de políticos para se ter uma vida digna. Uma nação não sobrevive de críticas é necessário ação. Quantos deles já cruzaram o sertão nordestino? Quantos deles já visitaram as favelas pra saber das suas prioridades? Atirar pedras é muito fácil, mas reconhecer os benefícios que esse povo conquistou, só indo lá pra ver.

  2. Essa classe média raivosa que foi as ruas ontem, em 2002 era majoritariamente eleitora do PT…Desapontou-se com as lideranças do PT que ou foram em CANA ou estão atolados até o pescoço com roubalheiras…agora é mudar o disco e tentar novo rumo, por que a velha cantilena de acusar o povo de ” reaça” por mais que estejam sendo, não vai mais colar…Quem tem que mudar em relação ao país é o PT – fazer correção drastica de rumos – expulsar os corruptos – se quiser sobreviver…

  3. Quem vê pensa que é verdade.
    O PT foi o que mais criou Ministérios, secretárias e tudo mais para colocar cargos comissionados neste país.

  4. Sou filho da revolução social trazida pelo atual governo. Até pelo governo petista da marta suplicy em SP. Sou totalmente contra um golpe. derrubar o governo não deveria ser uma opção. Assim como uma intervenção militar.

    nosso governador aqui em SP não fez nada que atingisse as comunidades realmente carentes em Guarulhos.

    Não sei o que pensar. Dá vontade de fugir do Brasil. 🙁

  5. Senadora, não dá para entender uma pessoa como vc que se diz em defesa do trabalhador escrever um texto totalmente sem sentido como esse, entende-se a defesa que faz do partido a qual vc é inscrita, porém uma defesa irracional, sem sentido e sem base da corrupção é o que desaponta em vez de lutar para destituir e afastar o câncer que esta destruindo seu partido, quer tratar e fazê-lo crescer forte, o povo mais pobre esta na cadeia por muito menos que seu protegido Lulinha “paz e amor”, seu partido destruiu a petrobrás certo que não sozinho mas tem uma enorme parcela de culpa, e vcs falam de manipulação da Tv mas esquecem que manipulam as pessoas mais humildes e pobres do país coagindo as com ameaça de que se perderem eleição vai acabar os projetos socias (sabendo que só um político idiota faria isso) então seria melhor limpar a casa do que só ficar apontando a sujeira do outro crendo que a sua casa esta em ordem.

  6. Senadora Gleisi, concordo contigo…A ansiedade,canalhice e má fé da oposição é tão grande que a única coisa que conseguirão é acabar com a democracia. Como em 64 direita e esquerda perderam, o Brasil perdeu, os brasileiros perderá. Quando deram o golpe logo em seguida, direita e esquerda dividiram celas. Quem conhece a História sabe que digo a verdade.

  7. Senadora, é exatamente isso, “o PT, Lula e Dilma que canalizaram o ódio contra a política e simbolizaram o mal que ronda o país, segundo os manifestantes”. Perfeito, eu não poderia com minha pouca inteligência fazer tal afirmação. O PT, Lula e Dilma afundaram o país num mar de lama sem precedentes, quebraram o Brasil e quem mais vai sentir é justamente quem tem menos, pois também tem menos oportunidades de se defender nesse mar de crise que está batendo na porta de todos os brasileiros. A Senhora sabe quanto custava um kg de feijão a três anos e quanto está custando hoje? A senhora sabe o quanto a tarifa de energia elétrica subiu nos últimos três anos? A senhora sabe quanto subiu a passagem de ônibus nos últimos três anos? Se soubesse não afirmaria o que afirmou.

  8. entendo o que quis dizer,na sua opinião os pobres não participaram da passeata,pois foram eles ,os mais pobres,que receberam as benesses do governo federal,mas tambem não esqueça que eles são os menos instruidos,são os mais facilmente ludibriados pela ajuda governamental que a classe media,e tambem menos politizados.São o que a biblia chama de cordeiros,um povo manso,que não reclama,e que é mais facilmente controlado.

  9. Classe média tradicional? A classe média que foi as ruas, foi aquela que é manipulada pela “media” marrom e pelos empresários de oposição ao seu partido. O PT tem os seus méritos, reconheço, mas também tem erros impagáveis. Minha primeira decepção, foi ver um discurso na TV da presidente, há alguns anos, “beneficiando” a sociedade com redução de tarifa de energia elétrica, sem sequer, contar porque, na realidade, a “luz” tinha que baixar. Infelizmente, quem chegou ao poder, repetiu o comportamento da elite tupiniquim que tanto assolou a pobreza desde o tempo do império… Por outro lado, acho que foi um protesto cívico extremamente civilizado, e espero que de alguma maneira, reflita positivamente para a sociedade. É claro que a senhora conhece Animal Farm de George Orwell, e minha pergunta é: Onde andará Bola-de-Neve?

  10. A senadora não pode nem deve falar o que eu posso.

    A classe que foi pra rua são os cavalos da direita. Os cavalos da direita, sem ofensas a esses lindos animais tem sub classes.O que as une e compacta e faz parecer homogêneas são os interesses. As subclasses da cavalgada de doudos sempre negociaram interesses.

    Uma aprovação para um mestrado numa universidade.Só conversando.

    Uma indicação para um cargo num tribunal ou aceitação numa entidade.

    Uma licença mal ajambrada para um comércio. Ou fábrica ou curso.

    Um espaço na TV.

    Uma forcinha num concurso para um filho, na segunda fase e entrevistas, onde ninguém fiscaliza e não ha parâmetros.

    Um cargo apadrinhado numa empresa pública. Ou agência. Ou de chefe de gabinete de um parente no tribunal.

    Uma obra para sua empresinha num órgão público.

    Usam favores num nivel abaixo do que fazem os seus cavaleiros da Zelotes. São os Zelotinhos sonegadores na contabilidade. Mas não lutam pra mudar as leis para todos. Só as deles.

    E some-se mais trocas.

    Dizem-se apartidários. As urnas não mentem. Elegem a direita.

    Esse é nosso problema agora.

  11. Sra. Gleisi Hoffmann, com todo respeito que lhe tenho, penso que está desprovida de inteligência. Emprego, renda, juros, salários, investimentos, programas sociais, saúde, educação, etc.. é o que o povo está reivindicando. O PT está acabando com nosso País.

    • Não Walmir, o comentário é sucinto e realista, “o povo” não está reivindicando nada, está só atirando pedras, falando de renúncia de Dilma e prisão de Lula. Talvez se você fosse uma pessoa mais inteligente perceberia que esse movimento é imaturo e inconsequente. O povo deveria sim cobrar soluções do governo e ser mais participativo nas decisões. E não ficar agindo como uma criança imatura, sem se preocupar com o resultado de suas ações.

      • Definição de Estupidez: conhecer a verdade…ouvir a verdade…ver a verdade…mas ainda ssim acreditar na mentira…!
        Portanto você é um estúpido…!
        Pare de defender essa corja vermelha…pare de falar besteira… cale a boca….

        • A cada dia ou a cada comentário me convenço de a turma da direitona é incapaz de entender um texto ou um comentário inteligente, reage sempre na agressão. São colocações muito obvias, mas faz questão de apreciar somente o seu interesse ou expressar o ódio, nunca vi uma contestação, nem inteligente nem educada.

      • Concordo plenamente João a senadora fez uma ótica real desse acontecimento e ao contrário, acho que o amigo ai que ta desprovido de inteligência. A senadora descreveu com muita sabedoria e visão real deste manifesto deste dia 13

    • Walmir, quem está acabando com a educação no Paraná e em São Paulo é o PSDB, não o PT. Quem votou a favor do projeto do Serra que entrega bilhões de dólares do pré-sal pras multinacionais foi o PSDB e grande parte do PMDB, não o PT. Ano passado, o PT votou contra a pauta-bomba do Cunha que foi aprovada pelo PSDB, PMDB, etc. mas felizmente Dilma vetou pra o bem do Brasil. Não sou filiado ao PT, e a nenhum partido. Hoje, há sim uma crise política e econômica, mas basta olharmos os dados do desemprego e lucro da Petrobras pra entender que grande parte desta crise se deve à Lava Jato. Antes dela, desemprego na faixa dos 5% e lucro da Petrobras acima dos R$ 20 bilhões. Após Moro atacar a petroleira e outras empresas, desemprego passou dos 7% e Petrobras terminou 2014 com prejuízo acima de R$20 bilhões. Temos que enxergar os fatos e não ficar repetindo um mantra mentiroso.

      • O quê?!? A culpa é do Moro, agora??? huahuahuahuahuahuahuahuahuahuahuhauhauhauahuahuahuahuhauhauha!!!

        hauhauhauhauhauhauhauhauhauhauhuahuahuahuahuahuahuahuahuahauhauhauhauhauhauhauhauauh!!!

        hauahuahuahuahuhauhauhauhauhauhauhauhauhauhauhauahuahuahuahuahauhauhauhauhauahuahuahuahauhauhauahuahuahuahauhauhauhauhauahuahuahuahuahuahauhauhauhauhauahuahuahuah!!!

        Peraí, que estou tentando me recuperar… Ai, Deus, como tem gente comédia nesse mundo.

        O que o Moro fez foi revelar a roubalheira petista em cima da Petrobras, gajo!

        • Bresser Pereira, ex-ministro de FHC:
          “Operação Lava Jato foi longe demais, está violando direitos fundamentais e causando grandes prejuízos ao País porque alimenta a crise”. A entrevista completa de Bresser você encontra no Google, é só pesquisar.

    • Mas a pergunta é exatamente essa: Que povo?