1 de setembro de 2015
por Esmael Morais
Comentários desativados em Câmara aprova projeto de João Arruda que amplia alcance do Supersimples

Câmara aprova projeto de João Arruda que amplia alcance do Supersimples

1 de setembro de 2015
por Esmael Morais
10 Comentários

Deu chabu nas testemunhas do primo de Richa; Ratinho Jr e Tiago surtam

abi_ratinho_tiagoO k-suco ferveu nesta terça-feira (1º) no Palácio Iguaçu, informa Garganta Profunda de Londrina. O motivo? Ora, ele, o indefectível Luiz Abi Antoun, primo famoso do governador Beto Richa (PSDB), que indicou uma penca de secretários e deputados como testemunhas de defesa na operação Publicano (propina na Receita Estadual). ... 

Leia mais

1 de setembro de 2015
por Esmael Morais
24 Comentários

Sob protestos, Beto Richa institui “dízimo” para funcionários comissionados no Paraná

abi_richa_dizimoO governador Beto Richa formalizou ontem (31), durante reunião com secretários e dirigentes de estatais, a cobrança de “dízimo” de 2% do salário dos servidores comissionados. ... 

Leia mais

1 de setembro de 2015
por Esmael Morais
13 Comentários

“Dor de pedágio”: Em carta, presidente da Faep diz que “está de mal” com presidente da Fiep

meneguette_carta_campagnoloComo nos contos de amor, o presidente da FAEP, Ágide Meneguette, rompeu com o presidente da Fiep, Edson Campagnolo, conforme a carta abaixo: ... 

Leia mais

1 de setembro de 2015
por Esmael Morais
16 Comentários

Pesquisa inédita mostra que maioria dos brasileiros não confia nas ‘delações premiadas’ da Lava Jato

moro_delacao_pesquisaA Paraná Pesquisa foi o primeiro instituto do país a fazer o Raio-X mais completo da operação Lava Jato, da Polícia Federal, que é coordenada pelo juiz paranaense Sérgio Moro.

Segundo levantamento realizado entre os dias 24 e 27 de agosto, 51% dos brasileiros não confiam nas ‘delações premiadas’ — as colaborações de supostos criminosos para resolver supostos crimes. Apenas 35% confiam no teor desses acordos entre as partes.

A polêmica acerca desse tema não é novidade, pois advogados de defesa de réus na Lava Jato acusam Moro de promover “tortura psicológica” para obter acordos de delação.

O criminalista curitibano Claudio Dalledone Júnior, prestes a celebrar um primeiro acordo de delação premiada para seu cliente na Justiça do Paraná, Eduardo Lopes, da empreiteira Valor, vê com reservas o instituto.

“É o tipo de coisa que, por enquanto, só prospera em crimes de colarinho branco. Se utilizado entre bandidos de milícias e narcotráfico, por exemplo, vai aparecer advogado morto por aí”, alerta Dalledone Júnior.

Embora duvide do conteúdo, 55% dos os brasileiros se dizem a favor da ‘delação premiada’ na operação Lava Jato.

A Paraná Pesquisas entrevistou 2.060 eleitores maiores de 16 anos em 154 municípios brasileiros, distribuídos em 23 estados, entre os dias 24 e 27 de agosto. A margem de erro é de 2%.

A seguir, leia a íntegra da pesquisa sobre a Lava Jato: Leia mais

1 de setembro de 2015
por Esmael Morais
38 Comentários

A moda é pedir nota fiscal nas praças de pedágio; assista ao vídeo

beto_pedagio1.jpg1Quer dar uma “ajudinha” para o programa “Nota Paranaense” do governo Beto Richa (PSDB)? Então, neste feriadão da Semana da Pátria, peça a nota fiscal nas praças de pedágios. Exija o seu direito e exerça seu papel de cidadão. ... 

Leia mais

1 de setembro de 2015
por Esmael Morais
5 Comentários

Beto Richa dá golpe em professores até no Conselho Estadual de Educação; a perseguição segue em frente

Deputado Nereu Moura, líder do PMDB, autor de projeto que proíbe secretários ocuparem cargos em conselhos de estatais e órgãos de fiscalização do governo do estado critica nomeação de Ana Seres (SEED) e João Carlos (SETI) para o Conselho Estadual de Educação (CEE); "O governo continua inovando ao colocar as raposas para cuidar do galinheiro", criticou o parlamentar ao Blog do Esmael; "Depois do auxílio-moradia, Beto Richa acha que pode tudo", completou.

Deputado Nereu Moura, líder do PMDB, autor de projeto que proíbe secretários ocuparem cargos em conselhos de estatais e órgãos de fiscalização do governo do estado critica nomeação de Ana Seres (SEED) e João Carlos (SETI) para o Conselho Estadual de Educação (CEE); “O governo continua inovando ao colocar as raposas para cuidar do galinheiro”, criticou o parlamentar ao Blog do Esmael; “Depois do auxílio-moradia, Beto Richa acha que pode tudo”, completou.

O governador Beto Richa (PSDB) extrapolou mais uma vez os limites do estado democrático de direito ao nomear dois secretários de Estado para integrarem o Conselho Estadual de Educação (CEE). Os secretários são Ana Seres Trento Comin, da Educação (SEE), e João Carlos Gomes, da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SETI), que a partir de agora podem se ‘autofiscalizarem’. Seria como o zagueiro cruzasse a bola para ele mesmo fazer o gol de cabeça. ... 

Leia mais

1 de setembro de 2015
por Esmael Morais
4 Comentários

Oposição a Richa, senadores são eleitos “cabeças” do Congresso

richa_senadoresOs senadores Alvaro Dias (PSDB), Gleisi Hoffmann (PT) e Roberto Requião (PMDB) foram apontados ontem (31) como os “cabeças” do Congresso Nacional na lista do Diap (Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar). Em comum eles têm uma coisa: no Paraná, são oposição ao governador Beto Richa (PSDB).

A surpresa é entrada da ex-ministra da Casa Civil entre os “cabeças”, pois Gleisi vem sendo massacrada dia sim outro também pela velha mídia e pela criminosa “Tenda Digital” — a fábrica de difamação do Palácio Iguaçu — comandada por cibercomissionados.

Nem tudo são espinhos na vida de Richa, pois, na Câmara, quatro deputados que lhe juram “lealdade” apareceram nessa lista dos “cabeças” do Congresso: Alex Canziani (PTB), Ricardo Barros (PP), Luiz Carlos Hauly (PSDB) e Rubens Bueno (PPS).

Entretanto, o líder dos “limpinhos” planeja pular fora da barca tucana. Ele até tem o motivo para abandonar o time de Beto Richa, que é o fim da eleição para diretor de escola — a Lei Rubens Bueno de 1984.

Abaixo, leia a íntegra do relatório do Diap com os “100 cabeças do Congresso Nacional”: Leia mais

1 de setembro de 2015
por Esmael Morais
14 Comentários

Gazeta do Povo fulmina sonho presidencial de Moro: 82% não sabem quem é o comandante da Lava Jato

pesquisa_moro_2018O instituto Paraná Pesquisas, de Murilo Hidalgo, a pedido do jornal Gazeta do Povo, fulminou o sonho presidencial do juiz federal Sérgio Moro, comandante-em-chefe da operação Lava Jato.

Segundo números divulgados pelo jornalão nesta terça-feira (1º), apenas 17% dos brasileiros sabem que o juiz paranaense é quem conduz os processos da Lava Jato ante 82% que desconhecem esse fato.

Recentemente, o Blog do Esmael sondou os leitores com o nome de Moro na disputa presidencial. O juiz venceu a enquete com 33% da preferência dos 23 mil votantes únicos (clique aqui).

A pesquisa encomendada pela Gazeta do Povo afirma que a maioria das pessoas conhece e considera positivas as investigações.

A Paraná Pesquisas entrevistou 2.060 eleitores maiores de 16 anos em 154 municípios brasileiros, distribuídos em 23 estados, entre os dias 24 e 27 de agosto. A margem de erro é de 2%.

A seguir, leia a íntegra do levantamento da Paraná Pesquisas: Leia mais

1 de setembro de 2015
por Esmael Morais
9 Comentários

Lula se vê vítima da concentração da velha mídia. Regulação já?

do Brasil 247

lula_midiaNum texto postado em sua página no Facebook, o ex-presidente Lula se colocou como vítima da excessiva concentração da mídia no Brasil. “Quando você vê uma notícia em vários lugares, tem certeza de que não são todos o mesmo?”, questionou Lula, em sua página no Facebook, ao se referir ao modo como a denúncia de Época, sobre a construção do Porto de Mariel, em Cuba, foi repercutida em outros programas e veículos da Globo, como Jornal Nacional, jornal O Globo e CBN, por exemplo.

Em paralelo, um professor da Universidade de Brasília, Venício Lima, pretende usar o ranking de bilionários da revista Forbes, para defender a democratização dos meios de comunicação.

Leia, abaixo, nota do Instituto Lula:

Organizações Globo inflam pretensa denúncia contra Lula Leia mais

1 de setembro de 2015
por Esmael Morais
10 Comentários

Coluna do Marcelo Araújo: ‘Ranking’ de multas na Secretaria de Trânsito de Curitiba

Download

Marcelo Araújo*

Dia desses na Boca Maldita dois senhores travavam um acalorado debate sobre o ‘impeachment’, da presidenta, do governador e até do nosso prefeito. Mas, um deles questionou o que o prefeito havia feito. O outro respondeu: NADA! A prática delitiva comissiva se responde pelo que fez. Na omissiva pelo que não fez. Mas a comissiva por omissão é quando se responde pelo resultado (como se tivesse feito, e não pela mera omissão) por ter o dever de fazer. Pela tese do nosso prefeito, já muito falada, leva vantagem quem não se envolver em escândalos, então melhor é não fazer NADA!

Como todos sabem, fui acusado de difamar a prefeitura pela secretária de trânsito porque teria supostamente dito que haveria cotas de autuações. Jamais falei em cotas ou metas. Aliás, quando se estabelecem cotas ou metas é estabelecido um teto, um limite a ser alcançado, e atingido esse limite não haveria mais necessidade de buscar mais resultado, salvo na teoria da nossa presidenta, que mesmo não tendo meta, quando atingida, irá dobrá-la!

O estímulo à competitividade, sem metas nem cotas, portanto sem limites, tem melhor resultado quando é feito um ranking, uma planilha de resultados. Isso vale para competição esportiva, para emagrecimento, para estudos, etc.

Na época em que fiz o famoso 2º grau no Colégio Bom Jesus havia o ‘listão dos 10 cobras’ que era publicado em cada prova, cada avaliação ou simulado de vestibular e lembro com orgulho de ter me mantido entre os 5 melhores nos três anos do curso. Há até empresas que colocam a foto do funcionário do mês em destaque.

Creio que ficou claro que para obtenção de melhores resultados não é necessário estabelecer cotas ou metas, bastando fazer e divulgar entre os envolvidos o resultado individual, e é isso que passou a ser feito em Curitiba com os agentes. Não significa que não haja infrações para serem autuadas, nem que haja indústria de multas já que há vasta matéria prima.

Isso causa um desconforto entre os agentes e ouso dizer que ficam com a segurança pessoal em risco, especialmente com um prefeito omisso. Semana passada, completou um ano da morte do primeiro agente durante o trabalho. Agora fazem blitzes sem material de proteção nem treinamento.

Usam o radar estático virando verdadeiros alvos. Já falei, não é piada pronta, é tragédia anunciada, aliás, comissivo por omissão. Em São Paulo os agentes da CET não suportaram a pressão e denunciaram o caso, e agora o Ministério Público está apurando como mostra o vídeo abaixo.

De multa eu entendo!

*Marcelo Araújo é advogado, presidente da Comissão de Trânsito, Transporte e Mobilidade da OAB/PR. Escreve nas terças-feiras para o Blog do Esmael.

Leia mais

1 de setembro de 2015
por Esmael Morais
5 Comentários

Coluna do Enio Verri: Relembrar o massacre de 29 de abril é preciso

Enio Verri*

O massacre do governo Beto Richa (PSDB) contra os professores completou no último sábado, 29 de agosto, quatro meses. A data foi lembrada em um ato que reuniu 2 mil trabalhadores da educação na Avenida Cândido de Abreu, em frente à Assembleia Legislativa e ao Palácio Iguaçu, palco da ação que deixou 213 trabalhadores da educação feridos.

A violência e força desproporcional da Polícia Militar, que despejou por mais de duas horas um arsenal de balas de borracha, granadas de efeito moral, bombas de gás lacrimogêneo e sprays de pimenta contra professores que se manifestavam de forma pacífica contra a mudança na previdência do funcionalismo aconteceu sob ordens diretas da Secretaria de Segurança Pública e anuência do governador.

As imagens da barbárie protagonizada pela dupla chocaram o Brasil e o mundo. A responsabilidade Beto Richa no massacre é cristalina e foi materializada na denúncia do Ministério Público do Paraná, que acusou formalmente o governador de improbidade administrativa por ter se omitido e não ter impedido a ação da PM. De acordo com o MP, ninguém no governo do Paraná “ousaria” realizar a ação sem respaldo político e administrativo do governador tucano.

Da mesma forma, o MP indicou que Francischini foi o articulador político e operacional do massacre, estando à frente das principais decisões e fornecendo todo o suporte financeiro e administrativo para o massacre.

Como agravante, a ação truculenta custou aos cofres públicos R$ 1 milhão, sendo portanto financiada pelos contribuintes paranaenses. O governo utilizou na repressão 1.661 policiais, sendo que a metade deste montante partiu do interior rumo à capital para reprimir os professores. O número representa 15% de todo o contingente da PM no Paraná.

Quatro meses depois do massacre, os ferimentos físicos causados pelas balas de borracha e bombas cicatrizaram. Os ferimentos morais do massacre nos professores e servidores públicos paranaenses jamais irão cicatrizar. Manter viva a memória dos acontecimentos de 29 de agosto e cobrar da Justiça punição a Richa, Francischini e demais responsáveis pelo massacre é o primeiro e mais importante passo para que o Paraná jamais reviva a sombria tarde de 29 de abril.

*Enio Verri é deputado federal, presidente do PT do Paraná e professor licenciado do departamento de Economia da Universidade Estadual do Paraná. Escreve nas terças sobre poder e socialismo.

Leia mais