13 de setembro de 2014
por Esmael Morais
51 Comentários

DatafAlha registra nova pesquisa no Paraná sem Gleisi no 2!º turno

DatafAlha trabalha para deixar o governador Beto Richa mais popular que Jesus Cristo; a soldo da Gazeta do Povo, instituto registrou neste sábado (13) nova sondagem sobre a disputa pelo governo do Paraná; levantamento em campo será realizado nos dias 17 e 18; institutos nacionais costumam terceirizar serviço de entrevistas com empresas locais ligadas ao governo do estado; exceção do iBeto que tem entrevistadores próprios, mas empresa possui contrato de R$ 4,6 milhões com o governo Richa; segundo um pedetista, se pesquisa de intenção de votos ganhasse eleição o advogado Gustavo Fruet estaria hoje criando ovelhas na chácara da família em Quitandinha, região metropolitana de Curitiba.

DatafAlha trabalha para deixar o governador Beto Richa mais popular que Jesus Cristo; a soldo da Gazeta do Povo, instituto registrou neste sábado (13) nova sondagem sobre a disputa pelo governo do Paraná; levantamento em campo será realizado nos dias 17 e 18; institutos nacionais costumam terceirizar serviço de entrevistas com empresas locais ligadas ao governo do estado; exceção do iBeto que tem entrevistadores próprios, mas empresa possui contrato de R$ 4,6 milhões com o governo Richa; segundo um pedetista, se pesquisa de intenção de votos ganhasse eleição o advogado Gustavo Fruet estaria hoje criando ovelhas na chácara da família em Quitandinha, região metropolitana de Curitiba.

O grupo RPC TV, emissora afiliada à  Globo, e jornal Folha de S. Paulo, contrataram nova pesquisa do DatafAlha sobre a disputa pelo governo do Paraná.  ... 

Leia mais

13 de setembro de 2014
por Esmael Morais
38 Comentários

Depois da 20!ª rebelião, Richa vê “orquestração” nos presídios do PR

Governador Beto Richa levou incríveis 10 meses para descobrir que já houve vinte rebeliões nos presídios do Paraná; neste sábado (13), ele disse suspeitar de "orquestração" e muita coincidência desses eventos com o ano eleitoral; entretanto, desde 2012 o PCC (Primeiro Comando da Capital), o partido do crime organizado, dá as ordens no sistema carcerário do estado; Gleisi e Requião veem incompetência! do adversário tucano.

Governador Beto Richa levou incríveis 10 meses para descobrir que já houve vinte rebeliões nos presídios do Paraná; neste sábado (13), ele disse suspeitar de “orquestração” e muita coincidência desses eventos com o ano eleitoral; entretanto, desde 2012 o PCC (Primeiro Comando da Capital), o partido do crime organizado, dá as ordens no sistema carcerário do estado; Gleisi e Requião veem incompetência! do adversário tucano.

Foram precisos 10 meses e vinte rebeliões nas penitenciárias do Paraná para que o governador Beto Richa (PSDB) percebesse que há uma “orquestração” nos recentes motins de presos em Cascavel, Guarapuava, Cruzeiro do Oeste e agora Piraquara. ... 

Leia mais

13 de setembro de 2014
por Esmael Morais
58 Comentários

Em queda nas pesquisas, Marina agora apela para a estratégia do chororô

do Brasil 247 Marina Silva, candidata do PSB à  presidência da República, esgotou seu arsenal de argumentos lógicos e racionais. Agora, sua arma para tentar vencer as eleições presidencial de 2014 é inusitada: o choro. Sim, Marina quer colocar suas próprias lágrimas a serviço de uma estratégia política.

O plano consiste em criar um novo mito: a guerreira frágil, que estaria sendo esmagada pela máquina de difamação e baixarias do Partido dos Trabalhadores.

A interlocutores escolhidos a dedo, Marina chorou aos borbotões nas últimas horas. à€ Folha de S. Paulo, ela chorou ao falar de Lula, que, segundo ela, a teria atacado. “Eu não posso controlar o que Lula pode fazer contra mim, mas posso controlar que não quero fazer nada contra ele”, disse Marina, com a voz embargada, à  repórter Marina Dias (leia aqui).

Marina se referia a um discurso de Lula em que nem foi citada. Em Recife, o ex-presidente apenas afirmou que “tem gente querendo acabar com o pré-sal”. Em seguida, afirmou que, se fosse preciso, ele próprio saltaria no fundo do mar para buscar este petróleo. A crítica de Lula era apenas política e decorria do fato de Marina ter negligenciado o pré-sal em seu programa de governo.

Uma reportagem do jornal Estado de S. Paulo deste sábado também retrata uma Marina chorosa, que estaria se sentindo injustiçada. “Parem de querem me destruir”, disse ele. “Nunca imaginei, por mais criativa que eu fosse, depois de 30 anos lutando no PT, depois de ter enfrentado jagunço e depois de ter lutado pelo Lula, que seriam eles que iriam fazer de tudo para me destruir”, afirmou.

Em Veja, a capa é também uma peça de campanha que visa reforçar o mesmo mito: o da frágil Marina atacada pelo PT.

No entanto, Marina se diz atacada, mas considera absolutamente legítimo dizer que o PT nomeou “diretores para assaltar a Petrobras”. Será que ela não deveria estar preparada para, em vez de apelar para o chororô, retrucar com argumentos as críticas que lhe são feitas?

Neste sábado, ao ser questionada sobre a nova estratégia de Marina, a presidente Dilma Rousseff saiu pela tangente: “Não sou contra chorar. Chorar é intrínseco ao ser humano”, disse ela, no Twitter.

Leia mais

13 de setembro de 2014
por Esmael Morais
13 Comentários

Coluna do Ricardo Gomyde: Rua, lei e cadeia para os entreguistas

Ricardo Gomyde, em sua coluna deste sábado, radicaliza o discurso ao propor "rua, lei e cadeia" para a turma que incomodou o país vendendo estatais, pondo fim ao monopólio do petróleo, acabando com a estabilidade para os servidores, atacando a Previdência Social e implodindo postos de trabalho!; colunista denuncia que economistas conservadores agem como se fossem professores de Deus!, no terrorismo eleitoral, porque seriam beneficiários diretos da especulação financeira e da privataria com a disputa política; Gomyde afirma ainda que eleitorado aprendeu com a experiência que votar em pessoas críveis, que não são de duas caras, que não falam uma coisa e fazem outra, é uma boa iniciativa!; leia o texto e compartilhe.

Ricardo Gomyde, em sua coluna deste sábado, radicaliza o discurso ao propor “rua, lei e cadeia” para a turma que incomodou o país vendendo estatais, pondo fim ao monopólio do petróleo, acabando com a estabilidade para os servidores, atacando a Previdência Social e implodindo postos de trabalho!; colunista denuncia que economistas conservadores agem como se fossem professores de Deus!, no terrorismo eleitoral, porque seriam beneficiários diretos da especulação financeira e da privataria com a disputa política; Gomyde afirma ainda que eleitorado aprendeu com a experiência que votar em pessoas críveis, que não são de duas caras, que não falam uma coisa e fazem outra, é uma boa iniciativa!; leia o texto e compartilhe.

Ricardo Gomyde* ... 

Leia mais

13 de setembro de 2014
por Esmael Morais
42 Comentários

Requião promete incendiar eleição na reta final com “Campanha dos 15 Dias”

Senador Roberto Requião faz mistério acerca do formato da "Campanha dos 15 Dias" que planeja desencadear na semana que vem; em 1988, em jogada semelhante, Lerner conseguiu vencer a disputa pela Prefeitura de Curitiba na célebre Campanha dos 12 Dias!; que pretende Requião com a "Campanha dos 15 Dias"?; será que algum candidato -- ou candidatos -- pretende desistir para apoiar o senador do PMDB tal qual 1988?

Senador Roberto Requião faz mistério acerca do formato da “Campanha dos 15 Dias” que planeja desencadear na semana que vem; em 1988, em jogada semelhante, Lerner conseguiu vencer a disputa pela Prefeitura de Curitiba na célebre Campanha dos 12 Dias!; que pretende Requião com a “Campanha dos 15 Dias”?; será que algum candidato — ou candidatos — pretende desistir para apoiar o senador do PMDB tal qual 1988?

O senador Roberto Requião (PMDB), candidato ao governo do Paraná, ao Blog do Esmael, afirmou neste sábado (13) que vai colocar em prática na semana que vem a “Campanha dos 15 Dias”. ... 

Leia mais

13 de setembro de 2014
por Esmael Morais
4 Comentários

Richa, Requião e Gleisi apostam em carreatas neste sábado de sol

Candidatos ao governo do Paraná aproveitam o tempo bom deste sábado (13) para fazer carreatas em várias cidades do estado; Richa dedica-se a Curitiba e região metropolitana; Requião também centra fogo na capital paranaense; Gleisi vai ao Norte do estado, mas campanha com presenças dos ministros Aldo Rebelo e Paulo Bernardo faz carreata da "Arrancada" na região Sul da capital.

Candidatos ao governo do Paraná aproveitam o tempo bom deste sábado (13) para fazer carreatas em várias cidades do estado; Richa dedica-se a Curitiba e região metropolitana; Requião também centra fogo na capital paranaense; Gleisi vai ao Norte do estado, mas campanha com presenças dos ministros Aldo Rebelo e Paulo Bernardo faz carreata da “Arrancada” na região Sul da capital.

Os três principais candidatos ao governo do Paraná optaram, neste sábado (13), pela carreata nos bairros de Curitiba e cidades do interior como atividade de campanha.  ... 

Leia mais

13 de setembro de 2014
por Esmael Morais
4 Comentários

Ricardo Kotscho: Ibope confirma a irrelevância da velha mídia

do Brasil 247
O colunista Ricardo Kotscho, que foi secretário de Imprensa e Divulgação da Presidência da República no governo Lula, vê no resultado do último Ibope a confirmação da irrelevância! da velha mídia. Segundo ele, o “pool” formado por Veja & Associados, que disparou o que seria uma “bala de prata” contra a candidatura de Dilma Rousseff, sobre o caso Petrobras, perdeu, já que não apareceu nenhuma prova sobre o suposto novo escândalo. Leia:

Ibope confirma a irrelevância da velha mídia

Deu tudo ao contrário do que imaginava o “pool” formado por Veja & Associados, na perfeita definição de Alberto Dines para a velha mídia que, no último fim de semana, disparou o que seria uma “bala de prata” contra a candidatura de Dilma Rousseff, com a divulgação da “denúncia premiada”, feita por um réu preso, envolvendo políticos e partidos da base aliada do governo num “propinoduto”, que teria sido montado na administração da Petrobras. Até agora, no entanto, não apareceu nenhuma prova.

O objetivo claro era dar uma sobrevida à  candidatura presidencial do tucano Aécio Neves, empacado em terceiro lugar nas pesquisas, a quilômetros de distância das favoritas Dilma e Marina Silva, que devem disputar o segundo turno.

A pesquisa CNI/Ibope divulgada agora há pouco, na manhã desta sexta-feira, confirma as tendências anteriormente registradas por outros três institutos que divulgaram seus levantamentos nesta semana: CNT/MDA, Datafolha e Vox Populi.

Em relação à  pesquisa anterior do Ibope, Dilma Rousseff subiu dois pontos e foi para 39%, abrindo oito pontos de vantagem sobre Marina Silva, que caiu dois e ficou com 31%. Aécio Neves ficou exatamente no mesmo lugar em que estava na semana passada, com 15%. Na projeção para o segundo turno, o Ibope apontou empate técnic Leia mais

13 de setembro de 2014
por Esmael Morais
13 Comentários

àlvaro: cachorrinho teria “muito mais votos” que Gomyde e Almeida

Senador àlvaro Dias atribui brincadeiras nas redes sociais com seu cachorrinho Poodle aos amigos do Lula!; tucano provoca os adversários Marcelo Almeida e Ricardo Gomyde que, segundo o senador, perderiam até para Hugo Henrique!; se eu lançasse Hugo Henrique "teria muito mais votos do que muito candidato por aí!, disse ao jornal Gazeta do Povo, sem, no entanto, declinar os nomes dos adversários do PMDB e PCdoB. Segundo pesquisa DatafAlha, o parlamentar tucano lidera com 57%, Gomyde tem 5% e Almeida 4%.

Senador àlvaro Dias atribui brincadeiras nas redes sociais com seu cachorrinho Poodle aos amigos do Lula!; tucano provoca os adversários Marcelo Almeida e Ricardo Gomyde que, segundo o senador, perderiam até para Hugo Henrique!; se eu lançasse Hugo Henrique “teria muito mais votos do que muito candidato por aí!, disse ao jornal Gazeta do Povo, sem, no entanto, declinar os nomes dos adversários do PMDB e PCdoB. Segundo pesquisa DatafAlha, o parlamentar tucano lidera com 57%, Gomyde tem 5% e Almeida 4%.

O cachorrinho Poodle do senador àlvaro Dias (PSDB) continua dando o que falar nas redes sociais. O parlamentar tucano atribui as “sacanagens” em relação a Hugo Henrique!, o nome do cãozinho, aos “amigos do Lula”. ... 

Leia mais

13 de setembro de 2014
por Esmael Morais
14 Comentários

PT volta a falar em vencer no 1!º turno. à‰ possível ou sonho de verão?

do Brasil 247
Os números da economia estão se somando à  recuperação da presidente Dilma Rousseff nas pesquisas eleitorais. Ao mesmo tempo, a principal adversária dela, Marina Silva, do PSB, perde pontos nos levantamentos de opinião na mesma velocidade com que os ganhou após a morte do ex-governador Eduardo Campos. No campo tucano, o senador Aécio Neves aparece estacionado no patamar de 15%.

A conjunção desses e outros fatores está levando a cúpula do PT a uma euforia contida e controlada, mas que parece mesmo ter base real: vencer em primeiro turno a eleição presidencial não se parece mais com uma missão impossível. Ao contrário, a vinte e dois dias do 5 de outubro, está mais perto do que parecia.

Nos números quente da pesquisa Ibope divulgada nesta sexta-feira 12, Dilma marcou 39% contra 48% da soma de seus adversários !“ Marina, com 31%, Aécio, com 15% e os demais com o total de 2%. Significa, na matemática da eleição, que a presidente está a nove pontos percentuais mais um voto de ganhar a disputa já na primeira volta.

Essa possibilidade era presente até a morte do ex-governador Eduardo Campos, quando Dilma aparecia, em todos os levantamento, ao menos em situação de empate técnico com sua primeira vitória em primeiro turno. Agora, a distância ainda é grande, mas as condições para a escalada são diferentes !“ para melhor.

A comoção pela morte de Campos já foi assimilada em benefício de Marina Silva e não prejudicou o desempenho de Dilma, que manteve-se, a toda prova, folgadamente acima dos 30% de intenções em quaisquer pesquisas.

O que se tem agora é que, por erros e contradições de sua campanha, os novos levantamentos mostrados esta semana apontaram para uma queda rápida de Marina, quase na mesma velocidade e disseminação com a qual ela cresceu ao substituir o candidato falecido.

Dilma demonstrou reflexo apurado e faturar, de imediato, dois escorregões da ex-ministra, nas questões de falta de prioridade de Marina ao pré-sal e na proposta reafirmada de autonomia do Banco Central. A presidente tomou, ainda, a decisão corajosa de liberar o marqueteiro João Santana para uma desconstrução pesada de Marina no horário eleitoral gratuito e nos comercias de 30 segundos aos quais o PT tem direito.

O que se vê é uma inversão da tendência que se apresentava no final do mês passado. Após abrir dez pontos de vantagem num eventual segundo turno, de acordo com o Datafolha da primeira semana de setembro, Marina tem agora, no Ibope da metade da primeira metade do mês, apenas um ponto de frente. Quase igual a zero, uma vez que representa o empate técnico.

A cúpula do PT está concentrada na campanha presidencial, mas não apenas. Com a recuperação de Dilma e a elevação proporcional da avaliação do governo, também a chapa nacional de deputados federais e senadores do partido vai se beneficiando. O partido já projeta, sobre pesquisas internas, a eleição de até 95 parlamentares à  Camara Federal de 2015-2018. Dilma, que ajuda a puxar a tropa, só tem a ganhar com o resgate dessa sustentação de base.

Mas não é apenas a política com seus números que estão fazendo os petistas a voltar a sonhar com a chance de liquidar a Leia mais