Sentença do juiz Lourival Pedro Chemim, do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE), ao analisar inserção no horário eleitoral, afirma que a propaganda de Roberto Requião não degrada nem possui conteúdo ofensivo ao atribuir o tarifaço de 25% na conta de luz ao candidato Beto Richa. "Tudo ficou dentro do embate político", decidiu. Abaixo, leia a íntegra da decisão.

Sentença do juiz Lourival Pedro Chemim, do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE), ao analisar inserção no horário eleitoral, afirma que a propaganda de Roberto Requião não degrada nem possui conteúdo ofensivo ao atribuir o tarifaço de 25% na conta de luz ao candidato Beto Richa. “Tudo ficou dentro do embate político”, decidiu. Abaixo, leia a íntegra da decisão.

Decisão do juiz Lourival Pedro Chemim, do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE), reconsiderou liminar anterior que proibia o senador Roberto Requião (PMDB) de atribuir o aumento de 25% na conta de luz ao governador Beto Richa (PSDB).

Portanto, pela sentença do magistrado, o candidato peemedebista poderá carimbar à vontade o adversário tucano com o tarifaço da Copel.

Segundo Chemim, ao analisar inserção no horário eleitoral, a propaganda de Requião não degrada nem possui conteúdo ofensivo ao candidato Beto Richa. “Tudo ficou dentro do embate político”, decidiu.

A seguir leia a íntegra da sentença do juiz Lourival Pedro Chemim:

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

via Carta Capital

A presidenta Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição, foi a entrevistada de hoje no telejornal matinal Bom Dia Brasil, da Rede Globo de Televisão (veja os vídeos abaixo). A entrevista durou cerca de 30 minutos e foi marcada por diversas interrupções e discrepâncias de dados. Aécio Neves (PSDB) e Marina Silva (PSB) serão os entrevistados desta terça quarta-feira, respectivamente.

A presidenta Dilma Rousseff (PT), candidata à reeleição, foi a entrevistada de hoje no telejornal matinal Bom Dia Brasil, da Rede Globo de Televisão (veja os vídeos abaixo). A entrevista durou cerca de 30 minutos e foi marcada por diversas interrupções e discrepâncias de dados. Aécio Neves (PSDB) e Marina Silva (PSB) serão os entrevistados desta terça quarta-feira, respectivamente.

“Só um pouquinho, Miriam, o raciocínio”. “Deixa eu continuar, porque se não é impossível”. “Eu vou dar dois exemplos, você me permita.” “Não, não é isso. Pera lá.” “Minha querida, deixa eu acabar de responder, pelo amor de Deus, porque o debate é comigo, né? Então vamos embora.” Estas foram algumas frases da presidenta Dilma Rousseff (PT) em sabatina exibida na manhã desta segunda-feira 22 no Bom Dia Brasil. (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

“O que o Datafolha tem a esconder?”, pergunta o advogado Luiz Fernando Delazari, ao comentar multa de R$ 10.641,00 contra o instituto de pesquisa contratado pela RPC TV (Globo) para levantar a intenção de votos para o governo do Paraná; DatafAlha descumpriu determinação do magistrado que o obrigava abrir planilhas com os questionários, como prevê a Lei Eleitoral, ao senador Roberto Requião, candidato ao governo.

“O que o Datafolha tem a esconder?”, pergunta o advogado Luiz Fernando Delazari, ao comentar multa de R$ 10.641,00 contra o instituto de pesquisa contratado pela RPC TV (Globo) para levantar a intenção de votos para o governo do Paraná; DatafAlha descumpriu determinação do magistrado que o obrigava abrir planilhas com os questionários, como prevê a Lei Eleitoral, ao senador Roberto Requião, candidato ao governo.

O desembargador Guido José Döbeli, do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE), nesta segunda-feira (22), aplicou multa de R$ 10.641,00 contra o instituto Datafolha, que no estado ganhou a corruptela DatafAlha, por sonegar informações relativas à sondagem sobre a disputa pelo Palácio Iguaçu.

O DatafAlha descumpriu determinação do magistrado que o obrigava abrir planilhas com os questionários, como prevê a Lei Eleitoral, ao senador Roberto Requião, candidato ao governo.

Esta é a segunda derrota do DatafAlha na Justiça do Paraná. A primeira, anotada hoje pela manhã no Blog do Esmael, tem a ver com falhas do instituto na pesquisa. A empresa registrou no site do TSE que divulgará levantamento no “dia 24″, mas realizará as entrevistas nos dias “25 e 26″ (clique aqui).

A seguir, leia a íntegra da decisão que multou o DatafAlha:

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

Em queda nos trackings diários do PSDB, Beto Richa já trabalha com a inevitabilidade do segundo turno; Palácio Iguaçu caça culpados pela deflagração da campanha pela ‘vitória no primeiro turno’ antes do tempo; movimento perdeu fôlego justamente quando precisaria de força total na reta final; governador tucano toma suas precauções apelando à religião na esperança de não repetir o fiasco de seu pupilo na capital, Luciano Ducci, que nem foi para o segundo turno, embora as pesquisas o apontassem em primeiro lugar durante toda eleição de 2012.

Em queda nos trackings diários do PSDB, Beto Richa já trabalha com a inevitabilidade do segundo turno; Palácio Iguaçu caça culpados pela deflagração da campanha pela ‘vitória no primeiro turno’ antes do tempo; movimento perdeu fôlego justamente quando precisaria de força total na reta final; governador tucano toma suas precauções apelando à religião na esperança de não repetir o fiasco de seu pupilo na capital, Luciano Ducci, que nem foi para o segundo turno, embora as pesquisas o apontassem em primeiro lugar durante toda eleição de 2012.

Bateu o desespero no Palácio Iguaçu. Trackings diários do PSDB identificaram queda do candidato à reeleição, Beto Richa, recuperação da petista Gleisi Hoffmann e avanço do senador peemedebista Roberto Requião. Em bom português, a campanha reeleitoral perdeu fôlego quando precisaria de velocidade de cruzeiro.

Entre os tucanos, já começou a caça de culpados que não teriam conseguido sustentar o ritmo de gincana para vencer a parada no primeiro turno. Avalia-se que se iniciou o movimento pela vitória muito cedo, há quase um mês, quando o momento certo seria agora.

A tropa que cuidará da eleição para o segundo turno será outra, sobretudo a do marketing. Entretanto, o resultado das urnas ainda precisa ser combinado com os russos, no caso os eleitores, pois há quem aposte na praça que Richa ficará na estrada a exemplo de Luciano Ducci (PSB), em 2012, na disputa pela Prefeitura de Curitiba.

Beto Richa toma suas precauções. Ele tem se agarrado à religião na esperança de não repetir o fiasco de seu pupilo na capital.

Some-se a queda de Richa nos trackings diários (pesquisas por telefone) o movimento de candidatos a deputado que torcem pelo segundo turno. Eles temem ficar para trás, caso o governador seja reeleito no primeiro turno, sem mandato e com dívidas de campanha. Com segundo turno, avaliam os fisiologistas de plantão, eles teriam algum poder de negociação na coligação com 17 partidos.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

via Blog do Kennedy Alencar

O presidente do Data Popular, Renato Meirelles, avalia que Dilma Rousseff (PT) é a favorita para ganhar a eleição presidencial e que Aécio Neves (PSDB) ainda tem chance de chegar ao segundo turno.

Em entrevista ao SBT, Meirelles afirmou que o segundo turno ainda está “bastante embolado”. Apesar de todas pesquisas indicarem que a petista enfrentará Marina Silva (PSB), ele acredita ser cedo para descartar a presença de Aécio na segunda etapa. (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

Professores e funcionários da Secretaria de Estado da Educação (SEED) denunciam que estão sendo ‘convocados’ para um jantar de campanha do governador-candidato Beto Richa (PSDB), hoje à noite, no Hotel Hara, na Praça Ouvidor Pardinho, em Curitiba. Os organizadores dizem que é por adesão, mas fontes na SEED garantem que tudo será “grátis”, o que é ilegal pela lei eleitoral vigente. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) promete mais uma blitz no local esta noite, a exemplo do que fez na última quarta-feira (17) durante jantar no Buffet Ilha do Mel.

Professores e funcionários da Secretaria de Estado da Educação (SEED) denunciam que estão sendo ‘convocados’ para um jantar de campanha do governador-candidato Beto Richa (PSDB), hoje à noite, no Hotel Hara, na Praça Ouvidor Pardinho, em Curitiba. Os organizadores dizem que é por adesão, mas fontes na SEED garantem que tudo será “grátis”, o que é ilegal pela lei eleitoral vigente. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) promete mais uma blitz no local esta noite, a exemplo do que fez na última quarta-feira (17) durante jantar no Buffet Ilha do Mel.

Professores e funcionários da Secretaria de Estado da Educação (SEED) denunciam que estão sendo ‘convocados’ para participar de um jantar nesta segunda-feira (22), às 19 horas, no Hotel Hara, Praça Ouvidor Pardinho, em Curitiba, pela reeleição do governador Beto Richa (PSDB).

Os organizadores afirmam que o jantar será pago, por adesão, mas as fontes de dentro da SEED garantem que é só para não parecer ilegal. No fim, o jantar seria grátis mesmo, contrariando a legislação eleitoral, como já aconteceu há alguns dias no Buffet Ilha do Mel.

Fiscais do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), alertados, prometem nova blitz hoje à noite com o intuito de pegar mais essa no pulo. Será que conseguem? A conferir.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS
Após denúncia da coligação do senador Roberto Requião, o instituto Datafolha terá que se explicar sobre pesquisa eleitoral registrada com data de divulgação prevista para antes das entrevistas. Conforme site do TSE, o DatafAlha prometia entrevistar 1.344 eleitores nos dias 25 de 26 de setembro; mas, iria divulgar os resultados no dia 24. A pesquisa foi encomendada pela RPC TV (Globo).

Após denúncia da coligação do senador Roberto Requião, o instituto Datafolha terá que se explicar sobre pesquisa eleitoral registrada com data de divulgação prevista para antes das entrevistas. Conforme site do TSE, o Datafolha prometia entrevistar 1.344 eleitores nos dias 25 de 26 de setembro; mas, iria divulgar os resultados no dia 24. A pesquisa foi encomendada pela RPC TV (Globo).

O Instituto Datafolha terá que se explicar para a Justiça Eleitoral sobre uma pesquisa eleitoral programada para ser divulgada nos próximos dias no Paraná, sob pena de suspensão da mesma. A decisão é do juiz Leonardo Castanho Mendes.

Acontece que a data prevista para divulgação dos resultados (dia 24) era anterior aos dias previstos para as entrevistas (25 e 26/09). A irregularidade foi noticiada pelo Blog do Esmael na semana passada. A impugnação da “previsão” foi requerida pelo candidato a governador Roberto Requião (PMDB).

Confira abaixo a íntegra da liminar: (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

Marina Silva desembarcará nesta terça-feira (23) em Curitiba, onde, às 10 horas, concederá entrevista coletiva à imprensa; presidenciável será ciceroneada pelo ex-prefeito de Curitiba, Luciano Ducci (PSB), que disputa a Câmara Federal; candidato do PSB, em agosto passado, afirmou que não apoiaria a reeleição de Beto Richa nem que a vaca tussa.

Marina Silva desembarcará nesta terça-feira (23) em Curitiba, onde, às 10 horas, concederá entrevista coletiva à imprensa; presidenciável será ciceroneada pelo ex-prefeito de Curitiba, Luciano Ducci (PSB), que disputa a Câmara Federal; candidato do PSB, em agosto passado, afirmou que não apoiaria a reeleição de Beto Richa nem que a vaca tussa.

A presidenciável Marina Silva (PSB) vem à capital paranaense nesta terça-feira (23) acompanhada de seu vice Beto Beto Albuquerque (PSB). Eles concederão entrevista coletiva às 10 horas no Espaço Torres (Rua Pergentina Silva Soares, 159, Jardim Botânico).

Marina será ciceroneada pelo ex-prefeito de Curitiba, Luciano Ducci (PSB), que disputa a Câmara Federal.

A candidata do PSB jurou de pés juntos que não subiria em palanque do governador Beto Richa (PSDB), que disputa a reeleição. Oficialmente, o PSB está na coligação do tucano no Paraná (clique aqui). É a primeira vez que ela vem ao estado depois de negar apoio ao tucano.

Por outro lado, Marina tem relação de pele com o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), e a deputado Rosane Ferreira (PV), vice na chapa do senador Roberto Requião (PMDB).

Segundo a última pesquisa iBeto, há empate técnico em Curitiba entre Dilma Rousseff (PT), Aécio Neves (PSDB) e Marina.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

O leitor Júlio César, do município de Faxinal, enviou ao Blog do Esmael imagem do candidato justaposta às famosas logomarcas do uísque escocês Johnnie Walker, que atualmente tem como slogan Keep Walking (Continue Andando). Em 1820, a marca utilizava como mote o slogan Still Going Strong (Ainda Continua Forte).

O leitor Júlio César, do município de Faxinal, enviou ao Blog do Esmael imagem do candidato justaposta às famosas logomarcas do uísque escocês Johnnie Walker, que atualmente tem como slogan Keep Walking (Continue Andando). Em 1820, a marca utilizava como mote o slogan Still Going Strong (Ainda Continua Forte).

O senador Roberto Requião, candidato do PMDB ao governo do Paraná, recebeu solidariedade espontânea e bem humorada que responde aos órgãos de imprensa que o retrataram, no fim de semana, como “idoso solitário” acompanhado apenas de uma bengala.

O leitor Júlio César, do município de Faxinal, enviou ao Blog do Esmael imagem do candidato justaposta às famosas logomarcas do uísque escocês Johnnie Walker, que atualmente tem como slogan Keep Walking (Continue Andando).

“Acabo de visualizar na internet uma foto do senador Requião de bengala e com um texto totalmente desumano e sem respeito algum a terceira idade”, reclamou o faxinalense.

Em 1820, a marca utilizava como mote o slogan Still Going Strong (Ainda Continua Forte).

Requião tem caminhado com ajuda de uma bengala desde que fraturou a tíbia. No último fim de semana, ele percorreu os municípios da região metropolitana de Curitiba.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

via Brasil 247

Campanha da presidente Dilma Rousseff se alinha à estratégia do presidenciável tucano Aécio Neves para enfraquecer desempenho da candidata do PSB, Marina Silva; no programa que irá ao ar esta semana, PT critica as incoerências da ex-senadora: "Se como candidata Marina mudou de opinião diversas vezes, imagina o que aconteceria se ela fosse presidente? Para ser presidente, é preciso ter firmeza em seus compromissos, não escrever programa de governo a lápis. Quem sempre volta atrás, nunca vai pra frente"; o tucano tem dito que entregaria um programa de governo feito "a caneta" e não "a lápis", como seria o de Marina.

Campanha da presidente Dilma Rousseff se alinha à estratégia do presidenciável tucano Aécio Neves para enfraquecer desempenho da candidata do PSB, Marina Silva; no programa que irá ao ar esta semana, PT critica as incoerências da ex-senadora: “Se como candidata Marina mudou de opinião diversas vezes, imagina o que aconteceria se ela fosse presidente? Para ser presidente, é preciso ter firmeza em seus compromissos, não escrever programa de governo a lápis. Quem sempre volta atrás, nunca vai pra frente”; o tucano tem dito que entregaria um programa de governo feito “a caneta” e não “a lápis”, como seria o de Marina.

A estratégia do PT para enfraquecer a candidata do PSB, Marina Silva, se alinhou a do PSDB. O partido vai levar à TV o discurso usado pelo presidenciável tucano Aécio Neves contra as incoerências do plano de governo da ex-senadora.

A campanha pela reeleição de Dilma Rousseff vai televisionar nesta semana filme em que critica quem “escreve programa de governo a lápis” e alerta sobre o risco de Marina ser eleita porque ela não tem “firmeza em seus compromissos”.

Recentemente, o tucano disse que entregaria um programa de governo feito “a caneta” e não “a lápis”, como seria o de Marina. Horas depois de publicar seu plano de governo, pressionado pelo pastor Silas Malafaia, o PSB divulgou uma “errata” sobre o apoio à causa gay. Agora, a sigla tem sido prensada pelo setor de agronegócio para alterar o programa. Além disso, Marina Silva também voltou atrás em sua declaração sobre a produção do petróleo pelo Brasil. (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

Marcelo Araújo, em sua coluna desta segunda-feira, Dia Mundial Sem Carro, afirma que o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, ‘não chove nem molha’ na questão da regularização dos agentes de trânsito; discurso do prefeito na abertura da Semana do Trânsito foi emblemática, devido à homenagem ao agente Reynaldo Lopes, covardemente assassinado em serviço, mas o propagado concurso ainda é mera expectativa; colunista ainda ironiza a escolha da capital paranaense como “Cidade Irmã” de Columbus (Ohio, EUA); segundo o especialista de trânsito e de multas, soma-se “a outras 13 já conquistadas nas gestões anteriores, mantendo a cidade no cenário internacional”; leia o texto e compartilhe.

Marcelo Araújo, em sua coluna desta segunda-feira, Dia Mundial Sem Carro, afirma que o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, ‘não chove nem molha’ na questão da regularização dos agentes de trânsito; discurso do prefeito na abertura da Semana do Trânsito foi emblemática, devido à homenagem ao agente Reynaldo Lopes, covardemente assassinado em serviço, mas o propagado concurso ainda é mera expectativa; colunista ainda ironiza a escolha da capital paranaense como “Cidade Irmã” de Columbus (Ohio, EUA); segundo o especialista de trânsito e de multas, soma-se “a outras 13 já conquistadas nas gestões anteriores, mantendo a cidade no cenário internacional”; leia o texto e compartilhe.

Marcelo Araújo*

Como havíamos previsto em artigo já publicado, a coincidência da Semana Nacional de Trânsito – 18 a 25 de setembro (Lei 9503) com o pleito Eleitoral – primeiro domingo de outubro (Lei 9504) faz com que as ações em ano de eleição sejam tímidas.

Neste ano, em Curitiba, a Semana está sendo dedicada ao agente Reynaldo Lopes, covardemente assassinado enquanto trabalhava. Porém, o discurso de abertura feito pelo prefeito Gustavo Fruet foi emblemático numa das frases, dizendo que a atividade ‘foi regularizada’ nesta gestão com a criação do cargo.

“Queremos que todos os profissionais da Secretaria Municipal de Trânsito possam trabalhar com as condições necessárias de segurança. Estamos dando total apoio a essa atividade profissional, que foi regularizada nesta gestão com a criação do cargo de Agente Municipal de Trânsito de Curitiba”, afirmou Fruet (clique aqui).

Ora, desde a criação do cargo nada mudou em relação aos atuais agentes e nem vai mudar, que estão regularmente cedidos à SETRAN e devidamente credenciados para a atividade, nos termos definidos no Código de Trânsito. Foi criado o cargo, mas o propagado concurso ainda é mera expectativa.

Com esta declaração entendemos necessário que o prefeito esclareça ‘seu entendimento’ sobre a situação dos atuais agentes, pois deu a entender que não acredita nesta regularidade. Eu não tenho dúvida que a situação dos atuais agentes é absolutamente regular, respeitando entendimentos diversos.

Fruet disse também que há desejo que os agentes possam trabalhar com condições de segurança, mas eu entendo que sua afirmativa emblemática não colabora para que os agentes recebam de algumas pessoas o devido respeito, sendo constantemente vítimas de agressões físicas e verbais, abalando a incolumidade física e moral, quando não a vida (que nesse caso estreou na atual gestão).

Lembramos também que algumas mudanças como o atendimento em duplas em lugares potencialmente arriscados são reivindicações do SINDIURBANO, e inexplicavelmente não foram mantidas nesta gestão.

Aproveitamos para parabenizar o prefeito de Curitiba pela extraordinária conquista de ter sido escolhida pela cidade americana de Columbus (Ohio) como ‘Cidade Irmã’, somando-se a outras 13 já conquistadas nas gestões anteriores, mantendo a cidade no cenário internacional.

De multa eu entendo!

*Marcelo Araújo é advogado, presidente da Comissão de Trânsito, Transporte e Mobilidade da OAB/PR. Escreve nas segundas-feiras para o Blog do Esmael.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS
Charge de Myrria para A Crítica

Charge de Myrria para A Crítica

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

capa_20140922Jornais do Paraná

Gazeta do Povo: Candidatos ignoram combate à corrupção nos planos de governo

Bem Paraná: Dia para deixar o carro em casa

Jornal Metro: Na reta final, candidatos sobem o tom das críticas

Folha de Londrina: Evasão desafia educação inclusiva

Jornal Hoje: Contrato prevê feijoada e lasanha para os presos

Gazeta do Iguaçu: CDE receberá US$ 40 mi em reestruturação viária

Jornais de outros estados

Globo: Dilma classifica erro no IBGE de banal

Folha: USP gasta mais com funcionário que com professor

Estadão: Empresas de energia terão conta extra de R$ 7 bi em 2015

Correio Braziliense: A briga dos candidatos pelos votos do entorno

Valor: Bancos aumentam juros e recuperam margens

Estado de Minas: Vandalismo, tiros e brigas mancham clássico

Zero Hora: Meritocracia está fora de planos dos candidatos

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

Decisão do juiz Lourival Pedro Chemim, do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná, contribui para destravar o processo eleitoral em curso; corte autorizou Gleisi Hoffmann chamar governador Beto Richa de “Kinder Ovo” e Requião de qualificá-lo como “Piá de Prédio”, mas a Justiça Eleitoral não pode proibir os oposicionistas de apontar o tucano como responsável pelos tarifaços da água e da luz, além de lembrar que o candidato à reeleição pegou um “cascalho” do pedágio para a sua campanha.

Decisão do juiz Lourival Pedro Chemim, do Tribunal Regional Eleitoral do Paraná, contribui para destravar o processo eleitoral em curso; corte autorizou Gleisi Hoffmann chamar governador Beto Richa de “Kinder Ovo” e Requião de qualificá-lo como “Piá de Prédio”, mas a Justiça Eleitoral não pode proibir os oposicionistas de apontar o tucano como responsável pelos tarifaços da água e da luz, além de lembrar que o candidato à reeleição pegou um “cascalho” do pedágio para a sua campanha.

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) liberou as sapecadas contra o governador Beto Richa (PSDB), candidato à reeleição. A corte, por unanimidade, liberou a senadora Gleisi Hoffmann (PT) para chamar o tucano de “Kinder Ovo”.

A decisão do juiz Lourival Pedro Chemim ocorre 24 horas depois de, ele mesmo, autorizar o senador Roberto Requião (PMDB) qualificar o candidato do PSDB de “Piá de Prédio” (clique aqui).

Está certo o magistrado. A judicialização da política é uma praga que deseduca a sociedade, trava o verdadeiro debate, mas a decisão do juiz Chemim não pode significar um “doce” para os candidatos oposicionistas.

Além do exercício da crítica, o TRE não pode proibir discussões acerca dos tarifaços da água e da luz, rebeliões nas penitenciárias, contribuição do pedágio para as campanhas ora em curso, etc.

A seguir, leia a íntegra do TRE liberando o “Kinder Ovo”: (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS
“Um escândalo”, indigna-se Roberto Requião; senador publicou estudando denunciando que o governo Beto Richa (PSDB) vai repassar R$ 2,7 bilhões para a empreiteira Odebrecht vai explorar quatro praças de pedágio que terão preços maiores que na era Jaime Lerner no Anel da Integração. Segundo o candidato do PMDB ao Palácio Iguaçu, "o valor é 276% maior que o pedágio do governo federal e 9% maior que o pedágio do governo Lerner"; “Cadeia é pouco para essa ratarada”, fuzila.

“Um escândalo”, indigna-se Roberto Requião; senador publicou estudo denunciando que o governo Beto Richa (PSDB) vai repassar R$ 2,7 bilhões para a empreiteira Odebrecht vai explorar quatro praças de pedágio que terão preços maiores que na era Jaime Lerner no Anel da Integração. Segundo o candidato do PMDB ao Palácio Iguaçu, “o valor é 276% maior que o pedágio do governo federal e 9% maior que o pedágio do governo Lerner”; “Cadeia é pouco para essa ratarada”, fuzila.

O senador Roberto Requião (PMDB), candidato ao Palácio Iguaçu, neste domingo (21), denunciou superfaturamento na Parceira Público-Privada (PPP) para recuperação, ampliação e melhorias da PR-323 no trecho Maringá-Paiçandu-Cianorte-Umuarama-Perobal-Francisco Alves.

Segundo estudo publicado no site do parlamentar, a empreiteira Odebrecht vai explorar quatro praças de pedágio que terão preços maiores que na era Jaime Lerner no Anel da Integração (clique aqui).

Pelo estudo de Requião, a obra de recuperação e melhoria da PR-323 custará R$ 7,8 bilhões, sendo R$ 5,1 bilhões da receita do pedágio e R$ 2,7 bilhões de pagamento do Estado para a empresa.

O governo do Paraná concederá a rodovia para exploração com tarifa básica (automóvel) a ser arrecadada pela Odebrecht de R$ 3,90 por praça.

“O valor é 276% maior que o pedágio do governo federal e 9% maior que o pedágio do governo Lerner”, compara Requião.

“Com os R$ 2,7 bilhões a serem pagos pelo Estado à Odebrecht seria possível estruturar um plano de investimentos em mais de 1.000 km atendendo todas as regiões do Estado e gerando enormes benefícios aos paranaenses com eliminação de gargalos e pontos críticos, reduzindo custos de transporte, gerando mais empregos e reduzindo acidentes e mortes”, afirma o candidato do PMDB.

A seguir, leia a íntegra da denúncia do senador Requião:

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

É possível Beto Richa ficar fora do segundo turno? O PT acha que sim, pois, de acordo com o partido, "as sondagens internas e das ruas" estariam dizendo outra coisa: “vai haver segundo turno e haverá ‘surpresa’ na eleição do Paraná”. Gleisi Hoffmann acha que as pesquisas estão erradas, a exemplo do que ocorreu em 2012 na capital paranaense quando Ducci não avançou para o segundo turno. Será?

É possível Beto Richa ficar fora do segundo turno? O PT acha que sim, pois, de acordo com o partido, “as sondagens internas e das ruas” estariam dizendo outra coisa: “vai haver segundo turno e haverá ‘surpresa’ na eleição do Paraná”. Gleisi Hoffmann acha que as pesquisas estão erradas, a exemplo do que ocorreu em 2012 na capital paranaense quando Ducci não avançou para o segundo turno. Será?

A campanha da senadora Gleisi Hoffmann ao governo do Paraná torce o nariz para as pesquisas de intenção de voto. Respaldados pelo histórico de erros das sondagens no Paraná, sobretudo aquelas de 2012, em Curitiba, que deixavam Gustavo Fruet (PDT) em terceiro lugar, os petistas planejam “ataque final” para deixar o governador Beto Richa (PSDB) fora do segundo turno.

Em 2012, o então prefeito Luciano Ducci (PSB) era apontado em primeiro lugar pelos institutos de pesquisa. No entanto, as urnas deixaram o pupilo de Richa em terceiro lugar, portanto, fora do segundo turno.

É possível Richa ficar fora do segundo turno? O PT acha que sim, pois, de acordo com o partido, “as sondagens internas e das ruas” estariam dizendo outra coisa: “vai haver segundo turno e haverá ‘surpresa’ na eleição do Paraná”.

Acreditando piamente na tese de segundo turno contra Roberto Requião (PMDB), Gleisi e o candidato ao Senado, Ricardo Gomyde (PCdoB), continuam a marcha nessas duas semanas finais de campanha. Ontem, por exemplo, eles percorreram os municípios de São José dos Pinhais, Araucária, Campo Largo, Lapa, Pinhais, Piraquara e Rio Branco do Sul. Aliás, os três principais candidatos ao governo do estado centraram fogo na Grande Curitiba.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

Chik Jeitoso, ao ler as "Lâminas Sagradas", descobriu hoje falhas no registro da nova pesquisa do Datafolha sobre a disputa pelo governo do Paraná e Senado; "Quem faz previsão aqui sou eu, bruxo. Agora, instituto de pesquisa que se diz sério não pode falhar em registro. Se falha no registro, também falha na pesquisa. Aliás, eu nunca errei uma previsão política na minha vida. Já os institutos...", jubila-se macumbeiro; conforme site do TSE, o DatafAlha promete entrevistar 1.344 eleitores nos dias 25 de 26 de setembro, mas, pretende divulgar os resultados no dia 24 de setembro; RPC TV (Globo) vai pagar R$ 81.415,38 pela nova "previsão" do DatafAlha.

Chik Jeitoso, ao ler as “Lâminas Sagradas”, descobriu hoje falhas no registro da nova pesquisa do Datafolha sobre a disputa pelo governo do Paraná e Senado; “Quem faz previsão aqui sou eu, bruxo. Agora, instituto de pesquisa que se diz sério não pode falhar em registro. Se falha no registro, também falha na pesquisa. Aliás, eu nunca errei uma previsão política na minha vida. Já os institutos…”, jubila-se macumbeiro; conforme site do TSE, o DatafAlha promete entrevistar 1.344 eleitores nos dias 25 de 26 de setembro, mas, pretende divulgar os resultados no dia 24 de setembro; RPC TV (Globo) vai pagar R$ 81.415,38 pela nova “previsão” do DatafAlha.

O polêmico bruxo Chik Jeitoso enxergou nas “Lâminas Sagradas” que as pesquisas do DatafAlha — corruptela para o instituto Datafolha — estão furadas até no registro. Neste domingo (21), o macumbeiro mais famoso do Hemisfério denuncia indícios de fraude no novo levantamento encomendado pela RPC TV (Globo) sobre a disputa pelo governo do Paraná e Senado.

Conforme registro no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o DatafAlha promete entrevistar 1.344 eleitores nos dias 25 de 26 de setembro, mas, pasme caro leitor, pretende divulgar os resultados no dia 24 de setembro.

“Quem faz previsão aqui sou eu, bruxo. Agora, instituto de pesquisa que se diz sério não pode falhar em registro. Se falha no registro também falha na pesquisa. Aliás, eu nunca errei uma previsão política na minha vida. Já os institutos…”, jubila-se Jeitoso.

A RPC vai pagar R$ 81.415,38 pela nova “previsão” do DatafAlha.

“As minhas Lâminas Sagradas não erram jamais. Vejo a realização de segundo turno no Paraná entre os senadores Gleisi Hoffmann (PT) e Roberto Requião (PMDB)”, afirmou ontem ao Blog do Esmael o macumbeiro dizendo que o “fenômeno” de 2012, em Curitiba, se repetirá em 2014 no Paraná.

“Os institutos de pesquisas diziam uma coisa, aconteceu outra”, recordou, referindo-se ao ex-prefeito Luciano Ducci (PSB) que era apontado em primeiro, mas terminou em terceiro lugar (sem avançar para a segunda etapa).

Chik Jeitoso avalia que na última semana de campanha os institutos de pesquisas vão se ajustar às previsões nas “Lâminas Sagradas” para não passarem muita vergonha. “Nos três últimos dias as pesquisas irão começar a bater com as previsões das Lâminas Sagradas”, diz o bruxo.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

Rocha Loures, em sua coluna deste domingo, aponta contradição da juventude que foi protestar nas ruas em junho de 2013, extremamente conectada às redes sociais, com sua desmotivação com a política em 2014; “A maioria prefere mesmo os videogames”, constata o colunista com certa decepção; de acordo com Rocha Loures, recente estudo detectou que somente 21% dos jovens brasileiros buscam informações sobre política na internet; “Ora, a desilusão é compreensível. O Brasil precisa de muito para melhorar, em Educação, Infraestrutura, Saúde e Transportes. Precisa promover reformas fundamentais, a começar pela Reforma Política e pela implantação do voto distrital”, defende o empresário, que ainda opina: “A desmotivação não promoverá as mudanças e é sobre isso que o nosso eleitor, jovem ou velho, necessita refletir”; leia o texto e compartilhe.

Rocha Loures, em sua coluna deste domingo, aponta contradição da juventude que foi protestar nas ruas em junho de 2013, extremamente conectada às redes sociais, com sua desmotivação com a política em 2014; “A maioria prefere mesmo os videogames”, constata o colunista com certa decepção; de acordo com Rocha Loures, recente estudo detectou que somente 21% dos jovens brasileiros buscam informações sobre política na internet; “Ora, a desilusão é compreensível. O Brasil precisa de muito para melhorar, em Educação, Infraestrutura, Saúde e Transportes. Precisa promover reformas fundamentais, a começar pela Reforma Política e pela implantação do voto distrital”, defende o empresário, que ainda opina: “A desmotivação não promoverá as mudanças e é sobre isso que o nosso eleitor, jovem ou velho, necessita refletir”; leia o texto e compartilhe.

*Rodrigo da Rocha Loures

Os jovens estão mais conectados do que nunca. É como se as novas gerações já nascessem com um chip que as orienta e instrui sobre tecnologias, interatividade, compartilhamento de conteúdo e acesso à informação. A força dessa conexão, presenciamos intensamente com os movimentos de rua que explodiram no país, principalmente no ano passado. Pela internet manifestações foram organizadas, planejadas e encorpadas.

O jovem tem energia, vitalidade, capacidade e espírito empreendedor. Mas na mesma proporção em que concentra vontade, também demonstra desilusão com a classe política. Percebemos isso, de maneira direta ou indireta. Recente pesquisa do Instituto Akatu, que trabalha com mobilização para o consumo consciente, revelou que menos de 10% dos adolescentes aptos a votar têm algum interesse no debate político.

A maioria prefere mesmo os videogames. E olha que a pesquisa não fez distinção social, entrevistou moças e rapazes das mais diversas classes econômicas. Outros levantamentos mostram sinais semelhantes, e da mesma forma, pouco animadores. Pesquisa do Instituto Data Popular, com 3,5 mil eleitores entre 16 e 33 anos, acusou que mais da metade desse universo jovem ainda estava indeciso ou disposto a anular o voto, na ocasião das entrevistas.

O estudo mais recente, intitulado “Juventude Conectada”, da Fundação Telefônica Vivo, detectou que somente 21% dos jovens brasileiros buscam informações sobre política na internet. O tema ficou em penúltimo lugar de interesse no mundo digital, à frente apenas do assunto decoração.

Ora, a desilusão é compreensível. O Brasil precisa de muito para melhorar, em Educação, Infraestrutura, Saúde e Transportes. Precisa promover reformas fundamentais, a começar pela Reforma Política e pela implantação do voto distrital. A comunicação entre as agremiações partidárias e o público jovem tampouco é efetiva, as linguagens são diferentes.

Porém é preciso compreender que todo esse processo começa nas urnas. A desmotivação não promoverá as mudanças e é sobre isso que o nosso eleitor, jovem ou velho, necessita refletir. Entre as nações com certo grau de desenvolvimento, o Brasil é o mais burocrático para empreender. Isso tem que acabar e o início dessa transformação está na política. É imperativo votar e escolher com critérios e coerência nossos candidatos.

*Rodrigo da Rocha Loures é empresário, ex-presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) e presidente do Conselho Deliberativo do Instituto Brasileiro da Qualidade e Produtividade (IBQP).

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS
Charge de Samuca para o Diário de Pernambuco

Charge de Samuca para o Diário de Pernambuco

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

capa_20140921Jornais do Paraná

Gazeta do Povo: Escolher um candidato é difícil, mas nunca esteve tão fácil

Folha de Londrina: No Sul, Paraná é campeão em moradias precárias

O Diário (Maringá): Geração de empregos recua 43% na região

Diário dos Campos: Empresas da região devem R$ 118 milhões de ICMS

Jornal da Manhã: Acipg recua na exclusão de votos de beneficiários

Tribuna do Interior: Investir para educar

Tribuna do Norte: Duplicação da BR-376 por Apucarana começa na quarta

Jornais de outros estados

Globo: Quadrilha levou R$ 1 bilhão

Folha: Paulistano aprova ciclovia, e imagem de Haddad melhora

Correio Braziliense: Aécio vai intensificar ofensiva anti-Marina

Estado de Minas: “Não basta querer, é preciso mostrar como mudar”

Zero Hora: Alzheimer, um assunto de família

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS
Copyright © 2009 Blog do Esmael. Todos os direitos reservados.