No que depender do GAECO, Luiz Abi, o primo de Richa, não terá vida fácil.

No que depender do GAECO, Luiz Abi, o primo de Richa, não terá vida fácil.

A resposta do Grupo de Atuação Especial em Combate ao Crime Organizado (GAECO), braço policial do Ministério Público do Paraná, para liminar que cancela a ação penal da Operação Voldemort foi rápida e precisa.

O GAECO vai recorrer da decisão já que, segundo o órgão, a sustentação de que o alvo das investigações era a secretária estadual de Administração e Previdência, Dinorah Nogara, não é verdadeira.

De acorco com o Gaeco, Dinorah nunca foi o alvo  das investigações, mas sim o primo de Beto Richa, o lobista Luiz Abi Antoun, que é acusado de chefiar um esquema de fraudes milionárias em licitações do Departamento de Transportes do Estado (DETO).

Em entrevista ao Jornal Gazeta do Povo, o coordenador do GAECO, Leonir Batisti, foi categórico: 

“Em nenhum momento as investigações foram em face da secretária. O juiz de 1.º grau [Juliano Nanuncio] não deferiu nenhuma medida contra a secretária. Isso quer dizer que a questão do crime ou do não crime sequer foi questionada neste momento das investigações pelo Gaeco de Londrina”, respondeu Batisti a reportagem da Gazeta.

A liminar “migué”, como já ficou conhecida, paralisa toda a ação penal originada pelas investigações do GAECO e que mostram que o “brimo” Luiz Abi fraudava licitações para ganhar concorrência de consertos e manutenção de viaturas da PM na região de Londrina. A vencedora dos certames era sempre a Oficina Providence, que segundo o GAECO, é de propriedade do primo de Richa, deixada no nome de laranjas.

Compartilhe!

    hsbcO Banco Bradesco comprou a estrutura do Banco HSBC no Brasil, conforme comunicado divulgado nesta terça-feira (3) ao mercado financeiro. Com a aquisição, o novo dono assumirá todas as operações do HSBC no país, incluindo varejo, seguros e administração de ativos, bem como todas as agências e clientes.

    O Banco que já se chamou Bamerindus e era motivo de orgulho dos paranaenses, teve um fim melancólico. Foi vendido ao multinacional HSBC nos idos de 1997 pelo valor simbólico de UM REAL, numa das transações mais nebulosas da história política brasileira, na crise bancária criada pelo governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB). Passados dezoito anos, o Bradesco está pagando R$ 17,6 bilhões pelo banco.

    O senador Roberto Requião (PMDB) anotou ontem em seu twitter o absurdo da situação:

    twitt

    Hoje, o HSBC tem no Brasil 5 milhões de correntistas e está presente em 529 municípios, com 851 agências, 464 postos de atendimento, 669 postos de atendimento eletrônico, 1.809 ambientes de autoatendimento e 4.728 caixas eletrônicos. (mais…)

    Compartilhe!

      batmanassO ex-secretário de Segurança Pública do Paraná, deputado federal Fernando Francischini (SD), aquele que a mando do governador Beto Richa (PSDB) jogou bombas de helicóptero e deixou a Polícia Militar baixar o porrete nos professores e servidores no massacre de 29 de abril, afirmou ao Blog do Esmael que irá coletar assinaturas em prol da operação Lava Jato durante manifestação pelo impeachment da presidenta Dilma Rousseff (PT).

      Francischini, que é delegado licenciado da Polícia Federal, confirmou que está na linha de frente da organização do protesto do dia 16 de agosto. Ele acrescentou que muitos professores e servidores públicos vão na manifestação do “Fora Dilma” (!).

      Junto com o Batman (apelido de Francischini), estará o procurador federal da operação Lava Jato, Deltan Dallagnol, o mesmo que acha que a operação está acima do bem e do mal e disse acreditar que “Deus colabora com a Lava Jato“. Dallagnol faz campanha pela coleta de 1,5 milhão de assinaturas propondo uma reforma política através do suposto combate à corrupção.

      Na verdade, o movimento do procurador da República e de Francischini busca criminalizar ainda mais a atividade partidária no país e até suprimir a existência do Congresso Nacional.

      O duro é que o circo midiático segue abastecido com vazamentos seletivos para a Globo por meio de prisões espetaculares. O diabo é que boa parte da população acaba acreditando que a “República do Paraná” está mesmo combatendo a corrupção. Por isso a necessidade da regulação da mídia para retirar o monopólio da informação das mãos de tão poucos.

      Compartilhe!

        betorenimal

        O prefeito de Foz do Iguaçu, Reni Pereira (PSB), vem fazendo direitinho a lição de casa, conforme reza a cartilha do governo Beto Richa (PSDB). A exemplo do aliado tucano, o iguaçuense anunciou hoje um pacote de medidas de austeridade, incluindo a redução de 90% dos cargos de comissão, mas que só vale para 2017, quando nem mesmo ele sabe quem será o prefeito.

        Em 2013, Richa propagandeou um pacote de medidas de austeridade para o estado, mas, em 2015, no segundo mandato, seu governo continua inchado de amigos e parentes comissionados com supersalários.

        Na cidade da tríplice fronteira, a reação ao pacote da “Escola do Migué” apresentado por Reni foi imediata. O ex-prefeito da cidade, Paulo Mac Donald (PDT), disse ao Blog do Esmael que “a medida é demagógica e vem recheada de segundas intenções”.

        “Reduzir os cargos em 2017? Ele nem será mais prefeito! Por que não tomou essas medidas já no início da sua gestão ao invés de criar mais cargos para a prefeitura como fez? Nada que venha desse cara pode ser encarado como bom para Foz do Iguaçu ou para o povo”, disparou. (mais…)

        Compartilhe!

          alvaro_diasO senador Alvaro Dias (PSDB) estreará coluna nesta quarta-feira, dia 5 de agosto, aqui no Blog do Esmael. O parlamentar tucano vai abordar semanalmente temas relativos à “Ética na Política”.

          O novo colunista é senador da República pela quarta vez. Foi governador do Paraná e se destaca no Congresso Nacional como líder da oposição.

          Além de Alvaro, o Blog do Esmael tem no time de colunistas a senadora Gleisi Hoffmann (PT) e o deputado estadual Requião Filho (PMDB), dentre outros abaixo nominados.

          A presença semanal do senador Alvaro Dias reforça o caráter plural e democrático deste espaço ao possibilitar o contraditório, o debate de ideias, sem que o editor abra mão de suas convicções de esquerda que sempre o pautaram.

          Blog do Esmael também abriga opiniões de outros espectros políticos e ideológicos representados pelos colunistas Marcelo Araújo (trânsito); deputado Enio Verri, presidente do PT (socialismo e poder); Reinaldo de Almeida César (Segurança e Cidadania); e Jorge Bernardi, do PDT (gestão municipal).

          Compartilhe!

            duso_reni_richa

            O prefeito de Foz do Iguaçu, Reni Pereira (PSB), ao retornar de férias de 30 dias, iniciou uma ampla reforma no secretariado e na administração local. Ele promete extinguir 90% dos cargos em comissão (livre nomeação sem concurso) e quatro secretarias municipais.

            O prefeito iguaçuense quer dar exemplo ao seu aliado, o governador Beto Richa (PSDB), que quebrou o Paraná inchando a máquina pública e pagando supersalários a amigos e parentes.

            Pereira adianta que reduzirá de 300 para apenas 60 comissionados no município. O prefeito jura que não pensou na reeleição ao promover a reforma de “austeridade” em Foz.

            “Não pensei politicamente, pensei socialmente para dar uma resposta à população”, garante.

            A reforma política de Reni Pereira está nas mãos do presidente da Câmara, vereador Fernando Duso (PT), que sonha ser o vice na chapa reeleitoral de 2016.

            Compartilhe!

              betoabinogara

              Não é mágica de bruxo de cinema, apenas a realidade dos fatos que se desdobraram no início desta semana na justiça paranaense, envolvendo corrupção, fraudes, “primos distantes” e ações penais canceladas. Se você não entendeu, vai entender agora.

              O Tribunal de Justiça do Paraná concedeu, por meio de um órgão especial, uma liminar que autoriza a paralisação total da ação penal da Operação Voldemort, desencadeada pelo Grupo Especial de Apoio ao Combate do Crime Organizado (GAECO) e que prendeu Luiz Abi Antoun, o primo do governador Beto Richa (PSDB) sob  a acusação de fraudar licitações dentro do governo do Paraná. A informação foi dada em primeira mão pelo jornalista Fábio Silveira, do blog Baixo Clero, no Jornal de Londrina. (mais…)

              Compartilhe!

                jacarezinho

                Em Jacarezinho, no Norte do Paraná, o presidente da Câmara dos Vereadores, Valdir Maldonado (PDT), precisou sair de camburão da Câmara, na noite de segunda-feira, dia 3, após negar a votação de um projeto de lei que reduziria o salário dos vereadores de R$ 6,2 mil, para um salário mínimo.

                A população do município lotou a Câmara Municipal para a sessão de ontem e esperava que o projeto, apresentado pelos próprios moradores da cidade fosse votado. Não foi o que aconteceu.  Maldonado ignorou o clamor popular e não colocou o projeto em votação. O povo se revoltou com a atitude do político e decidiu aumentar a pressão “fervendo k-suco” dentro do parlamento municipal.

                Vaias e adjetivos ao vereador eram ouvidos por todo o plenário da Câmara quando a sessão foi encerrada. Logo em seguida, um camburão da Polícia Militar encostou na frente da Casa de Leis e levou o vereador para… casa. Valdir Maldonado já havia medido forças com a população em outra ocasião, neste caso no mês de julho, quando declarou que não aceitaria reduzir os salários dos vereadores em nenhum real que fosse.

                A discussão foi levantada pelo site de notícias de Jacarezinho, o www.projac.com.br, que abordou a questão com base no ocorrido em Santo Antonio da Platina, município vizinho.

                Para quem não lembra, os vereadores de Santo Antônio da Platina iriam votar o aumento dos seus salários, mas acabaram reduzindo seus vencimentos de R$ 3,5 mil, para pouco mais de R$ 900 após uma comerciante enfrentar a mesa diretora e motivar toda a comunidade a exigir a redução.

                Em Jacarezinho a conversa foi diferente, e, na iminência de uma revolta popular por conta dos salários pagos aos vereadores, o presidente limitou-se a dizer à mídia local que não reduziria em um real o salário da legislatura atual.

                Diante do empasse e da tensão criada, um goela de ouro local teria gritado na saída do camburão. “Maldonado, Jacaré que dorme vira bolsa viu”. A semana promete ser movimentada no norte do estado.

                Compartilhe!

                  antologiaNesta terça-feira, dia 4 de agosto, às 19h30, será lançada a antologia poética “29 de abril: o verso da violência”, pela editora Patuá, de São Paulo. O livro será lançado em formato digital através da página da comunidade que produziu a antologia no Facebook.

                  O livro é fruto da indignação de 80 poetas com os atos de violência praticados pelo governador Beto Richa (PSDB) e sua equipe contra os professores e servidores do estado, durante manifestação no Centro Cívico, em Curitiba, no dia 29 de abril de 2015.

                  A antologia foi organizada pelos escritores Domenico A. Coiro, Mar Becker, Priscila Merizzio e Silvana Guimarães, tem apresentação do poeta e historiador Daniel Faria e conta com a participação de nomes expressivos da literatura brasileira, que demonstraram através da poesia sua revolta contra a violência do governo do Estado.

                  Há também depoimentos de professores, servidores públicos e estudantes, que participaram da manifestação. Eles foram organizados e apresentados pela jornalista e escritora paranaense Célia Musilli. Entre eles, está o relato da poeta Alice Ruiz. Fotografias de cenas do manifesto, por Brunno Covello e Lina Faria, ilustram a edição.

                  O livro, com mais de 200 páginas, será lançado na rede social onde nasceu a ideia, e não terá fins lucrativos. A edição impressa poderá ser adquirida pelo valor de R$ 15,00 + frete, na página no Facebook, a partir de 15 de agosto.

                  Confira a página da Antologia “29 de abril: o verso da violência” no Facebook

                  Compartilhe!

                    prefssMarcelo Araújo*


                    Download

                    A gramática da língua portuguesa por vezes causa situações que podem ser hilárias ou constrangedoras. Diz a lenda que nas terças-feiras minha coluna causa ‘espécie’ (parafraseando o vereador Paulo Salamuni) no setor de mídias sociais da ‘Prefs’.

                    Quando alguém fala: ‘Ah, não! Aquele chato e rancoroso…’ E outro sai em defesa dizendo que: ‘o Anão não é chato e rancoroso.’ Em seguida: ‘eu não falei o Anão, eu falei “Ah, não” para o Marcelo Araújo.’ Outro pondera: ‘mas ele parece ter 1,83m!’. E o resultado dessa confusão são comentários típicos de quem está com dor devido a um calo no pé.

                    Ná época de campanha eleitoral o eleitor curitibano foi ‘lutibriado’ (pelo Luti Promissinha) porque não se atentou a um provérbio conhecidíssimo de que a mentira tem perna curta e acreditou que o prefeito estava pronto.

                    A página da Prefeitura de Curitiba nas redes sociais, a popular ‘Prefs’ já foi alvo de críticas e elogios pela forma descontraída, diferenciada de um modelo mais conservador de mera divulgação (até autopromoção) sem contraditório ou interação, seja para informações, prestação de serviços elogios e até críticas. (mais…)

                    Compartilhe!

                      everriEnio Verri*

                      Download

                      Nos noticiários dos grandes meios de comunicação o clima é de apocalipse. Midiaticamente, a crise que afeta o mundo e, também, o Brasil, é representado por uma falsa sensação de caos, como se a fome batesse as mesas dos brasileiros ou que o desemprego descontrolado voltasse a ameaçar.

                      Aproveitando-se de índices que, muitas vezes, pouco influenciam no cotidiano dos brasileiros, a grande mídia cria um clima de incertezas e de desânimo que não só afeta a economia, como origina um senso comum de que nada funciona no Brasil.

                      Mas a quem interessa o clima de incerteza? Quem ganha com a intensificação de uma crise econômica no imaginário popular? Com certeza a uma elite financeira que lucra sob os momentos difíceis e aos urubólogos que torcem contra o nosso País.

                      Não há como negar que a economia brasileira, reproduzindo uma realidade mundial, convive com um período de contenção de gastos e pouco crescimento econômico. Nem que 2015 será um ano mais difícil que os últimos anos do Governo do PT. (mais…)

                      Compartilhe!
                        Charge de Samuca,para o  Diário de Pernambuco

                        Charge de Samuca,para o Diário de Pernambuco

                        Compartilhe!

                          152168Jornais do Paraná

                          Gazeta do Povo: Acusado de mentor da corrupção na Petrobras, Dirceu volta para a cadeia

                          Bem Paraná: A cada hora, Curitiba registra cinco multas por uso de celular

                          Jornal de Londrina: Calote explode e Londrina recorre ao Profis

                          Folha de Londrina: Dirceu idealizou corrupção na Petrobras, dizem investigadores

                          O Diário (Maringá): Transexual diz que lutou com maníaco e escapou da morte

                          Diário dos Campos: ‘Nota Paraná’ prevê retorno de 30% do ICMS

                          Jornal da Manhã: Convênio garante médicos e serviços de óbitos no IML

                          O Paraná: Ferroeste compra 400 novos vagões e cinco locomotivas

                          Gazeta do Paraná: José Dirceu é apontado como o criador do Petrolão

                          Jornal Hoje: Mês começa violento, com 5 tentativas e um homicídio

                          Diário do Noroeste: Esquema de corrupção na Petrobras foi iniciado por José Dirceu, diz MPF

                          Tribuna de Cianorte: Paranaenses já podem acumular créditos na Nota Paraná, diz Richa

                          Umuarama Ilustrado: Ex-ministro José Dirceu é preso, de novo, em mais uma acusação de corrupção

                          Tribuna do Norte: Praça dos pedestres ou dos veículos?

                          Jornais de outros estados

                          Globo: Nova prisão de Dirceu une Lava-Jato e mensalão

                          Folha: Dirceu é preso na Lava Jato

                          Estadão: Dirceu é preso na Lava Jato; propina pagou imóvel e taxi aéreo

                          Correio Braziliense: Do mensalão ao pixuleco

                          Valor: Com a HSBC, Bradesco tenta voltar à liderança

                          Estado de Minas: ‘Profissionalismo na prática do crime’

                          Zero Hora: Contra a crise, Sartori monta grupo de trabalho

                          Compartilhe!

                            maxresdefault

                            O deputado estadual Tadeu Veneri (PT)  quer o povo dizendo se aceita ou não a prorrogação do contrato do pedágio mais caro do Brasil.  A concessão firmada na gestão do ex-governador Jaime Lerner corresponde a importantes trechos que ligam o interior do estado a capital e ao Porto de Paranaguá. Blindada por uma caixa preta, como se diz em bom “politiquês” de bastidores do poder, a prorrogação da concessão tem apoio de setores empresariais do estado e é simpática aos olhos grandes do atual governo.

                            “Quem está pagando essa conta é quem deve dizer se o contrato deve ser prorrogado como tenta-se impor. Será mesmo que a população está satisfeita com o pedágio que paga?”,questionou o oposicionista durante o pequeno expediente da sessão desta segunda, dia 3, na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) . Veneri é autor de um projeto de lei que altera a lei de concessão de pedágios no estado do Paraná que concede a exploração do serviço as concessionárias pelo prazo de 25 anos, podendo ser prorrogada ao término do prazo.

                            Com prazo para encerramento datado para 2022,  o contrato do pedágio se tornou alvo de manobras e empreitadas de grupos interessados no prolongamento da cobrança salgada ao bolso do paranaense.

                            “Apresentei um projeto de lei que extingue essa condição de prorrogar o contrato.  Temos que dar voz a quem paga essa conta há anos. Não é um processo difícil de se executar, não precisa de uma grande estrutura, precisa apenas do nosso empenho em promover esta forma de plebiscito, de consulta popular sobre o que fazer com o pedágio. Precisamos ouvir a população, saber o que o paranaense deseja e não apenas deixar que grupos que têm interesse na renovação deste contrato se manifestem”, concluiu Veneri.

                            Compartilhe!

                              Moro_debate_DirceuDaqui a pouco, a partir das 19 horas, em São Paulo, a deputada Luciana Santos (PE), presidenta nacional do PCdoB, e o senador Roberto Requião (PMDB-PR) debatem ‘a mídia e a cultura do silêncio’ com o professor e jornalista Venício Lima, autor do livro Cultura do silêncio e democracia no Brasil: Ensaios em defesa da liberdade de expressão (1980-2015).

                              O evento desta noite deverá também servir de desagravo ao ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, que foi preso na manhã de hoje pela Operação Lava Jato.

                              O senador Roberto Requião afirmou ao Blog do Esmael que a prisão de Dirceu foi desnecessária, absurda e ilegal. “Deverá ser revogada pelo Supremo Tribunal Federal”, disse o parlamentar, que, além de jornalista é advogado.

                              O encontro na sede do Instituto Barão de Itararé (Rua Rego Freitas, 454, conjunto 83 – República) será precedido pelo lançamento da obra debatida.

                              Compartilhe!

                                requabibeto

                                Como adiantou o Blog do Esmael na manhã desta segunda-feira, dia 3, o deputado estadual Requião Filho (PMDB), vice-líder da oposição, trouxe ao plenária da Assembleia Legislativa do Paraná mais uma denúncia de corrupção e sonegação fiscal dentro do governo Beto Richa (PSDB) e que envolve a participação de Luiz Abi Antoun, o “primo distante” e lobista de honra do tucanato nativo.

                                Porém, o oposicionista pesou a mão contra o atual governo ao trazer que no suposto esquema de sonegação fiscal de mais de R$ 1 bilhão, envolvendo a refinaria carioca Manginhos, estariam envolvidos, não apenas Luiz Abi, mas também juízes, desembargadores, dois deputados estaduais, além de uma rede de supermercados e outra de farmácias do Paraná. (mais…)

                                Compartilhe!

                                  A Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) retoma nesta tarde, a partir das 14h30, os trabalhos do segundo semestre. Os parlamentares ficaram 18 dias de recesso, sem muita paz, em suas respectivas bases eleitorais.

                                  Nesta segunda-feira (3), o parlamento retoma a discussão dos casos de corrupção no governo Beto Richa (PSDB).

                                  O deputado Requião Filho (PMDB) promete denunciar, da tribuna, desfalque de R$ 1 bilhão no fisco para favorecer a Refinaria Manguinho. Por trás dessa sonegação bilionária estaria o lobista Luiz Abi Antoun, primo do governador tucano e o presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

                                  O Blog do Esmael transmite a sessão ao vivo em parceria com a TV 15. (mais…)

                                  Compartilhe!

                                    requiao_moro_dirceuO senador Roberto Requião (PMDB-PR), ao Blog do Esmael, afirmou nesta segunda-feira (3) que a prisão do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu é espetáculo para satisfazer a mídia.

                                    “A prisão de Dirceu é ilegal e absurda. Deverá ser revogada pelo Supremo Tribunal Federal”, disse o senador Requião, que, além de jornalista é advogado.

                                    José Dirceu foi preso pela 17ª fase da Operação Lava Jato, conduzida pelo juiz Sérgio Moro, que decretou sua prisão preventiva. Ele é investigado por envolvimento no esquema, por meio de sua empresa JD assessoria, já desativada.

                                    Para o parlamentar peemedebista, do ponto de vista legal, não tem como prender quem já está preso. “Dirceu cumpre pena domiciliar pela condenação da AP 470, logo ele não poderia ser preso. No máximo seria uma condução coercitiva para depoimento em Curitiba”, explicou.

                                    Requião também afirmou que juízes e procuradores estariam vestindo capuz da Santa Inquisição e máscara do Zorro. O senador quis dizer que os responsáveis pela Operação Lava Jato estariam agindo como “justiceiros”, sem o equilíbrio necessário.

                                    O senador do PMDB tem sido um dos principais defensores da Operação Lava Jato. Ele tem repetido a importância do trabalho do judiciário, em especial do juiz federal Sérgio Moro, no entanto, nesta 17ª fase, Requião viu ilegalidade e flagrante espetacularização para o consumo da mídia. (mais…)

                                    Compartilhe!

                                      RequiaoFilho_Manguinho_RichaO deputado Requião Filho (PMDB) subirá à tribuna da Assembleia Legislativa, na tarde desta segunda-feira (3), para denunciar mais uma maracutaia no governo Beto Richa (PSDB) envolvendo lobby, tráfico de influência, propina, corrupção e burlo ao fisco. Segundo o parlamentar, ávido para retornar ao trabalho depois de 18 dias de recesso na Casa, o desfalque no erário pode ultrapassar mais de R$ 1 bilhão, durante a gestão do tucano, só em um caso de sonegação de impostos.

                                      De acordo com dados levantados pelo deputado do PMDB, A Refinaria de Manguinho, em 2011, deixou um passivo tributário em desfavor ao erário na ordem de R$ 219 milhões; em 2013, esse valor já era de R$ 800 milhões; e hoje ultrapassa a casa do R$ 1 bilhão.

                                      O dinheiro sonegado por uma única empresa seria mais que suficiente para pagar o reajuste de 8,17%, que era reivindicado pelos professores da rede pública e demais servidores do executivo, bem como progressões e avanços aos policiais militares.

                                      O jornalista Celso Nascimento, em sua coluna no jornal Gazeta do Povo, edição deste domingo (2), revelou que a burla ao fisco está sendo investigada por uma força-tarefa do Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado), do Ministério Público do Paraná (MP), e da Polícia Federal, dentro da Operação Lava Jato.

                                      O colunista da Gazeta do Povo aponta como principal suspeito na operação de sonegação de impostos o lobista Luiz Abi Antoun, primo do governador Beto Richa (PSDB), que já esteve preso em outras duas oportunidades pela cobrança de propina na Receita Estadual e fraude em licitação do governo do estado. Nascimento também lembra que o MP fluminense apontara o dedo para o presidente da Câmara, deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), já enrolado na lava Jato.

                                      Luiz Abi é considerado “caixa informal” das campanhas do parente governador desde priscas eras. Cunha mantém relação estreita com o tucano paranaense por meio de um amigo em comum, Tony Garcia.

                                      Compartilhe!

                                        Moro_DirceuO ex-ministro da Casa Civil José Dirceu foi preso pela 17ª fase da Operação Lava Jato, conduzida pelo juiz Sérgio Moro, que decretou sua prisão preventiva. Ele é investigado por envolvimento no esquema, por meio de sua empresa JD assessoria, já desativada.

                                        Em 15 de novembro de 2013, Dirceu já havia sido preso por determinação do então ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, na Ação Penal 470 (mensalão). O ex-ministro ficou na Papuda onze meses e 20 dias. Ele cumpre o resto da pena de 7 anos e 11 meses em prisão domiciliar.

                                        José Dirceu tentou no mês passado diversas vezes um habeas corpus para não ser preso novamente, mas todos foram negados pela Justiça.

                                        A operação de hoje foi batizada de Pixuleco, em alusão ao termo utilizado para nominar propina recebida de contratos.

                                        A Polícia Federal (PF) cumpre na manhã desta segunda-feira (3) com 40 mandados judiciais, sendo três de prisão preventiva, cinco de prisão temporária, 26 de busca e apreensão e seis de condução coercitiva, quando a pessoa é obrigada a prestar depoimento.

                                        Compartilhe!
                                          Copyright © 2009 Esmael Morais. Todos os direitos reservados.