Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

richa_londrina.jpgGovernador Beto Richa (PSDB), ainda atordoado pelas pesquisas do Ibope e Datafolha, cometeu gafe ontem (23), em Londrina, Norte do Paraná, durante entrevista à imprensa:

“Eu estou animado, estou confiante na vitória de José Serra, estou otimista, o Brasil precisa desta mudança, é o que os brasileiros anseiam e quem representa mudança nesta eleição é o Serra”, disse o governador tucano.

Richa confundiu duas vezes o candidato à Presidência Aécio Neves com o também tucano José Serra.

Ouça o áudio extraído do portal Bonde:

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

por Paulo Moreira Leite, via Brasil 247

Em entrevista ao 247, o ex-presidente Lula reagiu, com indignação, à manobra eleitoral de Veja, que publicou acusações, sem prova, como a própria revista admite, contra ele e a presidente Dilma Rousseff, às vésperas do segundo turno; "A Veja é a maior fábrica de mentiras do mundo. Assim como a Disney produz diversão para as crianças, a Veja produz mentiras. Os brinquedos da Disney querem produzir sonhos. As mentiras da Veja querem produzir ódio", disse ele ao jornalista Paulo Moreira Leite, diretor do 247, em Brasília; Dilma foi ao horário eleitoral e anunciou medidas judiciais contra a publicação da Marginal Pinheiros; "Veja vai fracassar no seu intento criminoso", disse ela; eis um trecho da reportagem de Veja que fala por si: "O doleiro não apresentou – e nem lhe foram pedidas – provas do que disse"; crime eleitoral escancarado, que atenta contra a democracia brasileira.

Em entrevista ao 247, o ex-presidente Lula reagiu, com indignação, à manobra eleitoral de Veja, que publicou acusações, sem prova, como a própria revista admite, contra ele e a presidente Dilma Rousseff, às vésperas do segundo turno; “A Veja é a maior fábrica de mentiras do mundo. Assim como a Disney produz diversão para as crianças, a Veja produz mentiras. Os brinquedos da Disney querem produzir sonhos. As mentiras da Veja querem produzir ódio”, disse ele ao jornalista Paulo Moreira Leite, diretor do 247, em Brasília; Dilma foi ao horário eleitoral e anunciou medidas judiciais contra a publicação da Marginal Pinheiros; “Veja vai fracassar no seu intento criminoso”, disse ela; eis um trecho da reportagem de Veja que fala por si: “O doleiro não apresentou – e nem lhe foram pedidas – provas do que disse”; crime eleitoral escancarado, que atenta contra a democracia brasileira.

Poucas horas depois de tomar conhecimento da reportagem de capa da VEJA, Luiz Inácio Lula da Silva reagiu de forma indignada em entrevista ao 247:

— A Veja é a maior fábrica de mentiras do mundo. Assim como a Disney produz diversão para as crianças, a VEJA produz mentiras. Os brinquedos da Disney querem produzir sonhos. As mentiras da VEJA querem produzir ódio, disse ele, referindo-se a um elemento da química eleitoral que adquiriu uma presença importante na campanha de 2014. (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

richa_apagao

O governador Beto Richa (PSDB), literalmente, está promovendo um verdadeiro “apagão” nas secretarias e órgãos da administração indireta com o objetivo de cumprir corte de 30% no custeio da máquina. O Blog do Esmael teve imagens exclusivas de funcionários retirando lâmpadas para atender ao recente decreto do executivo.

Além de ficarem no escuro, os servidores de todas as repartições públicas do estado foram orientados pelas respectivas chefias a economizar no papel higiênico, cafezinho, copos plásticos, dentre outros materiais de expediente.

Na semana passada, o governador do PSDB determinou o “aperto dos cintos” para que ele possa honrar o 13º salário do funcionalismo. Até aí nada de mais, se não fosse o tucano ter negado durante a campanha a crise decorrente de seu “choque de gestão” (clique aqui).

Os cortes já foram sentidos em várias categorias do funcionalismo, a exemplo dos professores, que temem levar novos calotes de Richa. O magistério já sente cheiro de enxofre no ar (clique aqui).

A contenção nos gastos também impede que o governo cumpra promessas de avanços em carreiras, reajustes salariais ou contratação de pessoal mesmo para áreas sensíveis como sistema carcerário e policiamento.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

dilma_veja_terrorismo.jpg

A presidenta Dilma Rousseff (PT) usou o horário eleitoral na tarde desta sexta-feria (24) para denunciar ação criminosa da revista Veja que, às vésperas da eleição, tentou envolvê-la e o ex-presidente Lula em malfeitos na Petrobras.

Dilma disse que defende a liberdade de imprensa, dá respaldo às investigações, mas prometeu não deixar impune o crime da revista que chegou a antecipar a edição para tentar influenciar no resultado das urnas.

A candidata do PT considerou um ataque á democracia e à ética jornalística.

Assista ao vídeo:

Na edição desta semana, Veja beatifica sem-cerimônia o doleiro Alberto Youssef, preso sob a acusação de lavar R$ 10 bilhões, para atacar a adversária petista. A revista da Editora Abril assumiu a campanha de Aécio Neves (PSDB).

O advogado Antonio Figueiredo Basto, que representa o doleiro preso na Operação Lava Jato, nega a autenticidade da entrevista de seu cliente à Veja:

“Eu nunca ouvi nada que confirmasse isso (que Lula e Dilma sabiam do esquema de corrupção na Petrobras). Não conheço esse depoimento, não conheço o teor dele. Estou surpreso”, declarou Basto.

“Conversei com todos da minha equipe e nenhum fala isso. Estamos perplexos e desconhecemos o que está acontecendo. É preciso ter cuidado porque está havendo muita especulação”, alertou o advogado.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

richa_requiaofilho.jpgO governo de Beto Richa (PSDB), por meio da Secretaria de Estado da Educação (SEED), pode ter iniciado processo de recuo ao projeto de visava prorrogar os mandatos dos atuais 2,1 mil diretores das escolas da rede pública do Paraná. A avaliação é do deputado estadual eleito Requião Filho (PMDB) que ontem (23), em sua coluna no Blog do Esmael, “enquadrou” o Palácio Iguaçu e Assembleia Legislativa (ALEP) antes mesmo de assumir sua cadeira a partir de 1º de fevereiro de 2015. Pelo Twitter, hoje ele comemorou:

Na tuitada, o peemedebista considera a prorrogação do prazo de inscrições dos candidatos às eleições de diretores das escolas estaduais do Paraná, de hoje (24) para a próxima quarta-feira (29), como um “recuo” do governo Richa.

Requião Filho anotou ontem neste espaço que os futuros colegas deputados não estavam muito dispostos a discutir, pois era ordem do governador [Beto Richa] acatar o adiamento das eleições nas escolas. “Peço aos futuros colegas que não acatem esta decisão de cima para baixo a toque de caixa”, escreveu o filho do senador Roberto Requião (PMDB), em tom de “enquadramento” (clique aqui).

Richa pretende encaminhar na semana que vem uma mensagem à Assembleia Legislativa prorrogando a eleição de diretor de escola para novembro de 2015. A comunidade escolar paranaense se dividiu sobre o tema, conforme registrou o Blog do Esmael.

O líder do governo no parlamento, deputado Ademar Traiano (PSDB), confirmou a intenção do Palácio Iguaçu em adiar o processo eleitoral nos estabelecimento de ensino (clique aqui). A prorrogação dos atuais mandatos dos diretores foi acenada pelo governador do PSDB em junho passado, conforme cravou o Blog do Esmael (clique aqui).

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

delazari.jpgMorreu nesta quinta-feira (23) em Curitiba, aos 70 anos, Luiz Carlos Delazari, deixando viúva Aldaides Ferreira Delazari, os filhos Luiz Fernando, Fabiola e Carlos Emiliano, além dos netos e muitos amigos. A cerimônia de despedida ocorrerá até às 17 horas desta sexta-feira (24) na Capela Vaticano (sala Diamante), na Rua Desembargador Hugo Simas, 26, em Curitiba.

Advogado, foi procurador-geral da Justiça do Paraná. Também foi assessor para Assuntos de Segurança e Justiça de Roberto Requião durante sua gestão como prefeito de Curitiba, na década de 1980. Ocupou ainda o cargo de chefe de gabinete da Secretaria de Justiça no Governo José Richa e foi integrante da Comissão de Justiça e Paz da Diocese de Apucarana, nos anos 70. (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

boca_jacare_ibope.jpgO diretor-presidente da Paraná Pesquisas, Murilo Hidalgo, nesta sexta-feira (24), ao analisar os números do Ibope, divulgados ontem (23) pelo Estadão/TV Globo, afirmou ao Blog do Esmael que Dilma Rousseff (PT) pode ter virado no Paraná e Santa Catarina.

Na região Sul, Aécio Neves (PSDB) caiu de 12 pontos e está tecnicamente empatado com vantagem numérica de um ponto para a petista. O tucano tinha 62% nos três estados (Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul).

Hidalgo disse que Dilma reconhece que pode ter havido uma virada no Paraná e Santa Catarina. “Se o Ibope estiver certo”, pondera.

O especialista em pesquisas mostra-se cético em relação à rodada do Ibope. Murilo, que chegou a divulgar a primeira sondagem deste segundo turno, na qual mostrava Aécio com 8 pontos na frente, não acredita “muito” nos números de ontem mas reconhece: “Dilma pode ganhar domingo”.

Segundo o levantamento nacional do Ibope, Dilma abriu 8 pontos de vantagem sobre Aécio. Pela primeira vez, o gráfico abriu uma “boca de jacaré”, o que evidencia o distanciamento dos dois candidatos. De acordo com os especialistas, quando o “jacaré” abre a boca dificilmente fecha antes das urnas (clique aqui).

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

Ricardo Mac Donald, em sua coluna desta sexta-feira, conta causos dos anos 70 e fala da expectativa dos brasileiros com a apuração dos votos em um país de dimensão continental; "Como todos temos que esperar o Acre, que tem três horas a mais de fuso horário, apenas após as 20 horas o TSE poderá anunciar o resultado", observa o capitão do time do prefeito Gustavo Fruet; colunista comparação a eleição deste domingo a um clássico de futebol; e lembra que hoje à noite tem debate entre Dilma e Aécio na TV Globo; leia o texto e compartilhe.

Ricardo Mac Donald, em sua coluna desta sexta-feira, conta causos dos anos 70 e fala da expectativa dos brasileiros com a apuração dos votos em um país de dimensão continental; “Como todos temos que esperar o Acre, que tem três horas a mais de fuso horário, apenas após as 20 horas o TSE poderá anunciar o resultado”, observa o capitão do time do prefeito Gustavo Fruet; colunista comparação a eleição deste domingo a um clássico de futebol; e lembra que hoje à noite tem debate entre Dilma e Aécio na TV Globo; leia o texto e compartilhe.

Ricardo Mac Donad*

Na década de 70, o popular Marreco, antigo funcionário do TRE, se divertia com várias pessoas que, ao regularizar a sua situação eleitoral, eram encaminhadas para receber isenção, e logo replicavam: “Meu senhor, eu não tomo injeção!”.

Domingo é dia de pegar o “tito” (outra corruptela popular) e ir votar no 2º turno da eleição presidencial, a mais disputada desde a retomada da democracia. Outro fenômeno ocorrerá, trata-se da morte súbita, graças ao longínquo Estado do Acre e o malsinado horário de verão.

Funciona assim: no Paraná e na maioria dos estados, as eleições acabam às 17 horas; e com a rapidez com que a Justiça Eleitoral está atuando, num par de horas teríamos o resultado final. Como todos temos que esperar o Acre, que tem três horas a mais de fuso horário, apenas após as 20 horas o TSE poderá anunciar o resultado.

Nessa hora, em que praticamente todos os demais estados estarão totalizados, haverá uma explosão de alegria, de um lado, tristeza e lágrimas, de outro.

Como o Brasil está dividido exatamente ao meio, e somos o País do futebol, o clima no domingo será de Fla x Flu, Palmeiras x Corinthians, Coritiba x Atlético, etc.

Então, termino a coluna com frase de um conhecido comentarista: Haja coração!

E olho no debate de hoje à noite.

*Ricardo Mac Donald Ghisi é advogado, secretário Municipal de Governo de Curitiba. Escreve às sextas no Blog do Esmael.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS
Charge de Frank para A Notícia (Joinville SC)

Charge de Frank para A Notícia (Joinville SC)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

A1-24-10-2014Jornais do Paraná

Gazeta do Povo: Dilma e Aécio fazem na tevê o confronto final da eleição

Bem Paraná: Só pode haver um, domingo é dia de decidir

Jornal Metro: Decida e confirme

Jornal de Londrina: Ativismo digital vira protagonista das eleições presidenciais

Folha de Londrina: Vigilantes privados superam efetivo policial do Paraná

O Diário (Maringá): Pórtico que caiu e matou gerente estava só apoiado no piso

Diário dos Campos: Dilma abre vantagem sobre Aécio, mostram pesquisas

Jornal da Manhã: Lei ameaça empregos no comércio de Ponta Grossa

Tribuna do Interior: Na mira da justiça

O Paraná: 60% das cidades passam semestre sem homicídios

Gazeta do Paraná: Pesquisas trazem Dilma na frente na reta final

Jornal Hoje: Ex diretor da PEC foi omisso e agente deu serras a presos

Gazeta do Iguaçu: Polícia faz intensivo para atuar na região contra o narcotráfico

Diário do Noroeste: Dilma tem 49% e Aécio, 41%

Tribuna de Cianorte: Aécio: “Serei o presidente da ética e da decência”

Tribuna do Norte: Comércio prevê mil vagas temporárias na região

Jornais de outros estados

Globo: Dilma descola de Aécio

Folha: Dilma abre 6 pontos sobre Aécio

Estadão: Dilma abre vantagem e tem 54%; Aécio, 46%, diz Ibope

Valor: Mercado reflete avanço de Dilma

Estado de Minas: PF indicia 17 por fraude no Enem

Zero Hora: Duas visões para o RS

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

veja_youssef_pt.jpgO doleiro Alberto Youssef, preso pela Polícia Federal desde março por lavagem de dinheiro, definitivamente foi convertido a herói da revista Veja e da velha mídia que torce pelo tucano Aécio Neves. Nessa preferência pelo candidato do PSDB não há escrúpulos, parte-se para a baixaria em um último ato de desespero.

Nesta edição antecipada (geralmente sai na sexta à noite), Veja beatifica sem-cerimônia o acusado de lavar R$ 10 bilhões quando se trata de atacar a adversária petista Dilma Rousseff.

“Encarcerado desde março, o doleiro está bem mais magro, tem o rosto pálido, o cabelo raspado e não cultiva mais a barba”, compadece-se Veja, descendo ao esgoto, como se estivesse associando ao acusado.

Nunca é demais recordar que a mesma Veja já fizera parceria em passado recente com o mundo do crime, mais precisamente com o bicheiro Carlinhos Cachoeira que atuava como “chefe” de jornalistas da Editora Abril.

Pois bem, a delação premiada de Youssef só vale contra petista. Tucanos têm salvo-conduto para Veja e outros veículos da velha mídia nacional, a exemplo de Estadão e Folha (clique aqui).

“Eles sabiam de tudo”, grita a capa de Veja, como quem quisesse interferir no resultado das urnas neste domingo. A revista atribui a Youssef, em depoimento de delação premiado, acusação de que Lula e Dilma sabiam de tudo sobre o propinoduto na Petrobras. Aliás, o PSDB também foi envolvido nessa trama.

Rápido no gatilho, o PT fez galhofa com o denuncismo de Veja. Produziu uma capa “fake” com “Assassinato de Kennedy: Lula e Dilma culpados – Atirador estudou no Pronatec.

“Coincidente” com o virulento ataque da revista, Ibope e Datafolha apontaram hoje que Dilma será reeleita neste domingo. Na reta final, a presidenta disparou na preferência do eleitorado, abrindo até oito pontos. No Nordeste a vantagem é de incríveis 42 pontos sobre Aécio.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

dilma_NE.jpgA presidenta Dilma Rousseff (PT) deverá aplicar uma verdadeira goleada no senador Aécio Neves (PSDB) na região Nordeste, segundo pesquisa do Ibope. A petista saltou de 56% para 68%, abrindo 42 pontos de vantagem sobre o tucano que tem 26%.

O Nordeste é a região que apresenta maior disparidade entre os adversários, aponta a sondagem divulgada nesta quinta-feira (23) pelo Estadão.

Ainda de acordo com o Ibope, Aécio caiu em todas as regiões do país menos no Sudeste, onde ele lidera acima da margem de erro com 47% a 39%.

Dilma subiu 14 pontos no Sul, 6 no Norte/Centro-Oeste e oscilou 1 ponto no Sudeste.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

via Brasil 247

Pesquisas que acabam de ser divulgadas pelos maiores institutos apontam candidata do PT à reeleição à frente do postulante do PSDB além da margem de erro pela primeira vez no segundo turno; na Datafolha, Dilma Rousseff marca 53% dos votos válidos, contra 47% para Aécio Neves, uma vantagem de seis pontos; Ibope tem placar de 54% a 46%, diferença de oito pontos; PT avança na reta final, cerca tucanos e leva Dilma ao favoritismo na eleição de domingo.

Pesquisas que acabam de ser divulgadas pelos maiores institutos apontam candidata do PT à reeleição à frente do postulante do PSDB além da margem de erro pela primeira vez no segundo turno; na Datafolha, Dilma Rousseff marca 53% dos votos válidos, contra 47% para Aécio Neves, uma vantagem de seis pontos; Ibope tem placar de 54% a 46%, diferença de oito pontos; PT avança na reta final, cerca tucanos e leva Dilma ao favoritismo na eleição de domingo.

Levantamentos divulgados pelos institutos Datafolha e Ibope na tarde desta quinta-feira 23 apontam vantagem de seis e oito pontos da presidente Dilma Rousseff, respectivamente, em relação ao candidato do PSDB, Aécio Neves.

No Datafolha, ela atinge 53% das intenções dos votos válidos, contra 47% do tucano. Em comparação com a última pesquisa, Dilma cresceu um ponto, enquanto Aécio perdeu um.

Em votos totais, Dilma registrou 48%, enquanto Aécio atingiu 42%. Brancos e nulos representam 5% dos entrevistados. Outros 5% disseram não saber em quem votar.

No Ibope, a presidente cresceu seis pontos em relação à última mostra, da semana passada, e registrou 54% dos votos válidos, ante 46% do adversário.

Considerando os votos totais, Dilma registrou 49%, contra 41% de Aécio. Segundo a pesquisa, os indecisos são 3% e 7% responderam que vão votar nulo ou em branco no próximo domingo 26.

Com essa diferença, nos dois levantamentos, a candidata à reeleição pelo PT passa a liderar a disputa à Presidência da República isoladamente, pela primeira vez no segundo turno.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

ibope2.jpg

Uma nova pesquisa Ibope/Estadão/TV Globo divulgada no fim da tarde de hoje (23) mostra Dilma Roussef (PT) abrindo oito pontos percentuais sobre Aécio Neves (PSDB). Dilma tem 54% dos votos válidos, enquanto Aécio soma 46%.

É a primeira vez que a petista aparece à frente do candidato do PSDB fora da margem do erro, no segundo turno.

Em votos totais Dilma atingiu 49% contra 41% do tucano. Os indecisos representam 3% e brancos ou nulos somam 7%. Em comparação à sondagem anterior do Ibope divulgada semana passada, Dilma Rousseff cresceu seis pontos, enquanto Aécio Neves perdeu quatro.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

bolsa_dilma.jpgOs mercados sentem que a presidenta Dilma Rousseff (PT) vai ampliar a vantagem na pesquisa Ibope, que será divulgada no início da noite desta quinta-feira (23). Pela primeira vez, o instituto deverá trazer a petista com larga dianteira em relação ao senador Aécio Neves (PSDB).

Segundo o site Infomoney, o índice Ibovespa caiu mais de 2% e zerou alta acumulada no ano com espera por pesquisas Ibope e Datafolha. “O cenário está precificando um cenário mais favorável a Dilma”, diz uma fonte do portal especializado em mercado de ações e investimentos.

A revista Veja, militante pró-tucano, também já considera o distanciamento da candidata à reeleição. “Dilma Rousseff aparecerá na frente pela primeira vez numa pesquisa do Ibope”, conforma-se o blogueiro Lauro Jardim.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

agentes_pacote_richa.jpg

Após o Jornal Gazeta do Povo publicar uma matéria detalhando o “pacotão penitenciário”, na edição desta quinta-feira (23), a ser implementado pelo governo do Estado para conter as rebeliões no sistema penitenciário estadual, o Blog do Esmael foi ouvir os agentes penitenciários, que são os servidores que sofrem diretamente com as rebeliões. Somente em 2014, 46 agentes foram feitos reféns e diversos foram feridos nas 22 rebeliões registradas até hoje.

O “pacote” do governo inclui a proibição das transferências em caso de rebelião; a exigência de que as operadoras de celular bloqueiem o sinal nos presídios; um aperto da fiscalização da atividade dos agentes; estudo para a mudança do Departamento de Execução Penal (Depen) para a Secretaria de Segurança Pública; além da análise para mudança nas escalas dos agentes de 24 horas de trabalho por 48 de folga retornando a 12 horas de trabalho por 36 de folga.

O Blog do Esmael ouviu Petruska Sviercoski, vice-presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Paraná (Sindarspen). Ela demonstrou indignação com o “pacote” de medidas afirmando que mais parece retaliação contra as manifestações dos agentes.

Começando pela proibição das transferências, Petruska afirmou que essa medida põe em risco a vida dos agentes, pois, quando eles são tomados como reféns, a negociação é feita sob ameaça à vida. “Com as transferências vetadas, os presos terão que começar a matar agentes para provar que não estão brincando.”

Sobre a questão dos celulares, ela afirmou que é uma medida bem-vinda, porque significa o reconhecimento por parte do Estado de que os presos se comunicam, se organizam, e que as rebeliões têm influências vindas de fora dos presídios. “É o reconhecimento da ação do crime organizado no nosso sistema”, completou.

Sobre a mudança do Departamento de Execução Penal (Depen) para a Secretaria de Segurança Pública, Petruska afirmou que não vai ajudar em nada. “Precisamos de uma secretaria própria, que só cuide do sistema prisional.”

Acerca do estudo para a mudança nas escalas dos agentes de 24 horas de trabalho por 48 de folga retornando a 12 horas de trabalho por 36 de folga, a dirigente sindical afirmou que é um retrocesso, uma retaliação direta contra os agentes, pois essa foi uma luta de 10 anos. “A escala proposta só prejudica os agentes, sem melhorar o contingente.”

Para o Sindarspen, o problema só será resolvido quando for encarado de frente. Em 2011, o governo do Estado ampliou a capacidade do sistema prisional por decreto, para esvaziar as delegacias. Não foram feitas obras, contratações ou compras para adequar o sistema.

Hoje os agentes sofrem com baixo contingente, falta de equipamentos básicos como rádios ou escudos, além da lotação dos presídios e falta de critério no agrupamento de detentos. O governo, ao contrario de agir para resolver o problema, transfere a culpa e o peso para os servidores que estão em constante risco de vida.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

betopm

Após denúncia do deputado Mauro Moraes (PSDB), presidente da Comissão de Segurança da Assembleia Legislativa do Paraná, repercutida ontem (22) pelo Blog do Esmael, o governo do Estado, através do Comando Geral da PM, emitiu um comunicado nesta quinta-feira (23) prometendo pôr em dia os subsídios dos soldados recém-formados através de folha complementar “ impreterivelmente” no dia 7 de novembro de 2014.

O comunicado é na realidade uma tentativa de acalmar os ânimos e diminuir a revolta da corporação, poucos dias antes das eleições presidenciais em que concorre um candidato do mesmo partido e muito próximo ao governados Beto Richa (PSDB).

Na mensagem do Comando Geral da PM, o atraso no pagamento do subsídios aos policiais militares e bombeiros militares promovidos em setembro foi atribuído a questões técnicas e burocráticas, mas é bem sabido que o governo tucano está no limite da Lei da Responsabilidade Fiscal (LFR). Até as capivaras do tradicional Parque Barigui, em Curitiba, sabem de cor e salteado que os “calotes” já são mais que previstos.

Abaixo, leia a íntegra da nota emitida pela Secretaria da Segurança: (mais…)

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

Fac-símile jornal Gazeta do Povo, edição de quinta-feira (23), e foto de Nei Oliver.

Fac-símile jornal Gazeta do Povo, edição de quinta-feira (23), e foto de Nei Oliver.

O jornal curitibano Gazeta do Povo pode ser acusado de tudo, menos de petista ou simpático à candidatura de Dilma Rousseff. Pelo contrário. Faz parte do consórcio da velha mídia nacional, que defende o arcaico ideário neoliberal dos tempos de FHC.

Pois bem, ontem à noite o Blog do Esmael registrou que o protesto “black bloc” em favor do tucano Aécio Neves foi um fiasco em Curitiba. Foram contabilizados 300 comissionados do governo do Paraná no evento da Boca Maldita (clique aqui).

Mas outro detalhe importante não escapou aos olhos clínicos da Gazeta do Povo: “Entre os participantes estavam cabos eleitorais. A reportagem conversou com três deles, que disseram ter recebido R$ 100 para segurar bandeiras.”

O jornal foi generoso com o tucano ao afirmar que cerca de mil pessoas compareceram no evento “black bloc”.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS

psdb_midia.jpgA três dias do segundo turno da eleição presidencial, a velha mídia sai em espetacular defesa dos próceres do PSDB nacional atingidos na asa pelas denúncias de envolvimento nas propinas da Petrobras. O primeiro tucano envolvido semana passada foi o senador Sérgio Guerra (PE), morto em março deste ano, que teria recebido R$ 10 milhões para esvaziar uma CPI para investigar a estatal de Petróleo.

Esta semana o empresário Leonardo Meirelles, principal braço direito do doleiro Alberto Youssef, em depoimento à Justiça Federal, afirmou que o esquema de corrupção na Petrobras teria a participação de outro parlamentar do PSDB que mora em Londrina, Norte do Paraná. O município tem dois parlamentares tucanos: o senador Álvaro Dias e o deputado Luiz Carlos Hauly (clique aqui).

Pois bem, Youssef e Paulo Roberto Costa, ex-diretor da Petrobras, de bandidos foram convertidos à condição de “Heróis da Pátria” quando denunciavam envolvimento de partidos que compõem a base de sustentação da presidenta Dilma Rousseff — PT, PP e PMDB. Mas quando a água bateu à porta do PSDB, a velha mídia tirou a máscara para defender seu principal ícone no Congresso: o senador Álvaro Dias.

As manchetes dos jornalões e telejornais dão vazão a Youssef, que, segundo seu procurador, o criminalista Antônio Figueiredo Basto, “nunca falou com Sérgio Guerra, nunca teve negócio com ele e nunca trabalhou para o PSDB”. O doleiro preso desde março pela Operação Lava Jato, da Polícia Federal, é de Londrina.

Pelo sim pelo não, nessa véspera eleitoral, a CPI da Petrobras, no Congresso Nacional, recebeu ontem quatro pedidos de convocação ilustres paranaenses: os tucanos Álvaro Dias e Hauly; e o casal petista formado pela senadora Gleisi Hoffmann e o ministro Paulo Bernardo. Talvez todos sobrevivam a partir de segunda-feira sem precisar depor, pois cada lado exige o “sacrifício” de dois generais. O custo é muito alto para o PSDB e PT.

Compartilhe esta informação
  • Print
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • email
  • Live
  • PDF
  • RSS
Copyright © 2009 Blog do Esmael. Todos os direitos reservados.
(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});