29 de outubro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em PCdoB chama para a resistência e a defesa da democracia

PCdoB chama para a resistência e a defesa da democracia

Ainda na noite de domingo (28), após a confirmação da eleição do candidato da extrema-direita, o PCdoB emitiu nota em que pede a unidade em defesa da democracia, do Brasil e dos direitos do povo. ... 

Leia mais

3 de outubro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Intelectuais de vários países temem pela democracia no Brasil

Intelectuais de vários países temem pela democracia no Brasil

Intelectuais e políticos de diversos países publicaram um manifesto em que mostram preocupação com a democracia do Brasil. No documento, eles analisam os impactos da eleição de um candidato fascista à presidência; não só para o país, mas para as demais nações com quem o Brasil se relaciona. ... 

Leia mais

7 de julho de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em O salário mínimo deveria ser R$ 3.804,06, afirma Dieese

O salário mínimo deveria ser R$ 3.804,06, afirma Dieese

O Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese) afirma que o salário mínimo deveria ser R$ 3.804,06 no mês de junho, qual seja, os trabalhadores brasileiros são “roubados” 3,99 vezes quando recebem apenas R$ 954. ... 

Leia mais

21 de maio de 2018
por editor
Comentários desativados em MBL é contra o combate às ‘fake news’ no Facebook

MBL é contra o combate às ‘fake news’ no Facebook

O MBL reagiu de maneira raivosa ao combate às fake news promovido pela rede social Facebook.  O grupo de extrema direita chamou a iniciativa de “censura” e acusou o site de propagar ideias “esquerdistas”. A raiva dos meninos foi tanta que alguns jornalistas denunciaram ameaças até aos seus familiares. ... 

Leia mais

23 de agosto de 2014
por Esmael Morais
5 Comentários

Empreiteiro ‘Vermelho’ jura que nada tem a ver com calotes de Richa

O empresário Nelsi Coguetto Maria, conhecido como Vermelho, em nota emitida pela sua coordenação de campanha à  Assembleia Legislativa do Paraná, jura de pés juntos que não tem nenhuma relação com a empreiteira Via Venetto.

Candidato a deputado estadual do PTB, Vermelho também nega tenha ficado com “raiva” do governador Beto Richa (PSDB) em virtude de calotes em obras executadas pela empresa que é dirigida pelo seu filho Thiago Veloso Maria.

Na última quinta-feira (21), o Blog do Esmael publicou um ofício vazado em que a Via Venetto cobra atrasados do governo do estado e anuncia suspensão de serviços complexos! até realização de empenhos! (previsão de rubrica).

O Blog do Esmael também havia recordado que o senador Roberto Requião (PMDB) denunciou, semana passada, que o governo Richa autorizara ordem de serviço de R$ 100 milhões para duplicação da PR-445 sem possuir rubrica no orçamento do estado (clique aqui).

A seguir, leia a íntegra do desmentido de Vermelho:
vermelho_nota

Leia mais

12 de dezembro de 2013
por Esmael Morais
2 Comentários

Novo texto do marco civil da internet mantém neutralidade da rede

via portal VermelhoO relator do projeto do marco civil da internet, deputado Alessandro Molon (PT-RJ), apresentou nesta quarta-feira (11) a versão final do seu parecer para votação no Plenário da Câmara dos Deputados. Segundo o parlamentar, o texto incorpora as sugestões feitas pelos partidos e, com isso, ele acredita que o projeto tem chances de ser votado antes do encerramento dos trabalhos legislativos, na próxima semana.

Acrescentamos sugestões de várias bancadas, sem interferir nos princípios do projeto!, explica Molon, dizendo ainda que essas alterações no substitutivo vão garantir ampla maioria de apoio à  proposta, que vinha sofrendo resistência, por exemplo, da bancada do PMDB!. Ele disse que o novo texto preserva a neutralidade da rede, mas permite que as empresas adotem modelos de negócios próprios, desde que não conflitem com os demais princípios estabelecidos! na lei.

Molon ainda acredita que a proposta possa ser votada até a semana que vem pela Câmara, antes do recesso parlamentar. Ontem (10), o líder do governo, deputado Arlindo Chinaglia (PT-SP), afirmou que a votação da matéria deverá ficar para o ano que vem.

No novo texto foi mantido o ponto que possibilita o Poder Executivo obrigar, por decreto, as empresas de internet estrangeiras a instalar datar centers no Brasil para armazenamento de dados dos usuários brasileiros em território nacional.

E acrescentados novas regras para guarda de registros de navegação de usuários por provedores e sobre responsabilização dos provedores pelo conteúdo publicado por terceiros. De acordo com o novo texto, o provedor de aplicações de internet (como Google e Facebook, por exemplo) deverão guardar os registros de acesso a aplicativos e serviços pelo prazo de seis meses.

Em comissão geral sobre o marco civil, realizada pela Câmara no dia 6 de novembro, representantes da Polícia Federal criticaram a proposta justamente por não obrigar os provedores de serviços na internet a armazenar os dados de navegação do usuário. Para eles, isso prejudicaria a investigação criminal.

Cenas de sexo

Outra norma inserida no novo substitutivo prevê que o provedor de aplicações poderá ser responsabilizado subsidiariamente pela divulgação, por terceiros, de imagens, vídeos ou outros materiais contendo cenas de nudez ou de atos sexuais sem autorização de seus participantes, caso não retire o conteúdo, após ser notificado pela vítima.

Em relação a outros conteúdos, o provedor só poderá ser responsabilizado se não retirar o material infringente após ordem judicial. Isso já estava previsto na versão anterior do texto e foi mantido.

O relator, porém, inseriu regra estabelecendo que as causas que tratem de ressarcimento por danos decorrentes de conteúdos na internet relacionados à  honra, à  reputação ou a direitos de personalidade poderão ser apresentadas perante juizados especiais. A ideia do relator é permitir, nesses casos, um rito mais acelerado para processos judiciais de remoção de conteúdos.

Leia mais

15 de novembro de 2013
por Esmael Morais
9 Comentários

Dirceu se entrega à  Polícia Federal

"Fui condenado sem ato de oficio ou provas, num julgamento transmitido dia e noite pela TV, sob pressão da grande imprensa", protestou Dirceu em "carta aos brasileiros" divulgada na tarde de hoje; ex-ministro José Dirceu se entregou à  Polícia Federal de São Paulo na noite desta sexta; mandado de prisão foi expedido pelo ministro Joaquim Barbosa, presidente do STF.

“Fui condenado sem ato de oficio ou provas, num julgamento transmitido dia e noite pela TV, sob pressão da grande imprensa”, protestou Dirceu em “carta aos brasileiros” divulgada na tarde de hoje; ex-ministro José Dirceu se entregou à  Polícia Federal de São Paulo na noite desta sexta; mandado de prisão foi expedido pelo ministro Joaquim Barbosa, presidente do STF.

O ex-ministro José Dirceu acabou de se entregar à  Polícia Federal de São Paulo. Ele teve o mandado de prisão expedido pelo ministro Joaquim Barbosa, presidente do STF. ... 

Leia mais