22 de junho de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em STF arquiva pedido de julgamento para libertação de Lula

STF arquiva pedido de julgamento para libertação de Lula

A defesa de Luiz Inácio Lula da Silva, em nota, afirmou que vai recorrer da decisão do TRF4 de não admitir os embargos e que estranha a análise dos recursos na véspera do julgamento pelo STF. ... 

Leia mais

11 de junho de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Supremo arquiva processo contra ministro tucano na lava jato

Supremo arquiva processo contra ministro tucano na lava jato

A lava jato não quer tucano no rol de investigados. Só pode. A pedido da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, o ministro Celso de Mello, do STF, determinou nesta segunda (11) arquivamento de inquérito contra o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes (PSDB-SP), no âmbito da força-tarefa. ... 

Leia mais

6 de julho de 2017
por Esmael Morais
33 Comentários

Conselho de Ética manteve arquivamento de processo contra Aécio Neves no Senado; redes sociais não perdoam

As redes sociais não perdoaram Aécio Neves nem o Conselho de Ética do Senado que, nesta quinta-feira (6), manteve arquivado o processo que pedia a cassação do mandato do tucano. Leia mais

17 de julho de 2016
por Esmael Morais
56 Comentários

Requião assegura que “não vai ter golpe no Senado” e contabiliza 40 votos contrários ao impeachment

requiao_enqueteO senador Roberto Requião (PMDB-PR), um dos coordenadores da vota de Dilma Rousseff, garante que já são 40 senadores contrários ao afastamento definitivo da presidente da República. A animação do parlamentar é procedida de uma sentença lacônica: “Já está resolvido: não vai ter golpe no Senado!”. Leia mais

15 de julho de 2016
por Esmael Morais
172 Comentários

Com arquivamento de denúncia contra Dilma, senadores decretam o fim do impeachment

MPF_senadoresO Ministério Público Federal mandou arquivar a denúncia criminal referente às chamadas “pedaladas fiscais” da presidente Dilma Rousseff. Diante da falta de objeto de investigação, parlamentares decretam o fim do impeachment no Senado. Leia mais

6 de abril de 2016
por Esmael Morais
13 Comentários

Globo defende impeachment do ministro Marco Aurélio Mello

Coube à bancada da GloboNews a condenação do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), pelo arquivamento do pedido de impeachment do ministro STF Marco Aurélio Mello.

Na noite desta quarta-feira (6), sob a batuta de Merval Pereira, grilo falante dos Marinho, a bancada achou o arquivamento do pedido dos fascistas do “Movimento Brasil Livre” (sic) “rápido demais” e a decisão “uma vergonha”.

Se a Globo considerou uma “vergonha” o arquivamento, logo se deduz que a emissora defende o impeachment do ministro do Supremo.

A “vênus platinada” ficou indignada porque Marco Aurélio determinou a Eduardo Cunha que instalasse processo de impeachment contra o vice-presidente Michel Temer.

A Globo magoou, também, porque bagunçou um pouco mais seu plano de golpe contra a presidente Dilma Rousseff.

Abaixo, leia matéria da Agência do Brasil:

Renan determina arquivamento do pedido de impeachment de Marco Aurélio

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), determinou o arquivamento do pedido de impeachment contra o ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio, apresentado nesta quarta-feira (6) pelo Movimento Brasil Livre (MBL).

Para Renan, não está configurada a justa causa do crime de responsabilidade que teria sido cometido pelo ministro e alegado no pedido. Além disso, o advogado Rubens Nunes, coordenador do MBL, que assina o pedido, não anexou documentos necessários, como seu comprovante de quitação eleitoral.

“No mérito, rejeito a denúncia por inexistência de justa causa quanto ao cometimento de crime de responsabilidade previsto no Artigo 40 da Lei 1.070/1950, uma vez que os atos descritos na denúncia foram praticados no regular exercício da jurisdição e da competência atribuída a ministros do Supremo Tribunal Federal, os quais podem ser objeto de revisão e recurso, bem como passíveis de outras formas de revisão e controle no âmbito do próprio Poder Judiciário, mas que, de forma alguma, configuram crime de responsabilidade”, explicou Renan Calheiros

Ao anunciar em plenário a decisão de arquivamento do ped Leia mais