Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

11 de junho de 2018
por esmael
Comentários desativados em Supremo arquiva processo contra ministro tucano na lava jato

Supremo arquiva processo contra ministro tucano na lava jato

A lava jato não quer tucano no rol de investigados. Só pode. A pedido da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, o ministro Celso de Mello, do STF, determinou nesta segunda (11) arquivamento de inquérito contra o ministro das Relações Exteriores, Aloysio Nunes (PSDB-SP), no âmbito da força-tarefa. Leia mais

21 de dezembro de 2015
por esmael
12 Comentários

Oposição a Dilma no Congresso levou dinheiro para não convocar empresário na CPI da Petrobras

O DEM, PR, PMN e PRTB, ambos de oposição à presidente Dilma Rousseff (PT), levaram R$ 5 milhões para não convocar o empresário Ricardo Pessoa, dono da empreiteira UTC, para depoimento na CPI Mista da Petrobras.

A informação foi prestada pelo ex-diretor financeiro da UTC Engenharia, Walmir Pinheiro Santana, um dos delatores do esquema de corrupção investigado pela Operação Lava Jato.

O repasse de dinheiro para quatro legendas foi acertado com o ex-senador Gim Argello (PTB-DF), que era vice-presidente da CPI, que garantiu a “blindagem” a Pessoa.

De acordo com o delator, a propina foi distribuída como se fosse contribuição eleitoral da seguinte forma: R$ 1,7 milhão ao DEM; R$ 1 milhão ao PR; R$ 1,15 milhão ao PMN e R$ 1,15 milhão ao PRTB.

Eram esses alguns dos partidos que estavam na linha de frente do movimento pelo impeachment de Dilma. Viu o nível dos golpistas?

6 de setembro de 2015
por esmael
25 Comentários

Enfim, a Lava Jato chega ao núcleo tucano ao investigar Aloysio Nunes

Senador Aloysio Nunes é o primeiro tucano a cair na arapuca da Lava Jato.

Senador Aloysio Nunes é o primeiro tucano a cair na arapuca da Lava Jato.

O senador Aloysio Nunes (PSDB-SP), ex-candidato vice na chapa do também senador Aécio Neves (PSDB-MG), é o primeiro tucano investigado formalmente pela Lava Jato. A autorização foi concedida pelo ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF). Leia mais

28 de junho de 2015
por esmael
25 Comentários

Colunista da Folha vê “violações” e “sadismo” na Lava Jato

do Brasil 247
moro_veja_janio

O jornalista Janio de Freitas desfere duras críticas em diversos aspectos da Operação Lava Jato em sua coluna deste domingo 28. “É preciso estar muito entregue ao sentimento de vingança para não perceber certo sadismo na Lava Jato”, conclui o colunista, que aponta “violações” e “sadismo” na investigação comandada pelo juiz Sérgio Moro.

Para ele, “o exemplo mais perceptível e menos importante” do citado “sadismo” são “as prisões nas sextas-feiras, para um fim de semana apenas de expectativa penosa do preso ainda sem culpa comprovada”. Entre os políticos, diz Janio, “a hipocrisia domina”, uma vez que “são milhares” os que recebem doações de empreiteiras e bancos. “Houve mesmo jantares de arrecadação no Alvorada e pagos pelos cofres públicos. Ninguém na Lava Jato sabe disso?”, pergunta, em menção a FHC.

Janio critica o “jorro contínuo de vazamentos” de informações que seriam “sigilosas” da Polícia Federal, mas ressalta que “a imprensa é que faz o sensacionalismo. É. Com o vazamento deformado e o incentivo deformante vindos da Lava Jato”. O jornalista aponta ainda que ocorre, com os “vazamentos deformantes”, o “desvio da suspeita”, como no caso do bilhete de Marcelo Odebrecht, que teria pedido para “destruir” um e-mail.

Abaixo, leia a íntegra do artigo de Janio de Freitas:

14 de maio de 2015
por esmael
26 Comentários

Aécio recebeu mais que PT de empresa investigada pela Lava Jato; por que a velha mídia esconde isso?

do Brasil 247

pessoa_utc_aecioLevantamento feito pelo site Às Claras, ligado à ONG Transparência Brasil, mostra que a UTC Engenharia, do empreiteiro Ricardo Pessoa, realizou doações no valor de R$ 8.722.566,00 para a campanha a presidente do senador Aécio Neves (PSDB), no ano passado.

O montante é R$ 1,22 milhão a mais do que o valor que Ricardo Pessoa disse ter doado ao PT, durante interrogatório com procuradores da Operação Lava Jato.