Blog do Esmael

A política como ela é em tempo real.

3 de maio de 2016
por esmael
5 Comentários

UGT lança campanha contra ‘mosquito Aedes Aegypti’ no 1º de Maio

A União Geral dos Trabalhadores (UGT), seção Paraná, lançou neste 1º de Maio, em Paranaguá, uma campanha de combate ao mosquito Aedes Aegypti — transmissor da dengue — e deu início à campanha pela redução dos juros dos cartões de crédito.

“Hoje, pagamos juros de mais de 400% sobre o cartão de crédito rotativo. Além de uma prática abusiva, é uma agiotagem legalizada em nosso país”, ressalta o presidente da UGT, o sindicalista Paulo Rossi.

Rossi ainda comemorou o reajuste em 11,08% no novo piso mínimo regional para 2016, a conhecida Lei Requião.

As novas faixas salariais variam entre R$ 1.148,40 e R$ 1.326,60. O aumento garante que o menor salário a ser pago, no Paraná, seja superior ao mínimo nacional em R$ 268,20. Atualmente, o salário mínimo nacional é de R$ 880,00.

11 de setembro de 2014
por esmael
4 Comentários

Argentina defende salário mínimo maior para promover crescimento

A chefe da delegação argentina na reunião ministerial de Trabalho e Emprego do G20 (grupo formado pelas 19 maiores economias do mundo mais a União Europeia), Marta Novick, defendeu hoje (11), em Melbourne, na Austrália, o aumento do salário mínimo como estratégia de crescimento econômico e de garantia social.

A tese é a mesma defendida e aplicada pelo ex-presidente Lula na crise mundial de 2008, em que apostou no incentivo ao consumo. No Paraná, o ex-governador Requião fez a política de valorização do salário mínimo regional virar lei, garantindo sucessivos aumentos reais, agora combatidos pelos empresários via Fiep (Federação das Indústrias do Paraná).

O salário mínimo argentino, que teve este ano um aumento de 31%, figura como uma contribuição para a macroeconomia porque os recursos que chegam aos mais pobres traduzem-se em uma maior procura, produção e crescimento!, disse Marta Novick.

A reunião ministerial, que termina nesta quinta-feira, conta com a presença dos ministros do Trabalho e do Emprego dos países do G20, de representantes da União Europeia e das principais organizações internacionais, incluindo a Organização Internacional do Trabalho (OIT), a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) e o Banco Mundial.

via Agência Brasil, com adendos.! 

22 de agosto de 2014
por esmael
12 Comentários

Força Sindical do Paraná repudia postura de Richa e Gleisi em relação ao Piso Mínimo Regional

A Força Sindical do Paraná emitiu nesta quinta-feira (21) uma nota de repúdio à  postura dos candidatos ao governo do estado, Beto Richa (PSDB) e Gleisi Hoffman (PT), por declararem apoio à  proposta da Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep) para o Piso Mínimo Regional. Para a Central Sindical, a proposta enfraquece o salário mínimo estadual, o poder de compra dos mais de 1 milhão de trabalhadores beneficiados!  e, por conseguinte, a economia estadual.

Lamentamos que dois candidatos que tem a pretensão de governar o Paraná se mostrem favoráveis a uma proposta que significa o retrocesso para a vida dos paranaenses. Reduzir ou congelar salário é deixar de injetar dinheiro na economia do estado!, disse o presidente da Força, Sérgio Butka.

A manifestação da Força Sindical ignorou a nota da candidata Gleisi Hoffmann (PT) emitida na quarta-feira (20) negando ter assinado compromisso de baixar o piso regional. Sou a favor da manutenção do salário mínimo regional e qualquer alteração passa por amplo diálogo com todos os segmentos da sociedade envolvidos nesta discussão!, afirmou Gleisi.

A Força também emitiu nota em agradecimento ao posicionamento do candidato ao governo Roberto Requião (PMDB), que se mostrou totalmente contrário a proposta da Fiep, afirmando que em seu governo a formula de reajuste para o piso regional vai continuar sendo a reposição da inflação mais o índice de produtividade estadual.

O Piso Mínimo Regional foi criado em 2005, pelo então governador do Paraná, Roberto Requião, e atualmente beneficia mais de 1 milhão de trabalhadores que não tem convenção ou acordo coletivo de trabalho. Também serve de referência, puxando para!  cima as negociações salariais de várias categorias profissionais do estado.

Leia a seguir as duas notas da Força Sindical:

Nota de repúdio da Força Sindical do Paraná à  postura dos candidatos ao governo Beto Richa (PSDB) e Gleisi Hoffman (PT) em relação à  proposta da FIEP sobre!  o Piso Mínimo Regional do Paraná

Lamentamos e repudiamos a postura dos candidatos ao governo do Paraná, Beto Richa (PSDB) e Gleisi Hoffmann (PT),!  por terem se posicionado a favor da proposta da Federação das Indústrias do Estado do Paraná!  – FIEP ̵

20 de agosto de 2014
por esmael
8 Comentários

Salário Mínimo Regional: Gleisi Hoffmann desmente Gazeta do Povo

Campanha da senadora Gleisi Hoffmann (PT) ao governo do Paraná, em nota, desmentiu matéria de capa do jornal Gazeta do Povo. Petista afirma que em momento algum assumiu compromisso de baixar o Salário Mínimo Regional. Nesta quarta-feira (20), ao Blog do Esmael, o senador Roberto Requião (PMDB) disse que não assinou o compromisso na Fiep. Gazeta do Povo, edição de hoje, também registra que o peemedebista foi o único a prometer aplicação da inflação e do índice de produtividade estadual no cálculo do Salário Mínimo Regional. A Fiep é contra a política de valorização do Salário Mínimo Regional em vigor no estado desde 2006.

Campanha da senadora Gleisi Hoffmann (PT) ao governo do Paraná, em nota, desmentiu matéria de capa do jornal Gazeta do Povo. Petista afirma que em momento algum assumiu compromisso de baixar o Salário Mínimo Regional. Nesta quarta-feira (20), ao Blog do Esmael, o senador Roberto Requião (PMDB) disse que não assinou o compromisso na Fiep. Gazeta do Povo, edição de hoje, também registra que o peemedebista foi o único a prometer aplicação da inflação e do índice de produtividade estadual no cálculo do Salário Mínimo Regional. A Fiep é contra a política de valorização do Salário Mínimo Regional em vigor no estado desde 2006.

Em nota oficial, o jornalista Abraão Benício, coordenador de imprensa na campanha da senadora Gleisi Hoffmann (PT) ao governo do Paraná, afirma que em momento algum a candidata assumiu compromisso de baixar o Salário Mínimo Regional. Leia mais

20 de agosto de 2014
por esmael
36 Comentários

Richa e Gleisi assumem compromisso para baixar salário mínimo regional

Senador Roberto Requião se recusou ontem a assinar compromisso que pode reduzir valor do salário mínimo regional; Não posso trair os trabalhadores. O salário mínimo é uma conquista de um milhão de paranaenses que não têm força para negociar sozinhos!, explicou o candidato do PMDB ao Blog do Esmael; Gleisi e Richa concordaram com a proposta da Fiep, segunda qual ao governo cabe apenas o papel de intermediar as negociações entre patrões e empregados; salário mínimo regional prevê quatro faixas salariais que variam de R$ 948,20 a R$ 1.095,60; Requião promete aplicar a inflação e o índice de produtividade estadual no cálculo do novo valor.

Senador Roberto Requião se recusou ontem a assinar compromisso que pode reduzir valor do salário mínimo regional; Não posso trair os trabalhadores. O salário mínimo é uma conquista de um milhão de paranaenses que não têm força para negociar sozinhos!, explicou o candidato do PMDB ao Blog do Esmael; Gleisi e Richa concordaram com a proposta da Fiep, segunda qual ao governo cabe apenas o papel de intermediar as negociações entre patrões e empregados; salário mínimo regional prevê quatro faixas salariais que variam de R$ 948,20 a R$ 1.095,60; Requião promete aplicar a inflação e o índice de produtividade estadual no cálculo do novo valor.

Os três principais candidatos ao governo do estado se reuniram ontem (19) com o sistema Federação das Indústrias do Paraná (Fiep). A senadora Gleisi Hoffmann (PT) e o governador Beto Richa (PSDB), que luta pela reeleição, assinaram compromisso com os empresários para baixar o salário mínimo regional, o maior do país, que vigora desde 2006. Leia mais