Lula lidera pesquisa em Alagoas na frente de Marina, Alckmin e Ciro

alagoasNo mais provável cenário da disputa presidencial em 2018, o o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) está na frente no estado de Alagoas. Os números são da Paraná Pesquisas, que sondou 1252 eleitores de 32 municípios entre os dias 15 e 19 de outubro.

Segundo o instituto, Lula lidera com 26,8% das intenções de voto seguido da ex-senadora Marina Silva (Rede), com 24,7%. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) aparece em terceiro lugar com 18,5% e em quarto, Ciro Gomes (PDT) com 6,5%.

Num cenário com o senador mineiro Aécio Neves (PSDB) na disputa, o que é improvável, este tem a liderança com 33,3%. Lula tem 25,8% e Marina fica em terceiro com 17,2%. Em quarto, novamente Ciro com 5,2%. A margem de erro é de 3%.

Apesar da mídia, prefeitos do PT são bem avaliados na região do Grande ABC. O Brasil precisa saber disso

A pergunta é: por que o PT esconde do país o que tem de bom para mostrar nos estados e municípios? O Brasil precisa saber disso.
A pergunta é: por que o PT esconde do país o que tem de bom para mostrar nos estados e municípios? O Brasil precisa saber disso.
Os prefeitos de São Bernardo do Campo, Luiz Marinho, e de Santo André, Carlos Grana, ambos do PT e da região do Grande ABC, em São Paulo, são bem avaliados nesse mar de intolerância e de ódio fascista alimentados diuturnamente pela velha mídia.

Segundo levantamento do Paraná Pesquisas, em São Bernardo, 55% dos eleitores aprovam e 41% desaprovam Marinho. O instituto ouviu 648 entre os dias 5 e 8 de setembro. A margem de erro é de 4%.

Em Santo André, o prefeito Grana tem 50% de aprovação ante 46% de reprovação. A Paraná Pesquisas entrevistou 643 eleitores entre os dias 3 e 6 de setembro. A margem de erro também é de 4%.

O diabo é que os prefeitos petistas não têm conseguido transferir esse prestígio à presidenta Dilma Rousseff. Em Santo André, 85% a desaprovam e apenas 12% aprovam sua administração. O índice praticamente se repete em São Bernardo.

A pergunta é: por que o PT esconde do país o que tem de bom para mostrar nos estados e municípios? O Brasil precisa saber disso.

A Paraná Pesquisas também mediu a febre acerca das eleições presidenciais de 2018. Curiosamente, o instituto defenestrou o nome do governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), que não aparece em nenhum cenário das sondagens. A presença do tucano nas urnas é mais crível daqui a três anos do que os correligionários e senadores Aécio Neves (MG) e José Serra (SP).

A seguir, leia a íntegra das duas pesquisas:

Murilo Hidalgo: ‘Chute da mídia sobre número de manifestantes ultrapassou limites do ridículo e do absurdo’

Protestos lançam juiz Sérgio Moro à Presidência da República e atropelam PT e PSDB nas ruas de todo o País