7 de março de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Metalúrgicos fazem ato em São Bernardo contra o fechamento da Ford

Metalúrgicos fazem ato em São Bernardo contra o fechamento da Ford


Os Trabalhadores da montadora Ford, em São Bernardo, realizaram nesta quinta-feira (7) um protesto contra a decisão da empresa de fechar a fábrica de caminhões da empresa na cidade. ... 

Leia mais

1 de março de 2019
por Esmael Morais
Comentários desativados em Sindicato dos Metalúrgicos do ABC faz reunião com Mourão para discutir futuro da Ford

Sindicato dos Metalúrgicos do ABC faz reunião com Mourão para discutir futuro da Ford


O vice-presidente, Hamilton Mourão, vai receber sindicalistas ligados à CUT, desta vez da direção do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, para discutir o futuro da Ford, que pretende fechar a fábrica de São Bernardo. O encontro teve início, às 9h, desta sexta-feira (1). ... 

Leia mais

23 de março de 2016
por Esmael Morais
8 Comentários

Lula participa hoje de plenária sindical contra golpe e em defesa de direitos

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva participa na tarde desta quarta-feira (23), às 16 horas, em São Paulo, de uma plenária em defesa da democracia e contra a retirada de direitos dos trabalhadores. O evento vai reunir sindicalistas da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Central Única dos Trabalhadores (CUT), União Geral dos Trabalhadores (UGT), Força Sindical, Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB) e Nova Central Sindical dos Trabalhadores (NCST).

As centrais sindicais também darão o pontapé inicial à organização de uma marcha antigolpe, no próximo dia 31 de março, rumo a Brasília, onde prometem manifestação na Praça dos Três Poderes.

Para os dirigentes sindicais, os trabalhadores e trabalhadoras serão os mais prejudicados caso o golpe contra a democracia se concretize. Se o Congresso Nacional cassar o mandato de presidenta Dilma Rousseff, eleita democraticamente pelo voto popular, centenas de projetos de lei que retiram direitos conquistados, devem ser votados imediatamente.

As principais entidades patronais do País como a Confederação Nacional da Indústria (CNI), Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (FIESP), Confederação Nacional da Agricultura (CNA), as associações comerciais e sindicatos patronais, estão apoiando o golpe. São essas entidades que patrocinam todos os projetos que suprimem direitos assegurados à classe trabalhadora. No entendimento dos sindicalistas, só unidos e organizados será possível impedir este imenso retrocesso.

Os trabalhadores da Ford em São Bernardo do Campo já se posicionaram contra o golpe em defesa dos direitos trabalhistas. A decisão foi votada em assembleias realizadas nesta terça (22). A fábrica emprega 4 mil pessoas. O Sindicato dos Metalúrgicos d Leia mais