20 de julho de 2015
por esmael
4 Comentários

Primeiro-ministro de Portugal desmente O Globo e nega lobby de Lula

do Brasil 247, com Rede Brasil Atual
coelho_globo_lulaO primeiro-ministro de Portugal, Pedro Passos Coelho, desmentiu nesta segunda-feira 20 matéria do jornal O Globo, publicada ontem (19) sobre suposto lobby do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em favor da construtora Odebrecht. “O ex-presidente Lula da Silva não me veio meter nenhuma cunha para nenhuma empresa brasileira”, afirmou o primeiro-ministro à imprensa portuguesa.

“Para ser uma coisa que toda a gente perceba direitinho, é assim. Não me veio dizer: há aqui uma empresa que eu gostava que o senhor, se pudesse, desse ali um jeitinho. Isso não aconteceu. E nem aconteceria, estou eu convencido, nem da parte dele, nem da minha parte”, afirmou também o primeiro-ministro português. A expressão “meter uma cunha” a que Coelho se refere significa em Portugal “fazer lobby”.

28 de Abril de 2014
por esmael
9 Comentários

Lula rebate colunista do UOL e nega ser candidato em 14

do Brasil 247
Depois da grande repercussão que a nota publicada pela jornalista Joyce Pascowitch causou nesta segunda-feira (28) ao afirmar que o ex-presidente Lula aceitou disputar novamente o Planalto como candidato pelo PT, em substituição à  presidente Dilma Rousseff, a assessoria dele negou a informação (leia aqui a nota da colunista).

“O que vale é a entrevista para a RTP [Rádio e Televisão de Portugal], dada na última sexta-feira, em que o ex-presidente Lula descartou a chance de disputar a Presidência da República”, disse a assessoria do ex-presidente em resposta a questionamento apresentado pelo portal R7.

à€ RTP, Lula disse que será cabo eleitoral da Dilma”. “Vou pra rua fazer campanha pra Dilma. Em política, a gente nunca pode dizer nunca, mas eu acho que eu já cumpri com a minha tarefa no Brasil. Eu sonhava em ser presidente porque eu queria provar que eu tinha mais competência para governar o País do que a elite brasileira. E provei”, afirmou o ex-presidente. Questionado sobre críticas à  gestão de sua sucessora na presidência do País, respondeu, com confiança: “a Dilma é uma mulher de extrema competência. Ela vai ganhar as eleições”. (confira mais aqui).