25 de julho de 2016
por Esmael Morais
10 Comentários

Beto Richa contrata novo guru (ex-Veja) para blindar denúncias na mídia nacional

cabral_richaGarganta Profunda de Londrina, principal informante do Blog do Esmael dentro do Palácio Iguaçu, conta nesta segunda (25) que o governador Beto Richa (PSDB) contratou, a peso de ouro, “o dublê de jornalista-marqueteiro-lobista Otavio Cabral” para ser o novo guru na área de comunicação do Paraná. Leia mais

10 de fevereiro de 2016
por Esmael Morais
21 Comentários

Deputado Leprevost jura que não cederá lugar para o Japonês da Federal

ney_japaO deputado estadual Ney Leprevost, presidente municipal do PSD de Curitiba, em contato com o Blog do Esmael, jurou de pés juntos que não cederá lugar para o Japonês da Federal concorrer pelo partido à Prefeitura de Curitiba.

Em nota, o parlamentar confirmou que recebeu o Japonês da Federal em um churrasco familiar no último domingo mas negou que tenham tratado de política no encontro.

Ontem à noite (9), o Blog do Esmael havia cravado que a capital paranaense poderia ter pela segunda vez um prefeito de origem nipônica, o Japa da Federal, em virtude do approach com Leprevost. O primeiro japa prefeito de Curitiba foi Cássio Taniguchi (DEM), entre 1997 e 2005.

A seguir, leia a íntegra da nota de esclarecimento de Ney Leprevost: Leia mais

19 de dezembro de 2015
por Esmael Morais
26 Comentários

Japonês “bonzinho” da PF é produto de marketing tucano para ocultar crime

O agente da PF Newton Ishii, também conhecido como japonês “bonzinho”, flagrado recentemente pelos grampos, é apontado como vendedor de informações sigilosas da Lava Jato às revistas, jornais e TVs.

Até o mais tonto dos profissionais de imprensa sabe que não existe “mídia espontânea” de tal monta, com direito à marchinha de carnaval e glamorização de quem cometeu suposto crime. Tem método, planejamento e execução o marketing do japonês “bonzinho”.

Pois bem, o japonês “bonzinho” da PF é amigo de outro japonês “bonzinho”, Sérgio Kobayashi, que coordena a “Tenda Digital”, um grupo de cibercomissionados pagos pelo erário, a partir da TV Educativa do Paraná — a e-Paraná.

Kobayashi é o japonês “bonzinho” do governador Beto Richa (PSDB), que dissemina mentiras e difamações contra adversários políticos nas redes sociais — tudo com dinheiro do contribuinte. A “Tenda Digital” já foi objeto de discussão na CPI de Crimes Cibernéticos da Câmara Federal.

Nas eleições de 2014, o grupo criminoso comandado pelo japonês “bonzinho” de Richa agiu pesadamente contra os senadores Gleisi Hoffmann (PT) e Roberto Requião, no Paraná, e contra a presidente Dilma Rousseff (PT), em todo o país.

Dito isto, o japonês “bonzinho” da Federal é mais uma criação de marketing da criminosa “Tenda Digital”, que é operada no submundo da internet pelo tucano Sérgio Kobayashi – um ex-deputado federal pelo PSDB de São Paulo que veio parar no Paraná a convite do lobista Luiz Abi Antoun, primo de Richa, que puxou cana por fraude em licitação e cobrança de propina na Receita Estadual no governo do Paraná.

Se a PF tem como o princípio a impessoalidade, como ela admite que tucanos assessorem seus agentes?

Abaixo, veja o vídeo do japonês “bonzinho” do PSDB explicando o ativismo digital:

Leia mais

29 de novembro de 2015
por Esmael Morais
16 Comentários

STF decide manter preso “banqueiro bonzinho” que é amigo de tucanos

teori_japa_estevesO banqueiro André Esteves, dono do banco BTG Pactual, vai continuar preso no complexo penal Bangu 8, no Rio, por tempo indeterminado. A decisão é do ministro Teori Zavascki, do Supremo Tribunal Federal (STF), que converteu a prisão temporária do banqueiro em preventiva.

O banqueiro é amigo de longa data de políticos do PSDB. Ele, por exemplo, pagou a lua de mel do senador mineiro Aécio Neves e emprestava o helicóptero para o governador do Paraná, Beto Richa, durante estadas em São Paulo. Em tempos de “japonês bonzinho”, Esteves, pode-se dizer, encarna o papel de um “banqueiro bonzinho” com os tucanos.

A prisão preventiva do “banqueiro bonzinho” com os tucanos foi extensiva a Diogo Ferreira, chefe de gabinete do senador Delcídio Amaral (PT-MS), que também continua fechado em Brasília. Leia mais