26 de novembro de 2015
por admin
11 Comentários

Paraná se levanta contra a ‘Lei da Mordaça’ na educação; vem aí a campanha “Fora Beto Richa”

mordacaO Paraná continua se levantando e se manifestando em repúdio contra o Projeto de Lei do deputado Gilson de Souza (PSC), que proíbe os professores de falarem sobre política, religião e sexualidade em sala de aula. O parlamentar é do time de Ratinho Júnior e da base de sustentação do governador Beto Richa (PSDB).

Pois bem, a União Paranaense dos Estudantes Secundaristas (UPES) adiantou fará oposição cerrada à chamada Lei da Mordaça e será uma das principais bandeiras no 52ºCongresso da entidade. Os estudantes deverão aprovar uma ampla campanha pelo “Fora Beto Richa”, em virtude disso e do fechamento de escolas no estado.

O Congresso da UPES será realizado neste fim de semana em Pontal do Paraná, Litoral, com transmissão ao vivo pelo Blog do Esmael em parceria com a TV 15.

Paralelamente, o Conselho do Centro de Ciências Humanas e Sociais (CCHS) da Universidade Estadual do Oeste do Paraná, a Unioeste, se reuniu no começo deste mês quando elaborou um documento científico repudiando a tentativa de instituir-se censura prévia na educação paranaense (leia o manifesto abaixo). Leia mais

19 de novembro de 2015
por admin
4 Comentários

Novas manifestações de repúdio contra o projeto “Escola sem Partido”

mordacaNós já sabemos que o Projeto de Lei do deputado Gilson de Souza (PSC), da turma de Ratinho Júnior, que prevê a “mordaça” contra professores está patinando na Assembleia Legislativa do Paraná. Mesmo assim, estão surgindo novas manifestações de repúdio contra a proposta. São educadores e sindicatos pedindo diretamente aos parlamentares para que o projeto “Escola sem Partido” seja reprovado naquela Casa de Leis.

Uma das manifestações veio Sindicato dos Servidores do Magistério Municipal de Curitiba (SISMMAC), que, na qualidade de representante sindical do magistério da capital, enviou uma moção de repúdio aos “representantes do povo” (leia abaixo).

Além disso, professores e funcionários dos colégios Dom João Bosco e Colombo, ambos situados no município de Colombo, região metropolitana de Curitiba, enviaram um abaixo-assinado manifestado sua oposição à “escola que não pensa”. Leia mais

16 de novembro de 2015
por admin
24 Comentários

“Escola sem Partido” bate na trave e não avança na Assembleia Legislativa

mordacaO Projeto de Lei n° 748/2015, que proíbe os professores do Paraná de falarem sobre política, religião ou sexualidade nas salas de aula não deverá avançar na Assembleia Legislativa do Paraná.

O projeto que é de autoria do deputado Gilson de Souza (PSC), em coautoria com mais doze parlamentares evangélicos ou conservadores, causou forte revolta nos professores do estado. Diversos deputados da oposição, e até o líder do governo, deputado Luiz Cláudio Romaneli (PSDB), já se manifestaram contrários ao projeto.

O PL ainda não foi apresentado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa. O relator, Alexandre Curi (PMDB), poderá fazê-lo na reunião desta terça-feira (17), mas o autor do projeto já fez requerimento para que a apreciação da matéria seja adiada por duas semanas. Leia mais

3 de novembro de 2015
por admin
29 Comentários

Lei da mordaça contra professores e para que as escolas “não pensem” começa a tramitar hoje na Alep

mordacaO projeto de lei de autoria do deputado Gilson de Souza (PSC), em coautoria com mais doze parlamentares, que institui a mordaça nas escolas do Paraná começa tramitar hoje na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep).

O PL N° 748/2015 proíbe os professores do Paraná de falarem sobre política, religião ou sexualidade nas salas de aula. Os educadores que descumprirem o que determina o PL, estarão sujeitos a punições previstas no estatuto dos servidores. Há entre os parlamentares “talibans” quem defenda até a prisão de educadores que infringirem tal lei.

O projeto que surgiu na base de sustentação do governador Beto Richa (PSDB) sofre resistência inclusive de alguns deputados governistas, que já perceberam o tamanho do absurdo. A própria secretária de Educação, Ana Seres, já se posicionou contra em entrevista coletiva, afirmando que a “escola sempre será política”. Leia mais

20 de outubro de 2015
por admin
43 Comentários

Deputados da “bancada do camburão” querem instituir a mordaça nos professores do Paraná

mordaca

Um projeto de lei assinado por 13 deputados estaduais, da conhecida “bancada do camburão”, quer instituir a mordaça nas escolas proibindo os professores do Paraná de falarem sobre política, religião ou sexualidade nas salas de aula.

Sob a bandeira de uma pretensa neutralidade, o Projeto de Lei 748/2015, proíbe os educadores de emitirem opiniões, agredindo de forma absurda o princípio da liberdade intelectual conferido aos professores no exercício de sua profissão.

Os professores que descumprirem o que determina o PL, estarão sujeitos a punições previstas no estatuto dos servidores. Leia mais