2 de setembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Combate à corrupção não é plano de governo, por Romanelli

Combate à corrupção não é plano de governo, por Romanelli

O deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB) denuncia a vigarice da mídia que insiste no debate moral ao lembrar que, desde o início da lava jato, há uma crescente criminalização da política, levando boa parte da população a acreditar que todos os políticos não prestam. ... 

Leia mais

20 de julho de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Plano Lula prevê Constituinte, regulação da mídia e reforma do judiciário; leia a íntegra

Plano Lula prevê Constituinte, regulação da mídia e reforma do judiciário; leia a íntegra

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva divulgou nesta sexta (20) os cinco eixos temáticos de seu plano de governo para as eleições de 2018. ... 

Leia mais

10 de maio de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Bolsonaro afirma que terá o ‘pior’ plano de governo de todos os candidatos

Bolsonaro afirma que terá o ‘pior’ plano de governo de todos os candidatos

O deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ) disse nesta quinta (10), em BH, que terá o ‘pior’ plano de governo de todos os candidatos a presidente da República. ... 

Leia mais

23 de julho de 2017
por Esmael Morais
27 Comentários

Requião elabora Plano de Governo

O senador Roberto Requião (PMDB-PR) deu início à elaboração de um Plano de Governo para 2018. Leia mais

10 de julho de 2014
por Esmael Morais
52 Comentários

Nota fria! pode terminar em prisão de diretores da Copel, diz Requião

O senador Roberto Requião (PMDB), candidato ao governo do Paraná, na noite desta quinta (10), ao Blog do Esmael, adiantou que vai ao Ministério Público pedir a prisão dos diretores da Companhia Paranaense de Energia (Copel). Segundo ele, a nota oficial emitida hoje pela empresa “é fria” e se constitui em “falsidade ideológica” (clique aqui).

“Tenho segurança de que são 17 diretores e não dez como comunicou a Copel”, disse Requião, ao referir-se ao documento divulgado pela energética.

Mais cedo, aqui mesmo no Blog do Esmael, o senador prometeu se eleito revisar acordos com a Tradener e tarifaços praticados por Richa, bem como demitir diretores da empresa com salários que, segundo o parlamentar, passam de R$ 80 mil por mês (clique aqui).

O candidato do PMDB ao Palácio Iguaçu aproveitou a polêmica com o governo Beto Richa (PSDB) para adiantar seu plano de governo visando “viabilizar a Copel”, bem como mostrar um Raio-X da companhia. Leia a íntegra:

PROVIDENCIAS A SEREM TOMADAS PARA RECOMPOR A COPEL

REESTRUTURAà‡àƒO

Quando da mudança do governador, em 2003, foram elaborados estudos para redução de custos e eliminação de subsidiarias desnecessária. O resultado alcançado foi a retomada das Diretorias fins na holding, acumulando, quando fosse o caso, as mesmas diretorias das subsidiarias, que resultou na redução 23 para 7 Diretores sendo as seguintes, Diretorias: Presidente; de Finanças e de Relações com Investidores; de Gestão Corporativa; de Distribuição; de Geração e Transmissão de Energia e de Telecomunicações e Jurídica.

Em 2013, voltaram a criar 5 subsidiarias com justificativas apresentadas pela direção da empresa de redução de custos e, que não é compatível manter os diretores na Holding com funções estranhas, que eles mesmos criaram (Diretoria de Relações Institucionais e da Diretoria de Desenvolvimento de Negócios) e, as novas subsidiarias integrais, com as estruturas das diretorias que estão sendo extinta na Holding, como: Jurídica, de Distribuição, de Engenharia, de Geração e Transmissão de Energia e de Telecomunicações onde, contrariamente do que declararam, houve um crescimento absurdo dos custos.

Pela AGE de 10.10.2013, foram criadas as subsidiarias integrais Copel Participações S/A e Copel Renováveis S/A, portanto, incluindo a Copel Geração e Transmissão S/A, a Copel Distribuição S/A e a Copel Telecomunicação S/A a empresa passa a ter 5 subsidiarias integrais. Com estas subsidiarias Leia mais