28 de agosto de 2014
por esmael
32 Comentários

Bomba: Copel teve prejuízo de R$ 660 mi com atravessadores de energia

Operação de venda de energia causou prejuízo estimado de R$ 660 milhões à  Copel. O empresário Donato Gulin, dono da Tradener, teria feito uma espécie de "delação premiada" ao senador Roberto Requião (PMDB) ao entregar o funcionamento de todo o esquema.  Ao mesmo tempo em que deixou escapar! essa soma da estatal, Richa travou durante meses guerra política para conseguir empréstimos junto ao governo federal e bancos internacionais. Será que o reajuste médio de 25% na tarifa dos consumidores residenciais e industriais seria para cobrir esse rombo na empresa de todos os paranaenses?

Operação de venda de energia causou prejuízo estimado de R$ 660 milhões à  Copel. O empresário Donato Gulin, dono da Tradener, teria feito uma espécie de “delação premiada” ao senador Roberto Requião (PMDB) ao entregar o funcionamento de todo o esquema. Ao mesmo tempo em que deixou escapar! essa soma da estatal, Richa travou durante meses guerra política para conseguir empréstimos junto ao governo federal e bancos internacionais. Será que o reajuste médio de 25% na tarifa dos consumidores residenciais e industriais seria para cobrir esse rombo na empresa de todos os paranaenses?

O Blog do Esmael obteve nesta quinta-feira (28), com exclusividade, planilhas de operações da Companhia Paranaense de Energia (Copel) para a venda de energia. São contratos realizados entre 2011 e 2013 no chamado Ambiente de Contratação Livre (ACL). Nessas transações, a estatal sofreu prejuízos estimados de R$ 660 milhões no período. Leia mais

10 de julho de 2014
por esmael
52 Comentários

Nota fria! pode terminar em prisão de diretores da Copel, diz Requião

O senador Roberto Requião (PMDB), candidato ao governo do Paraná, na noite desta quinta (10), ao Blog do Esmael, adiantou que vai ao Ministério Público pedir a prisão dos diretores da Companhia Paranaense de Energia (Copel). Segundo ele, a nota oficial emitida hoje pela empresa “é fria” e se constitui em “falsidade ideológica” (clique aqui).

“Tenho segurança de que são 17 diretores e não dez como comunicou a Copel”, disse Requião, ao referir-se ao documento divulgado pela energética.

Mais cedo, aqui mesmo no Blog do Esmael, o senador prometeu se eleito revisar acordos com a Tradener e tarifaços praticados por Richa, bem como demitir diretores da empresa com salários que, segundo o parlamentar, passam de R$ 80 mil por mês (clique aqui).

O candidato do PMDB ao Palácio Iguaçu aproveitou a polêmica com o governo Beto Richa (PSDB) para adiantar seu plano de governo visando “viabilizar a Copel”, bem como mostrar um Raio-X da companhia. Leia a íntegra:

PROVIDENCIAS A SEREM TOMADAS PARA RECOMPOR A COPEL

REESTRUTURAà‡àƒO

Quando da mudança do governador, em 2003, foram elaborados estudos para redução de custos e eliminação de subsidiarias desnecessária. O resultado alcançado foi a retomada das Diretorias fins na holding, acumulando, quando fosse o caso, as mesmas diretorias das subsidiarias, que resultou na redução 23 para 7 Diretores sendo as seguintes, Diretorias: Presidente; de Finanças e de Relações com Investidores; de Gestão Corporativa; de Distribuição; de Geração e Transmissão de Energia e de Telecomunicações e Jurídica.

Em 2013, voltaram a criar 5 subsidiarias com justificativas apresentadas pela direção da empresa de redução de custos e, que não é compatível manter os diretores na Holding com funções estranhas, que eles mesmos criaram (Diretoria de Relações Institucionais e da Diretoria de Desenvolvimento de Negócios) e, as novas subsidiarias integrais, com as estruturas das diretorias que estão sendo extinta na Holding, como: Jurídica, de Distribuição, de Engenharia, de Geração e Transmissão de Energia e de Telecomunicações onde, contrariamente do que declararam, houve um crescimento absurdo dos custos.

Pela AGE de 10.10.2013, foram criadas as subsidiarias integrais Copel Participações S/A e Copel Renováveis S/A, portanto, incluindo a Copel Geração e Transmissão S/A, a Copel Distribuição S/A e a Copel Telecomunicação S/A a empresa passa a ter 5 subsidiarias integrais. Com estas subsidiarias e a Holding, a Copel volta a ter 17 diretores.

Portanto, a primeira providencia a ser tomada pela nova administração e ter uma empresa administrável, ou seja, numero de diretores compatíveis com a real necessidade da empresa a custos aceitáveis.

COPEL DISTRIBUIà‡àƒO:

A empre

10 de julho de 2014
por esmael
33 Comentários

Requião promete “devassa nos contratos e tarifaços da Copel” se eleito

Senador Roberto Requião, ao Blog do Esmael, nesta quinta (10), afirmou que, se eleito para o quarto mandato em outubro, realizará verdadeira devassa nos contratos revisando-os se considerá-los lesivos interesses do Estado e dos consumidores de energia; peemedebista disse ainda que descobriu os motivos da quebradeira e do tarifaço promovidos pelo governador Beto Richa; leia abaixo.

Senador Roberto Requião, ao Blog do Esmael, nesta quinta (10), afirmou que, se eleito para o quarto mandato em outubro, realizará verdadeira devassa nos contratos revisando-os se considerá-los lesivos interesses do Estado e dos consumidores de energia; peemedebista disse ainda que descobriu os motivos da quebradeira e do tarifaço promovidos pelo governador Beto Richa; leia abaixo.

O senador Roberto Requião (PMDB), candidato ao governo do Paraná, ao Blog do Esmael, nesta quinta-feira (10), se eleito em outubro, adiantou que realizará uma verdadeira devassa na Companhia Paranaense de Energia (Copel). Leia mais

25 de junho de 2014
por esmael
38 Comentários

Roberto Requião: O que os paranaenses precisam saber sobre a gestão da Copel

Senador Roberto Requião (PMDB), em artigo especial para o Blog do Esmael, explica os motivos da crise financeira e o tarifaço de 35% na Copel; segundo o candidato ao governo do Paraná, o atravessamento da empresa privada Tredener, na venda de energia, causa prejuízos à  Copel e aos paranaenses; Esta saída contribui para o aumento do déficit da Distribuidora da Copel que, até 2011 vinha de resultados acima de R$ 500 milhões de lucro. Já em 2012 e 2013 e no primeiro trimestre de 2014 passou a registrar prejuízo!, explica o peemedebista que ainda fustiga o governador Beto Richa (PSDB): recuou depois da grande rejeição ao aumento!; leia o artigo.

Senador Roberto Requião (PMDB), em artigo especial para o Blog do Esmael, explica os motivos da crise financeira e o tarifaço de 35% na Copel; segundo o candidato ao governo do Paraná, o atravessamento da empresa privada Tredener, na venda de energia, causa prejuízos à  Copel e aos paranaenses; Esta saída contribui para o aumento do déficit da Distribuidora da Copel que, até 2011 vinha de resultados acima de R$ 500 milhões de lucro. Já em 2012 e 2013 e no primeiro trimestre de 2014 passou a registrar prejuízo!, explica o peemedebista que ainda fustiga o governador Beto Richa (PSDB): recuou depois da grande rejeição ao aumento!; leia o artigo.

Roberto Requião*

O que tem sido feito com a Copel desde 2011 é muito mais grave do que a população tem conhecimento. A atual gestão, por exemplo, está levando a Copel Distribuição à  situação de falência. Já houve inclusive formalmente correspondência da Agência Nacional de Energia Elétrica !“ Aneel !“ alertando o governador, o que levaria o Paraná até a perder a concessão da empresa. Leia mais

24 de junho de 2014
por esmael
41 Comentários

Richa aumenta conta de luz em 35%; Gleisi se diz inconformada!; Requião dispara: “incompetência”

Tarifaço na conta de luz abre nova "Guerra da Copel"; reajustão de 35,05%, autorizado na tarifa de energia, opõe tucano Beto Richa a Gleisi e Requião, que são contra; petista se diz "inconformada" com aumento e senador peemedebista vê "incompetência" e negócios obscuros com a sócia privada Tradener; o aumento na tarifa atinge 4,2 milhões de clientes residenciais e industriais do Paraná.

Tarifaço na conta de luz abre nova “Guerra da Copel”; reajustão de 35,05%, autorizado na tarifa de energia, opõe tucano Beto Richa a Gleisi e Requião, que são contra; petista se diz “inconformada” com aumento e senador peemedebista vê “incompetência” e negócios obscuros com a sócia privada Tradener; o aumento na tarifa atinge 4,2 milhões de clientes residenciais e industriais do Paraná.

O governador Beto Richa (PSDB) reajustou nesta terça-feira (24) a conta de luz de 4,2 milhões de clientes da Copel (Companhia Paranaense de Energia) em 35,05%. O aumento foi aprovado pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) a pedido do tucano. Leia mais