10 de maio de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Bolsonaro afirma que terá o ‘pior’ plano de governo de todos os candidatos

Bolsonaro afirma que terá o ‘pior’ plano de governo de todos os candidatos

O deputado Jair Bolsonaro (PSL-RJ) disse nesta quinta (10), em BH, que terá o ‘pior’ plano de governo de todos os candidatos a presidente da República. ... 

Leia mais

27 de dezembro de 2017
por Esmael Morais
8 Comentários

Para Globo, ‘perda de 12.292’ de empregos é sinal de “recuperação” da economia

Crendiospai! A Globo perdeu a vergonha na cara depois daquela visitinha do homem da mala, ops, Michel Temer, aos donos da emissora carioca. Na tarde desta quarta-feira (27), nos estúdios da GloboNews, entrevistada e entrevistador (não espaço para o contraditório) torturaram os números na tentativa de convencer que a perda de 12.292 postos de emprego, em novembro, é coisa boa para o trabalhador e para o Brasil. Argh! ... 

Leia mais

15 de novembro de 2017
por Esmael Morais
8 Comentários

Temer quer reduzir valor das aposentadorias e elevar teto para 44 anos de contribuição

Michel Temer não se emenda. Depois de semiescravizar os trabalhadores, modificando 100 itens da CLT, agora ele planeja reduzir em 50% os valores pagos na aposentadoria com a reforma previdenciária. Leia mais

14 de novembro de 2017
por Esmael Morais
1 Comentário

Vox/CUT: 85% são contra o fim da aposentadoria e 71% acham que não vão conseguir se aposentar

“Os milhões de trabalhadores que podem perder suas aposentadorias, sabem o que têm de fazer em 2018”, diz Vagner Freitas, presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT). Leia mais

28 de junho de 2017
por Esmael Morais
24 Comentários

Pelo Fora Temer, maçons lançam manifesto em apoio à Greve Geral de 30 de junho

O denominado grupo Maçons Progressistas do Brasil lançou um manifesto em apoio à Greve Geral nesta sexta-feira, 30 de junho, contra as reformas da previdência, trabalhista e pela saída do ilegítimo Michel Temer. Leia mais

4 de maio de 2017
por Esmael Morais
9 Comentários

URGENTE: Centrais sindicais estudam nova GREVE GERAL por tempo indeterminado

Daqui a pouco as centrais sindicais se reúnem para discutir dois pontos de pauta: 1- invasão de Brasília e 2- uma nova greve geral por tempo indeterminado. Leia mais

28 de fevereiro de 2017
por Esmael Morais
2 Comentários

Enio Verri: O fim de quase um século de mínima dignidade

O deputado Enio Verri (PT-PR), em sua coluna desta terça (28), afirma que as reformas Trabalhista e Previdenciária representam um ataque aos direitos humanos, positivados ao longo de um século, e uma espécie de “pagamento” de Michel Temer (PMDB) às elites industrial e financeira, que sustentaram o golpe. Leia mais

26 de fevereiro de 2017
por Esmael Morais
3 Comentários

Gleisi e Requião, peregrinos contra ao desmonte do Estado Social

Os senadores Roberto Requião (PMDB) e Gleisi Hoffmann (PT) iniciam pregação por Francisco Beltrão, Sudoeste do Paraná, em defesa dos direitos trabalhistas e da previdência social. Leia mais

26 de dezembro de 2015
por Esmael Morais
Comentários desativados em Ativista sindical conclama luta contra projeto antitrabalhista em 2016

Ativista sindical conclama luta contra projeto antitrabalhista em 2016

Por Milton Alves*

As três principais centrais da sindicais do país – CUT, Força Sindical e UGT – divulgaram notas públicas nesta semana em reação às declarações do ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, sobre os projetos de reformas previdenciária e trabalhista.

A leitura corrente no meio sindical sobre as intenções do governo aponta para uma nova tentativa de agradar o chamado mercado com a ameaça de retirada de direitos históricos consagrados na CLT – Consolidação das Leis do Trabalho – o que significaria um desmonte da legislação de proteção social do trabalhador instituída pelo presidente Getúlio Vargas em 1942.

O ministro da Fazenda também acenou com um polêmico projeto de reforma da previdência. Nelson Barbosa usou velhos argumentos para justificar a proposta como o do suposto “rombo da  previdência” e a necessidade do estabelecimento de uma idade mínima para as novas aposentadorias – 60 anos para as mulheres e 65 anos para os homens.

As propostas despertaram a reação das centrais sindicais num momento de graves dificuldades políticas do governo da presidente Dilma, que segue pressionado pela tentativa de impeachment levada a cabo pela oposição conservadora e neoliberal.

CUT: “Sem cheque em branco…”

Em um duro pronunciamento, o presidente da CUT – Central Única dos Trabalhadores, Vagner Freitas, alertou a presidente Dilma da decisão de resistir a qualquer projeto que ameace os direitos dos trabalhadores: “Agora, novamente no fim do ano, assisto atônito as mesmas cenas do ano passado. Muda o ministro da economia, mas não muda a política econômica. Era justamente isso que temíamos. Isso não vai acontecer. A primeira fala do novo ministro da Fazenda, Nélson Barbosa, é semelhante à primeira de Joaquim Levy. Ele falou em reforma da Previdência Social, retirada de direitos da classe trabalhadora, flexibilização da CLT e ajustes”.

Força: “Não à retirada de direitos…”

“Causou-nos estranheza o anúncio do governo de que fará reformas trabalhista e previdenciária estabelecendo um limite de idade para a aposentadoria, apenas para mostrar ao mercado que realmente vai buscar o equilíbrio fiscal.  Vale lembrar que, mais uma vez, o governo quer fazer uma reforma nas costas do trabalhador. No final do ano passado, o governo editou duas medidas provisórias, MPs 664 e 665, com o intuito de fazer um ajuste fiscal, mas que penalizou muito, e tão somente, os trabalhadores”, esse foi o tom da nota assinada por Miguel Torres, presidente nacional da Força Sindical.

A UGT também foi na mesma toada. O presidente da central, Ricardo Patah, em nota, considerou as propostas de reformas  como “ataques aos direito Leia mais