Por Esmael Morais

Para “limpar a barra”, Assembleia deverá aprovar hoje reajuste de 8,17% aos servidores do judiciário

Publicado em 07/07/2015

Reajuste_Roma_TraianoA mesa executiva da Assembleia Legislativa do Paraná colocará em votação, na sessão desta terça-feira (7), reajuste de 8,17% para os servidores do judiciário. Oposição e situação deverão acatar a mensagem do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) que, neste caso, cumpre a lei da data-base.

O poder legislativo não foi zeloso no caso da reposição salarial para os professores e demais funcionários do poder executivo. Concedeu apenas 3,45% para outubro e 8,5% para o longínquo janeiro de 2016. A Assembleia se curvou ao governador Beto Richa (PSDB), ao negar reajuste de 8,17% ainda este ano, pelo placar de 27 votos a 20.

Já os funcionários efetivos da Assembleia estão felizes da vida. Até dispensaram a reposição de 8,17% em troca de um plano de carreira que lhes garantiu 30% de reajuste. Por isso, concordaram com o índice de 3,45%.

O diabo é que os servidores comissionados do legislativo ficaram chupando o dedo nessa briga. Isto é, terão reajuste de 3,45% em outubro — a exemplo dos professores e demais funcionários do executivo.