Por Esmael Morais

Que feio! Richa determina na quarta repressão a professores contrários ao confisco da previdência

Publicado em 23/04/2015

A ideia é convocar efetivo de 4 mil policiais militares — da capital e do interior — para reprimir professoras e servidores indignados com a tungada na sua poupança previdenciária. Richa teria ficado contrariado com a “afrouxada de tanga” dos PMs, que foram às lágrimas no dia 12 de fevereiro, e se recusaram a bater nos educadores. Os policiais descumpriram ordens superiores naquela quase carnificina.

O desespero do governador Beto Richa para meter a mão em R$ 140 milhões mensais, que pertencem aos servidores, é insano. Não leva em consideração a opinião das ruas e dos melhores juristas. Se for votado em regime de urgência, como deseja o tucanato, muito provavelmente a Justiça deverá anular o confisco.

O confisco da previdência tem tudo para ser o mico do ano.