30 de maio de 2016
por esmael
5 Comentários

Romanelli: Empoderamento dos municípios

romanelli_parana_sem_criseO deputado Luiz Claudio Romanelli (PSB), líder do governo Beto Richa (PSDB) na Assembleia Legislativa, na coluna desta segunda (30), disseca a crise financeira que abate o país cuja repercussão se dará nas eleições de outubro, nas prefeituras, que, de acordo com ele, sofrem com a falta de repasses do governo federal. Entretanto, o colunista faz um parêntese para explicar que, ainda segundo ele, no Paraná tudo é diferente. “… os municípios do Paraná vivem uma situação diferenciada, para melhor, do que o restante do país. O apoio em investimentos e o aumento no repasse de tributos estaduais, como o ICMS e o IPVA, dão fôlego às prefeituras paranaenses”, assegura Romanelli. Leia, ouça, comente e compartilhe a íntegra do texto:

5 de agosto de 2014
por esmael
20 Comentários

Gleisi: “Paraná é o 7!º estado que mais recebe recursos do governo federal”

A senadora Gleisi Hoffmann (PT), candidata ao Palácio Iguaçu, nesta terça-feira (5), disse que o o Paraná recebeu R$ 38,75 bilhões do orçamento federal em recursos destinados a investimento em obras e ações de custeio nos 12 anos de governo do PT, de 2003 a 2014.

De acordo com a petista, o Paraná tem se mantido, em média, como a 7!ª entre as 27 Unidades da Federação (26 Estados mais o Distrito Federal) que mais recebeu recursos do governo federal sob as gestões de Lula e Dilma.

Gleisi aproveita para cutucar o governador Beto Richa (PSDB), que tenta a reeleição, sem citá-lo nominalmente: O nosso governo será pró-ativo. Não podemos ficar de braços cruzados, como acontece hoje, esperando pelos repasses do governo federal”.

“Como governadora, vou coordenar pessoalmente a apresentação de projetos. Hoje, a maioria dos recursos que chega até o estado vem por iniciativa direta do governo federal!, promete a senadora do PT.

Acerca dos recursos recebidos pelo Paraná

A senadora se apoia em informações do Sistema Integrado de Administração Financeira (Siafi) do Tesouro Nacional, do Sistema de Operações Imobiliárias (Siopi) da Caixa Econômica Federal (CEF) e do Sistema de Elaboração Orçamentária do Legislativo (Selor) do Congresso Nacional.

Somente em 2013, o Paraná recebeu R$ 5,6 bi. Com isso, o estado ficou na frente de 20 Unidades da Federação e atrás apenas de estados mais populosos, como São Paulo (R$ 14,7 bi), Minas Gerais (R$ 12,6 bi), Rio de Janeiro (R$ 13,2 bi), Bahia (R$ 6,9 bi), Rio Grande do Sul (R$ 9,7 bi) e Distrito Federal (R$ 13,4 bi).