28 de novembro de 2018
por Esmael Morais
Comentários desativados em Enfim, um civil no governo militar de Bolsonaro

Enfim, um civil no governo militar de Bolsonaro

Gustavo Henrique Rigodanzo Canuto foi anunciado nesta quarta-feira (28) para o novo ministério do Desenvolvimento Regional do governo de Jair Bolsonaro (PSL). ... 

Leia mais

16 de junho de 2014
por Esmael Morais
56 Comentários

Dilma e Gleisi visitam vítimas de enchentes do rio Iguaçu em União da Vitória à s 13h30 desta terça

Dilma Rousseff visitará áreas atingidas pelas enchentes do rio Iguaçu nesta terça, à s 13h30, a partir do município de União da Vitória, região Sul do Paraná; presidenta estará escudada pela senadora Gleisi Hoffmann e pelo presidente estadual do PT do Paraná, deputado Enio Verri, durante acompanhamento de resgate de vítimas pela Defesa Civil; chuvas dos últimos dias castigaram 52 mil moradores da região e deixaram 12 mil desabrigados, segundo o Ministério da Integração Nacional.

Dilma Rousseff visitará áreas atingidas pelas enchentes do rio Iguaçu nesta terça, à s 13h30, a partir do município de União da Vitória, região Sul do Paraná; presidenta estará escudada pela senadora Gleisi Hoffmann e pelo presidente estadual do PT do Paraná, deputado Enio Verri, durante acompanhamento de resgate de vítimas pela Defesa Civil; chuvas dos últimos dias castigaram 52 mil moradores da região e deixaram 12 mil desabrigados, segundo o Ministério da Integração Nacional.

A presidenta Dilma Rousseff desembarca nesta terça-feira (17), à s 13h30, em União da Vitória, região Sul do Paraná, para se solidarizar com as vítimas das enchentes do rio Iguaçu. Ela também deverá acompanhar trabalhos de ajuda da Defesa Civil na vizinha Porto União, Santa Catarina. ... 

Leia mais

11 de junho de 2014
por Esmael Morais
47 Comentários

Gleisi acusa Richa de fazer “politicagem” com desgraça alheia

Senadora Gleisi Hoffmann, pré-candidata do PT ao Palácio Iguaçu, nesta quarta-feira (11), passou uma descompostura pública em Beto Richa: "Lastimável é o fato de pessoas fazerem politicagem com o sofrimento de milhares de paranaenses"; governador e primeira-dama Fernanda Richa, segundo a petista, estariam fazendo politicagem! com o sofrimento das vítimas das enchentes ao espalhar boatos contra o governo federal; reportagem do jornal Gazeta do Povo afirma que Paraná não recebe mais recursos porque o governo do estado não estaria repassando informações sobre a real situação dos municípios atingidos pelas chuvas dos últimos dias.

Senadora Gleisi Hoffmann, pré-candidata do PT ao Palácio Iguaçu, nesta quarta-feira (11), passou uma descompostura pública em Beto Richa: “Lastimável é o fato de pessoas fazerem politicagem com o sofrimento de milhares de paranaenses”; governador e primeira-dama Fernanda Richa, segundo a petista, estariam fazendo politicagem! com o sofrimento das vítimas das enchentes ao espalhar boatos contra o governo federal; reportagem do jornal Gazeta do Povo afirma que Paraná não recebe mais recursos porque o governo do estado não estaria repassando informações sobre a real situação dos municípios atingidos pelas chuvas dos últimos dias.

A senadora Gleisi Hoffmann (PT), pré-candidata ao governo do Paraná, nesta quarta-feira (11), pelo Facebook, acusou o governador Beto Richa (PSDB) de fazer “politicagem” com as vítimas das enchentes. ... 

Leia mais

18 de setembro de 2013
por Esmael Morais
7 Comentários

Ministro do PSB pula fora da canoa de Dilma. Eduardo é candidato

da Agência BrasilO futuro do Partido Socialista Brasileiro (PSB) no governo Dilma Rousseff está sendo definido neste momento em uma reunião da executiva nacional da sigla, convocada à s pressas, em Brasília. Ao chegar ao encontro o ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra confirmou que o partido deverá tomar a iniciativa de colocar os cargos à  disposição da presidenta!. O objetivo, segundo ele, é que Dilma fique inteiramente à  vontade, com liberdade para fazer as mudanças que julgar necessárias no seu ministério!.

Além do Ministério da Integração Nacional, comandado por Bezerra desde 2011, o PSB também tem a Secretaria de Portos da Presidência da República, sob comando do cearense Leônidas Cristino, que não está presente na reunião, porque está no Panamá.

Já no segundo escalão do governo, a sigla tem a presidência da Companhia Docas, da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) e três diretorias da Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf).

O PSB também têm as presidências da Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), a Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) e a Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam).

A decisão começou a ser discutida depois de especulações de que a presidenta Dilma estaria pensando em dispensar os ministros do PSB. A informação não foi confirmada pelo Palácio do Planalto.

Leia mais

18 de setembro de 2013
por Esmael Morais
6 Comentários

Campos promete entregar hoje cargos do PSB a Dilma. Ele se diz candidato. Será?

do Brasil 247
O PSB dará nesta quarta-feira (18) o passo mais importante rumo à  candidatura de Eduardo Campos a presidente da República em 2014. Nesta data, o partido realizará a reunião com seus principais líderes em Brasília para oficializar a entrega dos cargos que possui no governo da presidente Dilma Rousseff (PT), inclusive os dos ministros Fernando Bezerra Coelho (Integração Nacional) e Leônidas Cristino (Secretaria de Portos). Eduardo, inclusive, já comunicou a decisão a ambos.

“Os cargos nunca precederam nem orientaram a aliança que fizemos há mais de dez anos com a frente política que está no poder. Não vamos ficar nesse balcão de cargos. Nossa relação com os governos de Lula e de Dilma sempre foi de apoio desinteressado!, disse Eduardo Campos, segundo reportagens do G1 e do Estadão. Ele preferia tomar este posicionamento mais adiante. Mesmo fora do governo, Campos disse que vai ajudar o governo no que for necessário.

O líder do PSB na Câmara, Beto Albuquerque, afirmou que “o partido está constrangido com as ameaças que vêm sendo feitas por intermédio dos jornais! sobre as pressões que o PT estaria fazendo para que a presidente Dilma retomasse os cargos que estão com o PSB. Para evitar que parta de Dilma o pedido dos cargos, o PSB se antecipará ao governo e desembarcará da gestão petista.

Segundo o jornalista Josias de Souza, de todos os caciques presentes à  reunião desta terça, só o governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, defendeu o adiamento da retirada. Mas mesmo ele, ao perceber que ficara vencido, associou-se à  maioria. Defensores do apoio do PSB à  candidatura reeleitoral de Dilma, os irmãos cearenses Cid e Ciro Gomes podem se opor à  entrega dos cargos. Nessa hipótese, tendem a ficar isolados. E podem até ser convidados a deixar o partido.

O ato desta quarta é o aceno mais vigoroso de uma candidatura de Campos a presidente, embora ele negue. “A decisão sobre o debate sucessório só ocorrerá em 2014. Essa é uma decisão tomada pelo partido lá atrás e será cumprida”, afirmou. No entanto, sem as limitações que a presença no bloco do governo representa, a tendência é que o governador de Pernambuco se posicione ainda mais em contraponto ao governo da presidente Dilma.

Leia mais