6 de março de 2018
por Esmael Morais
1 Comentário

Requião Filho: Beto Richa faz o cidadão de bobo

O deputado Requião Filho (MDB) denuncia o aumento de verbas publicitárias e cortes nos investimentos de saúde, segurança e educação do Paraná. Citando a visita “eleitoreira” do governador Beto Richa (PSDB) a uma área alagada em Curitiba, neste fim de semana, o parlamentar chega à conclusão de que o tucano faz de bobo os cidadãos do estado. ... 

Leia mais

16 de junho de 2014
por Esmael Morais
56 Comentários

Dilma e Gleisi visitam vítimas de enchentes do rio Iguaçu em União da Vitória à s 13h30 desta terça

Dilma Rousseff visitará áreas atingidas pelas enchentes do rio Iguaçu nesta terça, à s 13h30, a partir do município de União da Vitória, região Sul do Paraná; presidenta estará escudada pela senadora Gleisi Hoffmann e pelo presidente estadual do PT do Paraná, deputado Enio Verri, durante acompanhamento de resgate de vítimas pela Defesa Civil; chuvas dos últimos dias castigaram 52 mil moradores da região e deixaram 12 mil desabrigados, segundo o Ministério da Integração Nacional.

Dilma Rousseff visitará áreas atingidas pelas enchentes do rio Iguaçu nesta terça, à s 13h30, a partir do município de União da Vitória, região Sul do Paraná; presidenta estará escudada pela senadora Gleisi Hoffmann e pelo presidente estadual do PT do Paraná, deputado Enio Verri, durante acompanhamento de resgate de vítimas pela Defesa Civil; chuvas dos últimos dias castigaram 52 mil moradores da região e deixaram 12 mil desabrigados, segundo o Ministério da Integração Nacional.

A presidenta Dilma Rousseff desembarca nesta terça-feira (17), à s 13h30, em União da Vitória, região Sul do Paraná, para se solidarizar com as vítimas das enchentes do rio Iguaçu. Ela também deverá acompanhar trabalhos de ajuda da Defesa Civil na vizinha Porto União, Santa Catarina. ... 

Leia mais

9 de junho de 2014
por Esmael Morais
Comentários desativados em Para evitar enchestes em Pinhais também seriam necessárias obras em outros municípios

Para evitar enchestes em Pinhais também seriam necessárias obras em outros municípios

Fortes chuvas castigaram o Paraná do último final de semana. Ao todo 86 municípios foram afetados e 9 mortes foram causadas em decorrência do temporal. Em Curitiba e Região Metropolitana, segundo dados da Simepar, choveu em apenas 14 horas (madrugada de sábado) o equivalente a um mês inteiro !“ 115 milímetros.

Em Pinhais, alguns pontos de alagamento foram registrados. Segundo o engenheiro e secretário de Obras Públicas de Pinhais, Mario Stier, a Prefeitura vem investindo na limpeza e dragagem dos rios, bem como na implantação de sistemas de contenção de cheias para evitar os alagamentos. Estamos fazendo um esforço enorme e realizando constantes obras nos rios. Inclusive, as barreiras de contenção que foram construídas evitaram que os rios transbordassem!, afirmou.

Vale lembrar que historicamente os alagamentos em Pinhais eram bem piores em anos anteriores. Em abril de 2010, por exemplo, foi registrada praticamente a mesma quantidade de chuva num período de dois dias. No entanto, como naquela ocasião não havia este trabalho contínuo nos rios de Pinhais, os estragos foram muito maiores e vivemos um triste episódio em Pinhais com mais de 23 mil pessoas atingidas!, lembrou o engenheiro.

Ações de outros órgãos

Para Mário Stier ações emergenciais na continuidade do Rio Iguaçu são necessárias para que as águas das chuvas tenham vazão e as enchentes sejam evitadas. O problema é que só Pinhais hoje tem feito obras nos rios. Precisamos de ações também por parte dos municípios de Curitiba, São José dos Pinhais, Piraquara e principalmente o Governo do Estado precisa realizar as grandes obras de contenção de cheias!, salientou. O secretário cita o exemplo dos lagos de contenção do Parque Palmital que estão a mais de quatro anos em obras e que até agora não foram concluídas. Estas obras poderiam contribuir para amenizar o problema e eu ainda reafirmo: por muito pouco que o rio não atingiu a ponte na Rodovia Leopoldo Jacomel, poderíamos ter um quadro muito pior, por isso que insistimos nestas intervenções do Estado e outros municípios!, concluiu.

Leia mais

9 de junho de 2014
por Esmael Morais
13 Comentários

Chuvas causam mortes e destruição no Paraná; população espera socorro

Já são dez mortos e 71 municípios em estado de emergência em função das fortes chuvas que castigam o Paraná desde a última sexta-feira. A capital e a região central do Estado foram as mais atingidas. Diferente da lenta reação nas enchentes que castigaram o litoral do estado em 2011, dessa vez o governo do Estado tentou dar uma resposta mais rápida. Resta saber se essa mobilização não se restringe ao calor das notícias e se a população dessa vez será realmente socorrida.

Já são dez mortos e 71 municípios em estado de emergência em função das fortes chuvas que castigam o Paraná desde a última sexta-feira. A capital e a região central do Estado foram as mais atingidas. Diferente da lenta reação nas enchentes que castigaram o litoral do estado em 2011, dessa vez o governo do Estado tentou dar uma resposta mais rápida. Resta saber se essa mobilização não se restringe ao calor das notícias e se a população dessa vez será realmente socorrida.

As fortes chuvas que atingiram o Paraná desde a última sexta-feira trouxeram problemas para mais de 70 municípios, afetando cerca de 50 mil pessoas, com um saldo de dez mortes. Guarapuava (Centro) registra os maiores volumes de chuva de forma concentrada. Curitiba teve o maior número de pessoas desabrigadas e desalojadas. ... 

Leia mais