19 de março de 2015
por Esmael Morais
29 Comentários

Artigo de Zeca Dirceu: “A CPI da Swissleaks e o silêncio midiático”

swisslea.jpgArtigo de Zeca Dirceu*

Depois de dez anos guardando documentos comprometedores, o ex-funcionário do HSBC, Hervé Falciani, enviou o material para um grupo de jornalistas investigativos, dando origem ao Swissleaks. Poderia ser mais um caso absurdo na esfera internacional, mas o problema foi ainda maior e está no quintal da nossa casa.

As contas secretas no banco britânico ultrapassam seis mil. Mais de 8,6 mil brasileiros estão envolvidos e o rombo em sonegação pode ser de 7 bilhões de dólares. Esse conjunto de fatores renderia grandes reportagens, manchetes de jornais e infográficos em quaisquer mídias do mundo… menos no Brasil.

O caso do HSBC tem sido abafado pela grande mídia, que insiste em esconder os detalhes. Como brasileiro fico bastante preocupado com isso, haja vista a cobertura que os mesmos órgãos de imprensa têm destinado a outros assuntos. Por outro lado, ainda que indignado, sei dos porquês da falta de divulgação deste escândalo que tem sido noticiado quotidianamente na imprensa internacional: a própria mídia brasileira é ré no caso.

O Swissleaks aponta que entre os correntistas suspeitos de sonegação fiscal no HSBC da Suíça estão muitos proprietários de empresas midiáticas. Organizações Globo, Rede Massa, Rede Transamérica, Grupo Abril e Jovem Pan são algumas das citadas.

O que isso significa? Que a luta pela democratização da mídia é cada vez mais urgente. O comportamento da imprensa sobre o caso do HSBC demonstra que existe um jogo de interesses em detrimento (do mito) da imparcialidade pregado pelos jornalistas no Brasil. Leia mais

26 de setembro de 2014
por Esmael Morais
22 Comentários

Gleisi ataca: ‘Se desligar a televisão acaba o governo Richa’

A candidata à  governadora Gleisi Hoffmann (PT) cumpriu agenda de campanha na região noroeste do estado, nesta quinta-feira (25). No município de Terra Boa, Gleisi esteve acompanhada do candidato ao Senado, Ricardo Gomyde (PCdoB), e do deputado federal Zeca Dirceu (PT).

Eles participaram de uma grande carreata e um encontro com apoiadores no Clube Social Recreativo. Os militantes relatam que o clima na cidade é de muita confiança e otimismo na arrancada da candidata rumo ao segundo turno.

Na conversa com os apoiadores, Gleisi destacou suas propostas para governar o Estado e disse que o candidato à  reeleição não fez nada de concreto pelo Paraná. Ela afirmou que nunca viu um governo tão ruim, que não cumpre promessas e não faz entregas para a população.

Não dá para acreditar no candidato à  reeleição, é um governo de propaganda. Agora que está perto da eleição, ele mostra na televisão que está tudo resolvido, mas a gente sabe o que aconteceu no Paraná nos últimos quatro anos! disse.

Gleisi pediu empenho máximo da militância na reta final da campanha para chegar ao segundo turno. à‰ hora de arregaçar as mangas e ir à s ruas, fazer o debate político, mostrar para a população o desastre que foi este governo e que podemos fazer muito mais pelo nosso estado. Precisamos chegar ao segundo turno para fazermos uma discussão olho no olho, debater seriamente o futuro do Paraná.!

Leia mais

15 de novembro de 2013
por Esmael Morais
37 Comentários

Exclusivo: Zeca Dirceu fala sobre a prisão do pai: “Parece história repetida!”

Deputado federal Zeca Dirceu (PT-PR), filho do ex-ministro José Dirceu, em artigo especial para o blog, à s lágrimas, relata os minutos que antecedem à  prisão de seu pai: Estou me sentindo como a minha avó se sentiu há décadas quando viu seu filho preso, torturado e expulso do país pela ditadura militar. Hoje com 93 anos, mais uma vez ela suporta todas as cenas. Parece história repetida! Este é um momento em que precisamos aceitar as lágrimas, sem deixar de alimentar a esperança.!; leia a íntegra do texto.

Deputado federal Zeca Dirceu (PT-PR), filho do ex-ministro José Dirceu, em artigo especial para o blog, à s lágrimas, relata os minutos que antecedem à  prisão de seu pai: Estou me sentindo como a minha avó se sentiu há décadas quando viu seu filho preso, torturado e expulso do país pela ditadura militar. Hoje com 93 anos, mais uma vez ela suporta todas as cenas. Parece história repetida! Este é um momento em que precisamos aceitar as lágrimas, sem deixar de alimentar a esperança.!; leia a íntegra do texto.

por Zeca Dirceu* ... 

Leia mais