38 milhões de eleitores retornam às urnas em 57 municípios brasileiros; siga

Mais de 38 milhões de eleitores voltam às urnas no domingo (29) para eleger os prefeitos das 57 cidades brasileiras em que a disputa será definida no segundo turno. São 18 capitais estaduais e outros 49 municípios com mais de 200 mil eleitores, onde nenhum dos candidatos obteve a maioria absoluta dos votos válidos para … Read more

Cidades e o capital especulativo, por Romanelli

O deputado socialista Luiz Claudio Romanelli (PSB) denuncia o entusiasmo do senador Oriovisto Guimarães (PHODEMOS-PR) para extinguir pequenos municípios com menos de 5 mil habitantes, a pretexto de economizar e ajudar o ministro Paulo Guedes. Citando o filósofo e sociólogo polonês Zygmunt Bauman, o parlamentar sociais escreve que cidades são comunidades com história, lugares em … Read more

Coluna do Requião Filho: Seria Gustavo Fruet um “Maluf invertido” que não rouba, mas nada faz?

Requião Filho, em sua coluna desta quinta-feira (23), abriu fogo contra o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), a quem comparou a um “Maluf invertido” que não rouba, mas também não faz nada; colunista contestou entrevista do pedetista no último domingo, antes de viajar para a Europa; Requião Filho também criticou o alcaide da capital dizendo que na cidade real, de verdade, há problemas estruturais a serem resolvidos como tarifas caras e ônibus superlotados, valetas, criminalidade, falta de saúde e creche, dentre outras mazelas; leia o texto e compartilhe.
Requião Filho, em sua coluna desta quinta-feira (23), abriu fogo contra o prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet (PDT), a quem comparou a um “Maluf invertido” que não rouba, mas também não faz nada; colunista contestou entrevista do pedetista no último domingo, antes de viajar para a Europa; Requião Filho também criticou o alcaide da capital dizendo que na cidade real, de verdade, há problemas estruturais a serem resolvidos como tarifas caras e ônibus superlotados, valetas, criminalidade, falta de saúde e creche, dentre outras mazelas; leia o texto e compartilhe.
Requião Filho*

Li nos jornais que nas próximas eleições municipais a vitória será de quem tiver o nome menos envolvido em escândalos. Fiquei escandalizado com tal afirmação! Oras(!), sempre achei que o cargo de prefeito deveria ser daquele que trouxesse as melhores propostas à mesa. Estamos em uma lógica paulistana às avessas, é a antítese do velho Maluf que era conhecido vulgarmente como o “rouba mas faz”. Agora vale o “não faz, mas gente, ele não roubou…”

Pela lógica colocada basta não roubar e não ter quase todos os amigos, comissionados ou não, presos para ser um bom prefeito. Não há que se falar em fazer obras necessárias nos bairros? Peitar e enfrentar a tarifa do transporte coletivo, isso pode? Pela lógica não… melhor não discutir e deixar os tarifeiros cada vez ganhando mais com um serviço cada vez pior. O grande projeto para a prefeitura seria a maquiagem, tipo um “prefeito cross-fox”: um carro urbano com carinha e adereços de aventureiro que atola em poça de lama.

Uma cidade sempre tem problemas estruturais, problemas reais de pessoas de verdade, daquelas que acordam cedo, pulam a valeta na porta de casa para pegar um ônibus superlotado e arca com as tarifas mais caras do sul do mundo! Pessoas que não tem creche para deixar os filhos. Pessoas que não são atendidas em posto de saúde. Pessoas verdadeiras e que também de forma verdadeira morrem de medo de andar nas ruas e logradouros públicos que estão abandonados… mas, como uma boa Palio Adventure, a cidade ganha alguns adereços…

Read more

Coluna do Rocha Loures: Os 4 pilares do desenvolvimento das cidades

Rodrigo da Rocha Loures* As cidades precisam valorizar as pessoas, atrair e reter talentos. Comentei sobre essa necessidade na minha coluna da semana passada (clique aqui). Hoje vou tratar dos fundamentos para o florescimento de cidades inteligentes e inovadoras, constituídas por comunidades atuantes voltadas para o bem estar geral. A construção de um futuro sustentável … Read more