Reinaldo Azevedo pede cassação de Flávio e Eduardo Bolsonaro no Congresso Nacional

Publicado em 21 fevereiro, 2020

O jornalista Reinaldo Azevedo, colunista Folha de S. Paulo, pede nesta sexta-feira (21) que o Congresso Nacional casse os mandatos do senador Flávio Bolsonaro (sem partido-RJ) e do deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP).

Segundo o colunista, os irmãos Bolsonaro quebraram o decoro. “A imunidade parlamentar prevista no artigo 53 da Constituição não existe para acobertar crimes, assim como as prerrogativas do artigo 86 não podem servir de instrumentos para que o presidente da República manche a própria Carta que lhe franqueia tais garantias”, escreve.

.

Azevedo afirma na coluna de hoje que os democratas têm de convocar a coragem contra os ladrões de institucionalidade, contra os milicianos que assombram a vida democrática, contra os pistoleiros que miram a sociedade de direitos. “É preciso cassar Eduardo e Flávio porque, reitero, incorreram, sim, em quebra do decoro parlamentar, mas também para evidenciar que a democracia não aceitará que licenças civilizatórias se convertam em inimigas da civilização.”

LEIA TAMBÉM
TSE boliviano inabilita candidatura de Evo Morales ao Senado

Requião: ‘procuradores do MPF têm mesma base genética de deputados’; assista ao vídeo

.

Perito independente diz que não há sinais de tortura no corpo de Adriano Nóbrega

O jornalista da Folha também exortou os congressistas convocarem o general Augusto Heleno, ministro chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), que recentemente acusou o Parlamento de chantagem e definiu uma resposta padrão para os legisladores: “foda-se!”

Reinaldo Azevedo recorda que em novembro do ano passado, ao comentar uma entrevista em que Eduardo — sempre ele! — especulou sobre a conveniência de um novo AI-5, o general Augusto Heleno ficou longe de repudiar a estupidez. Comentou: “Tem de estudar como vai fazer, como vai conduzir”.

.

O colunista ainda aponta mais uma do general, o que reforçaria sua convocação:

“Expressando insatisfação com o Congresso, afirmou: ‘O projeto do Moro, fundamental para conter crime, não passa. Fazem de tudo para não passar’.”

Portanto, Reinaldo pede a cassação dos mandatos dos filhos do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e a convocação do general Heleno –para o bem da democracia e contenção da milícia no governo.