Por Esmael Morais

Richa prioriza prorrogação do ‘pedágio mais caro do mundo’ ao invés de resolver a greve na educação

Publicado em 14/05/2015

“Inoportuno e insensível no momento em que há greves e uma crise política e econômica no estado”, disse ao Blog do Esmael o empresário Edson Campagnolo, presidente da Federação das Indústrias do Paraná (Fiep).

Beto Richa foi a Dilma Rousseff (PT), no final de 2013, pedir a renovação do pedágio no estado, mas ouviu da presidenta um sonoro NÃO (clique aqui para relembrar o caso).

O pedágio foi implantado nas rodovias paranaenses em 1998 sob o governo Jaime Lerner.