5 de dezembro de 2013
por esmael
11 Comentários

Veto de Temer a “ménage à  trois” põe Paulo Rossi, do PSD, no aquecimento

Até o vice-presidente da República, Michel Temer, achou muita sacanagem proposta de "ménage à  trois" (palanque triplo) de Beto Richa (PSDB) aos peemedebistas do Paraná; diante do veto da direção nacional do PMDB à  aliança com o tucano, muito provavelmente, Cheida e Romanelli deverão antecipar saída de seus cargos no governo; de olho no Trabalho, PSD já colocou o sindicalista Paulo Rossi no aquecimento; PSC tem o ex-presidente do Crea, àlvaro Cabrini, para o Meio Ambiente.

Até o vice-presidente da República, Michel Temer, achou muita sacanagem proposta de “ménage à  trois” (palanque triplo) de Beto Richa (PSDB) aos peemedebistas do Paraná; diante do veto da direção nacional do PMDB à  aliança com o tucano, muito provavelmente, Cheida e Romanelli deverão antecipar saída de seus cargos no governo; de olho no Trabalho, PSD já colocou o sindicalista Paulo Rossi no aquecimento; PSC tem o ex-presidente do Crea, àlvaro Cabrini, para o Meio Ambiente.

O veto do vice-presidente da República, Michel Temer, à  participação do PMDB na “ménage à  trois” (palanque triplo) de Beto Richa (PSDB), poderá antecipar mexidas no primeiro escalão do governo do Paraná. O primeiro que entra na marca do pênalti é o secretário do Trabalho, Luiz Cláudio Romanelli, que é deputado estadual licenciado. Leia mais

5 de dezembro de 2013
por esmael
14 Comentários

Michel Temer veta PMDB do Paraná em palanque triplo de Beto Richa

Vice-presidente da República, Michel Temer, e Valdir Raupp, presidente nacional do PMDB, em reunião com a bancada estadual do partido no Paraná, vetaram ontem à  noite coligação com o governador Beto Richa; dirigentes nacionais peemedebistas descartaram participar do triângulo amoroso! sugerido pelo tucano na terra das araucárias; "O palanque na hipótese da aliança com PSDB local 'não fecha'", relata Rocha Loures, coordenador de Relações Institucionais da Vice-Presidência da República, que defende candidatura própria no partido; Richa propõe apoiar Aécio Neves (PSDB), Eduardo Campos (PSB) e Dilma Rousseff (PT); O partido vai bater o martelo acerca de seu na convenção regional!, avisa Rocha Loures.

Vice-presidente da República, Michel Temer, e Valdir Raupp, presidente nacional do PMDB, em reunião com a bancada estadual do partido no Paraná, vetaram ontem à  noite coligação com o governador Beto Richa; dirigentes nacionais peemedebistas descartaram participar do triângulo amoroso! sugerido pelo tucano na terra das araucárias; “O palanque na hipótese da aliança com PSDB local ‘não fecha'”, relata Rocha Loures, coordenador de Relações Institucionais da Vice-Presidência da República, que defende candidatura própria no partido; Richa propõe apoiar Aécio Neves (PSDB), Eduardo Campos (PSB) e Dilma Rousseff (PT); O partido vai bater o martelo acerca de seu na convenção regional!, avisa Rocha Loures.

O vice-presidente da República, Michel Temer, em jantar com a bancada estadual paranaense do PMDB no Palácio Jaburu, ontem à  noite, em Brasília, fulminou a ideia de participar do palanque “triplo” proposto pelo governador Beto Richa (PSDB). Leia mais