Primeiro comício da ‘Frente de Esquerda’ vai reunir Lula, Ciro, Dino, Molon, Boulos e Requião em fevereiro

Compartilhe agora

A Frente de Esquerda poderá ganhar contornos mais nítidos a partir de fevereiro de 2021, quando as principais lideranças de oposição realizarão seu primeiro comício virtual com vistas a 2022. Estarão no mesmo palanque o ex-presidente Lula (PT), o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), o governador Flávio Dino (PCdoB-MA), deputado Alessandro Molon (PSB), Guilherme Boulos (PSOL) e Roberto Requião (MDB).

A principal dúvida era Ciro, porém o ex-ministro se reuniu com Lula em setembro último para ajustar os ponteiros.

Para disseminar a mensagem da unidade das esquerdas, um pool de blogs progressista vai transmitir o primeiro comício da Frente de Esquerda.

O alquimista responsável por essa bruxaria, de reunir os oposicionista, é o ex-ministro e ex-governador Tarso Genro (PT-RS). Ele tem realizado “silenciosamente” uma série de entrevistas e palestras com o campo de esquerda. O trabalho formiguinha poderá ser visto no começo do ano.

A intenção de Genro é reunir apenas os partidos e lideranças com matizes de esquerda, portanto, o ex-ministro descarta a ‘frente ampla amplíssima’ com agremiações e personalidades de direita.

No começo das discussões, no início de 2020, entendia-se por ‘frente ampla’ todos os atores –liberais ou desenvolvimentistas- que se opunha ao desgoverno do presidente Jair Bolsonaro. Agora, no entanto, há a compreensão de que esse movimento antineoliberal e em defesa da soberania nacional deva ser puxado pela “esquerda raiz”, qual seja, PT, PCdoB, PSB, PDT, Rede e setores do MDB –representados por Requião.

A Frente de Esquerda já recebeu o sinal verde e a confirmação desses nomes para o inédito encontro em fevereiro. A conferir.