Flávio Dino ‘torce o nariz’ para as críticas de Ciro Gomes em nome da “Frente Ampla” em 2022

Compartilhe agora

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), resolveu torcer o nariz para as críticas do ex-ministro Ciro Gomes (PDT), que o chamou de ‘sem noção’ numa entrevista para José Luiz Datena.

Segundo o ex-ministro o governador do Maranhão, com quem tinha boa relação, “perdeu a noção da realidade”.

“O Flávio Dino resolveu não apoiar ninguém no primeiro turno. Foi votar com camiseta ‘Lula Livre’. Eles perderam um pouco a noção da realidade. Ganhou essa eleição quem soube interpretar a realidade do país com humildade’.

Por sua vez, Dino não passou recibo para Ciro. Preferiu torcer o nariz para a provocação.

“Não responderei a Ciro Gomes. Por duas razões: primeiro, tenho respeito e apreço por ele. Segundo, é a minha contribuição para que o campo nacional-popular caminhe unido. Não me cabe acirrar conflitos desnecessários”, disse o governador maranhense, referindo-se à sua proposta de “Frente Ampla” para as eleições de 2022.

Ciro Gomes abriu fogo também contra o ex-candidato do PSOL à Prefeitura de São Paulo, Guilherme Boulos, a quem chamou de “radical”.

“O Boulos chegar onde chegou significa que agora você pode expressar uma predileção com a esquerda mais radical sem ter que explicar banditismo, contradições econômicas, fracassos extraordinários do desenvolvimento, que é o que o PT obriga o jovem. Isso eles vão perder. Não tem humildade nem capacidade de compreender e se reconciliar com o povo, insistindo nesse hegemonismo”, disparou o ex-ministro.

Jaques Wagner diz que ‘apressado come cru’ sobre avalições de suposta derrota do PT

Eleições balanço: PT enfrentou a máquina de mentiras e o dinheiro dos conservadores, diz Gleisi

Bolsonaro diz que derrotado foi Moro que ‘nem conseguiu eleger vereador’ em Curitiba