9 de agosto de 2018
por editor
Comentários desativados em AO VIVO: Manifestação na UFPR contra os cortes do governo golpista

AO VIVO: Manifestação na UFPR contra os cortes do governo golpista

Direto de Curitiba, em frente ao prédio histórico da UFPR. Acompanhe a manifestação contra os cortes do governo golpista no orçamento da educação superior.  ... 

Leia mais

9 de agosto de 2018
por editor
Comentários desativados em Manifestação na UFPR nesta quinta contra os ataques do governo golpista

Manifestação na UFPR nesta quinta contra os ataques do governo golpista

A comunidade acadêmica da Universidade Federal do Paraná (UFPR) realizará hoje (9) uma manifestação contra os cortes de recursos da Capes. Será a partir das 11 horas em frente ao prédio histórico, na Praça Santos Andrade em Curitiba.  ... 

Leia mais

9 de agosto de 2018
por editor
Comentários desativados em Artigo: ‘O Desmonte da Ciência e da Pesquisa no Brasil’

Artigo: ‘O Desmonte da Ciência e da Pesquisa no Brasil’

Vai crescendo em todo o País o movimento em defesa das universidades públicas, da pesquisa e da formação acadêmica. A resistência aos ataques do ilegítimo Michel Temer mobiliza a comunidade acadêmica em geral. Nesse contexto, o artigo do Professor Lafaiete Neves (UFPR) traz informações importantes sobre a estrutura universitária e o sistema de pós-graduação e pesquisa.  ... 

Leia mais

8 de agosto de 2018
por editor
Comentários desativados em Ato na UFPR contra os cortes de bolsas da Capes

Ato na UFPR contra os cortes de bolsas da Capes

Nesta quinta-feira (9), a comunidade acadêmica da Universidade Federal do Paraná (UFPR) realizará um Ato contra os cortes de recursos da Capes. A manifestação será às 11h, nas escadarias do prédio histórico da UFPR, Praça Santos Andrade, Centro de Curitiba.  ... 

Leia mais

3 de agosto de 2018
por editor
Comentários desativados em Temer põe em risco a pós-graduação e a formação de professores no País

Temer põe em risco a pós-graduação e a formação de professores no País

A Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) alertou o ministro da Educação do governo golpista, Rossieli Soares da Silva, que os cortes no orçamento previstos para 2019 vão esgotar os recursos para bolsas de pós-graduação e de iniciação à docência.  ... 

Leia mais

13 de abril de 2018
por Eugênio Aragão
1 Comentário

UTFPR também faz curso sobre o golpe de 2016

A Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR) iniciou na quarta-feira (11) um curso sobre o golpe de 2016. Com a iniciativa, a UTFPR soma-se a dezenas de instituições no Brasil e no exterior a ofertar cursos sobre o cenário político brasileiro de quebra da democracia. ... 

Leia mais

18 de março de 2018
por Eugênio Aragão
Comentários desativados em Beto Richa fecha universidades públicas do Paraná: UEL e Unicentro suspendem calendário

Beto Richa fecha universidades públicas do Paraná: UEL e Unicentro suspendem calendário


O governador do Paraná inimigo da Educação, Beto Richa (PSDB), continua o desmonte das universidades públicas estaduais. Nesta semana a Unicentro e a UEL anunciaram a suspensão dos seus calendários de aulas. Richa não autorizou a contratação dos docentes necessários para o funcionamento dos cursos. ... 

Leia mais

20 de dezembro de 2017
por Esmael Morais
3 Comentários

Reitor da UFPR critica PF pela “demonização” das universidades públicas

O reitor da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Ricardo Marcelo Fonseca, criticou nesta quarta-feira (20) a Polícia Federal pela tentativa de demonizar as universidades públicas brasileiras. Leia mais

6 de dezembro de 2017
por Esmael Morais
11 Comentários

Reitor da UFPR denuncia um ano de ataques contra as universidades públicas brasileiras

O reitor da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Ricardo Marcelo Fonseca, em nota oficial, se solidarizou com a comunidade acadêmica da UFMG, alvo de ação policialesca nesta quarta-feira (6), e denunciou os sistemáticos ataques contra as universidades públicas brasileiras por meio da criminalização, de conduções coercitivas e de prisões arbitrárias, enfim, de práticas de regimes de exceção. Leia mais

16 de fevereiro de 2016
por admin
5 Comentários

Coluna do João Arruda: Os sonhos de Bernie Sanders também são nossos

Download áudio

João Arruda*

A sensação do período pré-eleitoral dos Estados Unidos chama-se Bernie Sanders. Ele é um senador de 74 anos que disputa a indicação do Partido Democrata para ser candidato a presidente. Aliás, sou a favor do modelo das prévias. Elas ampliam o debate e enfraquecem a fisiologia. Na troca de ideias, as propostas são comparadas e as posições vêm à tona. Tudo fica mais às claras.

Mas eu não quero falar das prévias e, sim, das ideias de Sanders. No País onde uma educação decente custa caro, ele defende o ensino superior gratuito. “A universidade é o novo ensino médio”, diz o senador, para quem a igualdade de classes não será possível se a maior parte da população estiver sem acesso ao ensino universitário.

Sanders reforça a luta contra o racismo, um cadáver insepulto da América. Em encontros com ativistas, o pré-candidato à presidência dos EUA admite que a alta taxa de desemprego e encarceramento entre afro-americanos significa que há racismo sistêmico nos Estados Unidos, o que poderia ser combatido com a reforma da Justiça.

O senador não teme mexer no vespeiro de Wall Street, a quem acusa de conduzir o governo dos EUA. Sanders acredita que pode financiar a maioria de suas propostas com novos impostos e taxas, principalmente sobre os mais ricos, como gestores de fundos, especuladores do mercado financeiro e grandes empresários.

“Os Estados Unidos deveriam adotar o sistema universal de saúde, pago pelo governo federal”, defende Sanders. A proposta conquista corações e mentes da população mais empobrecida, uma vez que nos EUA, onde o modelo de saúde é privado, médico é para quem tem dinheiro. Ele não para por aí.

Bernie pretende dobrar o valor do salário mínimo, além de criar políticas de apoio aos imigrantes. Ele insiste: só a união de todos, juntos (“together”, em inglês, lema de sua campanha), pode transformar a realidade. Seu caráter solidário faz do senador do pequeno estado de Vermont um sopro de esperança diante da campanha preconceituosa e obscurantista do republicano Donald Trump.

A forma de Sanders fazer política merece ser observada com atenção, principalmente no Brasil. Como dizem seus correligionários, esta não é a campanha do “não dá pra fazer”, nem para diminuir os nossos sonhos. Afinal, se queremos um mundo mais Leia mais

30 de junho de 2015
por Esmael Morais
18 Comentários

Coluna do Enio Verri: “Federalização não é a solução”

federalizacaoEnio Verri*

O Paraná é um Estado privilegiado em relação aos demais no quesito ensino superior. Nossa rede de universidades estaduais é reconhecida no Brasil, e até mesmo no exterior, pela qualidade do ensino e relevância das pesquisas desenvolvidas por aqui. O ranking publicado pela “QS – Quacquarelli Symonds Universisty Rankings: Latin America 2015”, divulgado no início de junho, coloca três das nossas universidades entre as 150 melhores instituições de ensino da América Latina.

As universidades públicas são ainda um importante vetor para o desenvolvimento regional do Estado. Mais do que capacitar cidadãos e atrair pesquisadores, nossas instituições produzem conhecimento levando em consideração as particularidades e necessidades regionais e são instrumentos fundamentais para estimular e movimentar a economia local.

Tanto é que os municípios mais desenvolvidos do interior são aqueles onde estão instaladas nossas universidades: Unicentro (Universidade Estadual do Centro Oeste), UEL (Universidade Estadual de Londrina), UEM (Universidade Estadual de Maringá), UENP (Universidade Estadual do Norte do Paraná), Unioeste (Universidade Estadual do Oeste do Paraná), Unespar (Universidade Estadual do Paraná) e a UEPG (Universidade Estadual de Ponta Grossa). Juntas, as instituições possuem mais de 75 mil estudantes, 7 mil docentes e mais de 8 mil agentes universitários.

Historicamente, independente de posições partidárias, nossos governadores sempre valorizaram, na medida do possível, as universidades estaduais. Houve, ao longo do tempo, ampliação no número de instituições e aumento exponencial na quantidade de vagas e cursos oferecidos para a comunidade. O governo do PSDB, entretanto, representa uma ruptura histórica com esta concepção. Leia mais