23 de junho de 2016
por esmael
25 Comentários

Ao vivo: comissão do golpe repercute prisão do ex-ministro Paulo Bernardo

PB_comissao_golpe_senado_requiao

Inexoravelmente, a prisão do ex-ministro das Comunicação Paulo Bernardo virá à tona nesta quinta (23) na comissão do golpe do Senado.

Notório e histórico desafeto de Bernardo, o senador Roberto Requião (PMDB-PR) comentou a Operação Impeachment: “Não serei eu a defender Paulo Bernardo, mas sua prisão desnecessária destina-se a constranger a defesa da soberania do Brasil no impeachment”.

O esforço da Polícia Federal auxilia ao golpe de Estado, como já anotou o Blog do Esmael. Trata-se de uma ajudinha extra que desequilibra a defesa de Dilma Rousseff.

No âmbito do colegiado, a Inês já é morta, mas essa “Operação Impeachment” visa segurar a reação popular contra o interino Michel Temer (PMDB) e o preço do feijão no supermercado. Abaixo, assista ao vivo: Leia mais

20 de junho de 2016
por esmael
3 Comentários

Ao vivo: comissão do golpe segue ouvindo testemunhas no Senado

renato_janine_ribeiro_sergio_machadoDentre as testemunhas de defesa da presidente eleita Dilma Rousseff, o ex-ministro da Educação Renato Janine Ribeiro será ouvido na comissão do golpe no Senado.

O advogado José Eduardo Cardozo quer arrastar para dentro da comissão do golpe as gravações do ex-senador Sérgio Machado, ex-presidente da Transpertro, cuja delação premiada na Lava Jato implodiu o Palácio do Planalto.

O processo deverá se arrastar até início de agosto, coincidindo com a abertura dos Jogos Olímpicos no Rio. Abaixo, assista ao vivo: Leia mais

17 de junho de 2016
por esmael
3 Comentários

AO VIVO: comissão do golpe ouve equipe econômica afastada de Dilma

A Comissão do golpe no Senado realiza oitiva, nesta sexta-feira (17), da equipe econômica afastada da presidente eleita Dilma Rousseff. Dentre as testemunhas da defesa está o ex-ministro do Planejamento e ministro afastado da Fazenda, Nelson Barbosa. Leia mais

16 de junho de 2016
por esmael
8 Comentários

AO VIVO: Senado “gangsterizado” segue com comissão do golpe

Para usar a expressão do filósofo Vladimir Safatle, um Congresso Nacional “gangsterizado” retoma nesta quinta-feira (16) o processo de golpe de Estado contra a democracia e, consequentemente, para afastar definitivamente a presidente eleita Dilma Rousseff. Leia mais

2 de junho de 2016
por esmael
21 Comentários

Cardozo se retira da comissão do golpe em protesto contra cerceamento de defesa

cardozo_comissao_golpe

O advogado-geral da União afastado, José Eduardo Cardozo, se retirou nesta quinta-feira (2) da comissão do impeachment no Senado em protesto contra o cerceamento de defesa da presidente eleita Dilma Rousseff.

Os golpistas, que são maioria na comissão, querem acelerar a votação. A Constituição prevê 180 dias para o processo, mas a tropa de Michel Temer (PMDB) quer reduzir esse tempo para apenas 40. Abaixo, assista ao vídeo: Leia mais

6 de maio de 2016
por esmael
4 Comentários

Senado vota relatório do golpe sob intenso bate-boca; acompanhe ao vivo

tv_senadoA comissão do golpe vota relatório do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG), pela admissibilidade do impeachment da presidente Dilma Rousseff. A sessão foi suspensa devido intenso bate-boca entre os parlamentares. Abaixo, acompanhe ao vivo: Leia mais

3 de maio de 2016
por esmael
4 Comentários

Defesa de Dilma na comissão do golpe no Senado; acompanhe ao vivo

comissao_golpeA comissão do impeachment, ou comissão do golpe no Senado, como preferem os defensores da democracia, ouve nesta terça-feira (3), por sugestão dos governistas, os professores Geraldo Luiz Mascarenhas Prado, Ricardo Lodi Ribeiro e Marcello Lavenère. Abaixo, acompanhe ao vivo: Leia mais

3 de maio de 2016
por esmael
25 Comentários

Senadores do PT consideram abandonar comissão do impeachment

gleisi_lindbergh_pimentelOs três senadores petistas na comissão do impeachment — Gleisi Hoffmann (PR), Lindbergh Farias (RJ) e José Pimentel (CE) — estudam a possibilidade de deixar o colegiado antes da votação do relatório em prevista para o próximo dia 12.

A ideia dos parlamentares seria exaurir a capacidade do contraponto, mas, na undécima hora, deixariam a comissão para não legitimar o golpe contra a presidente Dilma Rousseff. Leia mais