Ratinho Junior desfalca comitiva de Bolsonaro para a posse de Milei na Argentina

Não tão longe, mas não tão perto” – eis a filosofia do governador do Paraná, Ratinho Junior (PSD), para lidar com o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

Ratinho avisou que vai desfalcar a comitiva bolsonarista, que planeja desembarcar dia 10 de dezembro em Buenos Aires para a posse do presidente eleito da Argentina, Javier Milei.

O governado do Paraná alega que tem agenda previamente marcada com investidores.

A confirmação da presença do ex-presidente Jair Bolsonaro na posse do presidente eleito da Argentina deve gerar mais tensão nas relações entre os dois países.

>>Milei começou a afrouxar a tanga para Brasil e China, enquanto viaja para os EUA

Economia

Bolsonaro e Milei são ambos de direita e têm posições políticas semelhantes.

O ex-presidente brasileiro é conhecido por suas críticas ao socialismo e ao comunismo, enquanto Milei é um economista “libertário” neoliberal que defende a redução do Estado e a liberdade econômica.

A possibilidade de um encontro entre os dois líderes, que já trocaram elogios publicamente, é vista com preocupação por alguns setores da política argentina.

Isso porque Milei já declarou que não negociará com líderes de esquerda, incluindo o presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva (PT), embora tenha mandado uma cartinha convidado o petista para a sua posse.

>>Velha mídia está ressuscitando Jair Bolsonaro para chantagear Lula

Lula, por sua vez, já indicou que não irá à posse de Milei.

O petista, que é considerado um dos principais líderes de esquerda na América Latina, teve vários encontros com o presidente argentino Alberto Fernández, neste ano que são presidentes.

A ausência de Lula na posse de Milei pode ser interpretada como um sinal de que o presidente brasileiro não quer se aproximar do novo líder argentino.

>>Gleisi Hoffmann critica liberalismo fajuto da burguesia brasileira

Bolsonaro é um ponto de tensão e isso a velha mídia golpista brasileira está usando bastante com o intuito de chantagear Lula e tirar vantagens para o setor financeiro.

Sim, os jornalões brasileiros têm propriedade/sociedade cruzada com bancos e fundos de investimentos.

One Reply to “Ratinho Junior desfalca comitiva de Bolsonaro para a posse de Milei na Argentina”

  1. O que mais fica evidente, que a tal “comitiva Bolsonarista” vai estar recheada de políticos brasileiros, que irão a Argentina na posse de um Presidente, que não será uma comitiva oficial e sim mandraque do Bozo, com uso dos recursos públicos. Já que haverá Governadores, e bem provavelmente os Bozistas do Congresso Nacional como Deputados e Senadores. Mas tudo isso bancado com o erário público (dinheiro dos impostos) e tem gente que ainda acredita na idoneidade destas pessoas. O Governador do Paraná se tocou que iria queimar o filme, por isso não vai. Melhor assim, porque os recursos do Governo Estadual são para uso ao povo do Paraná e não para fazer festa de bozo na Argentina. Só queria que isso fosse investigado. Já que Bolsonaro não representa NADA para o Brasil e pelo vista está armando um circo com recursos públicos. Isso merece uma olhadinha do Ministro da Justiça, AGU, CGU e TCU, e uma carta de repúdio da chancelaria brasileira, pela atitude descortês do Presidente Eleito da Argentina, e ver quem está bancando à Farra do Bozo, se é empresários bozistas ou o PL que até bancando sua vida luxuosa com dinheiro oriundo das emendas parlamentares, que já deveria ser investigada pela AGU, CGU e TCU para acabar com está vergonha.

Comments are closed.