Bolsonaro diz que PL terá candidato próprio ao governo no Paraná

► Chapa puro-sangue do PL teria Filipe Barros ao governo e Paulo Martins ao Senado

O presidente Jair Bolsonaro está “pistola” com os políticos do Paraná. Depois de vetar aliança do bolsonarismo com o senador Alvaro Dias (PODE), que tenta a reeleição, o inquilino do Palácio do Planalto disse que o PL terá candidato próprio ao governo do estado.

Bolsonaro declinou o nome do deputado Filipe Barros (PL) para disputar o governo do Paraná, em virtude da posição titubeante do governador Ratinho Junior (PSD) em lhe assumir publicamente.

Ratinho Junior quer namorar com Bolsonaro escondido, à noite, longe das vistas, e rejeita desfilar de mãos dadas em público com o presidente.

Pesquisas qualitativas apontam que as intenções de voto para o governador caem quando ele tem sua imagem associada a Bolsonaro, por isso Ratinho Junior quer manter a relação escondida do distinto público.

Por sua vez, Jair Messias Bolsonaro sabe que a eleição presidencial poderá ser de apenas um turno e isso o obriga a construir um palanque próprio no Paraná.

O nome do deputado Filipe Barros vem sendo construído desde o fim do ano passado. Em janeiro, ele concedeu entrevista ao Blog do Esmael com críticas ácidas a Ratinho Junior capazes de transformar em “moderado” o estridente ex-senador Roberto Requião (PT).

Nesta segunda-feira (16/05), em entrevista ao portal Bem Paraná, Barros voltou à carga:

► Nós decidimos lançar nossa candidatura a pedido do presidente Jair Bolsonaro.

► Para garantir ao presidente um palanque estadual, diante da indefinição do atual governador Ratinho Júnior.

► Decidimos formar uma base de partidos apoiadores da nossa candidatura.

Bolsonaro também decidiu lançar candidatura própria ao Senado. O nome escolhido foi o do deputado Paulo Martins (PL).

Veja também  Vídeo com suposta orgia de Doria volta ao debate 4 anos depois de vazado

Pelo andar da carruagem, a chapa do PL será puro-sangue no Paraná – ao governo do e ao Senado.