picler veio havan

Véio da Havan e Wilson Picler, maior doador pessoal, não foram convidados para o jantar de Bolsonaro

Os empresários Luciano Hang, o Véio da Havan, e Wilson Picler, maior doador pessoal na campanha de 2018, não foram convidados para o jantar do PIB na quarta-feira (7/4) em apoio ao presidente Jair Bolsonaro. O ágape foi organizado pelo ministro das Comunicações, Fábio Faria, genro de Silvio Santos, em São Paulo.

Picler, do grupo educacional paranaense Uninter, doou R$ 800 mil ao PSL na eleição que o presidente Bolsonaro foi eleito. O empresário já foi deputado federal pelo PDT e dilmista –entusiasta da ex-presidenta Dilma Rousseff (PT).

O jantar de quarta ficou nacionalmente conhecido como “a noite da boca suja” devido à quantidade de xingamentos e palavrões desferidos por Bolsonaro contra adversários políticos, dentre os quais o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que foi chamado de “vagabundo” e outros impropérios. O tucano respondeu dizendo que irá aplicar vacina antirrábica para conter a raiva do presidente.

O empresário catarinense Luciano Hang, o Véio da Havan, foi propositalmente excluído do rega-bofe para não amedrontar os bem-comportados da Avenida Faria Lima, o endereço dos grã-finos paulistanos. Já Wilson Picler também não o foi porque, no exercício do poder, sobram possíveis “apoiadores” para a reeleição de 2022 –embora há um mês o presidente tenha telefonado para o dono da Uninter, quando agradeceu tardiamente pela ajuda em 2018.

Leia também

Apesar dos desfalques no “jantar da boca suja”, estiveram presentes na casa de Washington Cinel –dono da Gocilos– os seguintes empresários:

  • Alberto Leite, da FS Holding
  • Alberto Saraiva, Habib’s
  • André Esteves, BTG Pactual
  • Carlos Sanchez, EMS
  • Candido Pinheiro, Hapvida
  • Claudio Lottenberg, da Conib
  • David Safra, banco Safra
  • Felipe Nascimento, da Mapfre Seguros
  • Flávio Rocha, da Riachuelo
  • João Apolinário, Polishop
  • João Camargo, grupo Alpha
  • José Isaac Peres, da Multiplan
  • José Roberto Maciel, do SBT
  • Luiz Carlos Trabuco Cappi, do Bradesco
  • Rubens Menin, CNN
  • Rubens Ometto, Cosan
  • Tutinha, Jovem Pan
  • Washington Cinel, Gocil
  • Paulo Skaf, presidente da Fiesp

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, declinaram convite para o encontro de quarta os empresários Abilio Diniz, da Península Participações, e Frederico Trajano, do Magazine Luiza, porque alegaram que estão em isolamento social por causa da covid-19. Johnny Saad, do grupo Bandeirantes, disse que acordou com tosse e por isso não compareceu ao jantar.