Candidato de Evo Morales, com 52,4%, é eleito no primeiro turno presidente da Bolívia

Compartilhe agora

O ex-ministro da Economia Luis Arce Catacora, conhecido como Lucho Arce, foi vencedor das eleições gerais no primeiro turno com 52,4% dos votos válidos.

A presidente interina da Bolívia, Jeanine Añez, reconheceu nesta segunda-feira (19) que o candidato de esquerda, Luis Arce, venceu as eleições presidenciais em primeiro turno.

O candidato do MAS (Movimento ao Socialismo), partido de Evo Morales, triunfou em cinco dos nove departamentos (estados) do país enquanto Carlos Mesa, da Comunidade Cidadã (CC), obteve maior apoio em três regiões e Luis Fernando Camacho, do Acreditamos, em um.

Os dados da contagem rápida da empresa Ciesmori, divulgados minutos depois da meia-noite, detalham que o ex-ministro da Economia de Evo Morales venceu em La Paz, Cochabamba, Potosí, Oruro e Pando.

O ex-presidente e historiador conquistou a vitória em Chuquisaca, Beni e Tarija enquanto o ex-líder cívico se fortaleceu em Santa Cruz. No entanto, os dados são tendências na votação e não fazem parte da contagem oficial.

Gleisi Hoffmann acompanhou a vitória de Lucho Arce

A presidenta nacional do PT, Gleisi Hoffmann, testemunhou a importante vitória de Lucho Arce na Bolívia, já no primeiro turno.

“Luiz Arce está eleito novo presidente do país, com 52,4% dos votos! Carlos Mesa tem 31,5% e Camacho 14,1%. Viva o povo Boliviano, viva a democracia!”, comemorou.

A dirigente petista acredita que novos ventos começam a soprar na América Latina.

A deputada Sâmia Bomfim (PSOL-SP), que também está na Bolívia, desabafou: “A golpista de mierda (me desculpem, não encontro outro termo) reconhece o resultado e a vitória de Arce!”

“Sou América Latina, um povo sem perna mas que caminha”, disse em espanhol a parlamentar do PSOL ao agradecer a Bolívia.

No detalhe da votação

Mesa obteve 52,4% em Chuquisaca contra 42,1% em Arce; em La Paz: MAS 65,3% e CC 31,7%; Santa Cruz: Acreditamos em 45,2% e MAS 35,2%; Cochabamba: MAS 63,1% e CC 34,1%;
Oruro: MAS 62,4% e CC 33,9%; Beni: CC 41,3% e MAS 31,7%; e Pando: 45,8% e MAS 27,3%.

Arce anuncia governo de unidade

O candidato presidencial do MAS, Luis Arce, agradeceu o apoio dos cidadãos, em uma conferência cercada por lideranças de diferentes setores sociais.

Com um abraço e o compromisso com um governo de unidade e de redirecionamento do chamado processo de mudança, os candidatos do MAS, Luis Arce e David Choquehuanca, comemoraram a vitória no primeiro turno das eleições, segundo a rápida contagem de Ciesmori.

Rodeados por lideranças sociais, Arce e Choquehuanca deram uma mensagem de unidade em suas primeiras declarações ao saber que alcançaram 52,4% da preferência eleitoral em uma pesquisa que levou mais de quatro horas para ser divulgada.

Governo sem ódio

“Vamos governar para todos os bolivianos, vamos construir um governo de unidade nacional, vamos construir a unidade em nosso país, ao longo deste dia estamos recuperando a certeza”, disse e acrescentou: “Vamos redirecionar nosso processo de mudança, sem ódio, defendendo e superando nossos erros ”.

Morales comemora na Argentina

Momentos antes e da Argentina, o ex-presidente Evo Morales já havia antecipado a vitória de seu partido e anunciou que Arce vai liderar um governo de reconciliação nacional.

“Todos os dados conhecidos até agora indicam que houve uma vitória do Movimento pelo Socialismo, um Instrumento pela Soberania dos Povos com o nosso binômio. Além disso, o MAS terá maioria nas duas casas da Assembleia Legislativa ”, anunciou Morales.

Arce agradeceu o apoio dos cidadãos e garantiu que trabalhará para solucionar as necessidades da população.

Leia mais sobre a eleição na Bolívia

Apuração da eleição na Bolívia em tempo real; acompanhe pelo Blog do Esmael

Eleição na Bolívia: boca de urna aponta vitória de Lucho Arce no primeiro turno

Bolívia: Luis Arce vota e pede respeito à vontade popular

Evo Morales não poderá votar na Argentina devido à sua ‘desqualificação por motivos políticos’