PF prende Índio no Rio

Compartilhe agora!

José Serra e seu vice, Indio da Costa, durante ato de campanha no primeiro turno. Foto: divulgação PSDB.
O ex-deputado federal Índio da Costa (ex-PSD), ex-candidato a vice-presidente na chapa do senador José Serra (PSDB-SP), na eleição de 2010, foi preso pela PF na manhã desta sexta-feira (6), no Rio de Janeiro.

Segundo a Polícia Federal (PF), Índio é membro de suposta uma organização criminosa que teria movimentado R$ 13 milhões.

Além do ex-vice de Serra, outras 12 pessoas foram presas hoje pela PF durante o cumprimento de 24 mandados de busca e apreensão.

LEIA TAMBÉM
Bolsonaro quer privatizar os dados sigilosos dos brasileiros

General Mourão reaparece em público nas vésperas da cirurgia de Bolsonaro

URGENTE: Justiça solta Vaccari

A PF explicou que grandes clientes eram procurados para que rompessem o contrato com os Correios e passassem a contratar o serviço oferecido pelas empresas do suposto grupo criminoso.

“Desta forma, as remessas tinham custo inferior ao normal e os Correios eram onerados”, disse o delegado da PF Cristian Luz Barth, da Delegacia de Combate à Corrupção.

A prisão de Índio Costa é preventiva, isto é, sem prazo definido.

Compartilhe agora!