Centrais sindicais preparam agenda contra a recessão e o desemprego para junho

.

Uma agenda para o Brasil que defenda os direitos e interesses da classe trabalhadora, o fim do desmonte e das privatizações do governo golpista: É a ‘Agenda Prioritária da Classe Trabalhadora 2018’, proposta aprovada no Fórum das Centrais, integrado pela CUT, Força Sindical, CTB, Nova Central, UGT e Intersindical –  que será lançada no próximo dia 5 de junho, às 15h, na Câmara dos Vereadores de São Paulo.

“Voltamos 20 anos em 2 e o objetivo do documento é apresentar as propostas da classe trabalhadora para a próxima etapa da luta. Com esse documento, o Fórum das Centrais ratifica que não aceitará nenhum projeto que não esteja comprometido com um projeto de país que tenha como centro a retomada do crescimento, com geração de emprego, valorização do trabalho e distribuição de renda”, ressaltou Adilson Araújo, presidente da CTB, ao falar do projeto em fase de elaboração pelas centrais sindicais e o Dieese – Departamento Intersindical de Estatística Socioeconômica.
Ele indicou que o documento também será lançado no Congresso Nacional. “Faremos um corpo a corpo com os parlamentares em torno desta nova agenda”, emendou.