Lava jato prende integrante do governo Beto Richa. Foro privilegiado protege tucano

Publicado em 22 fevereiro, 2018
Compartilhe agora!

A 48ª fase da lava jato prendeu na manhã de hoje (22), em Curitiba, o engenheiro Nelson Leal, diretor do Departamento de Estrada e Rodagem (DER-PR). A PF também está à procura do Carlos Nasser, homem de confiança do governador do Paraná Beto Richa (PSDB).

Segundo mandado de busca e apreensão do juiz Sérgio Moro, Nasser, que atua na Casa Civil do Paraná, foi alvo da Operação Integração com o objetivo de coletar provas acerca do recebimento de propina das concessionárias de pedágio Triunfo e Tibagi.

De acordo com informações extraoficiais, o governador Beto Richa só não teve a prisão decretada na operação da lava jato porque tem foro privilegiado no STJ.

O tucano é réu em ação penal que o investiga pelo recebimento de R$ 2,5 milhões em propina da Odebrecht. O dinheiro teria irrigado a campanha de reeleição do governador em 2014. Na época, o senador Roberto Requião (MDB-PR) botou a boca no mundo (clique aqui) sobre as irregularidades na obra da PR-323.

Compartilhe agora!

Comments are closed.