Alvaro Dias pede mais transparência no BNDES

alvaro_bndesO senador Alvaro Dias (PV-PR), em sua coluna de hoje (13), afirma que o contribuinte brasileiro porque acaba subsidiando a diferença entre o juro pago pelo governo e o juro pago pela empresa beneficiada com empréstimo do BNDES. O parlamentar pede fim ao sigilo das transações entre o banco e nações. “Não há por que não conferir publicidade a esses atos da Administração Pública”, advoga Alvaro.

Download do áudio

Por mais transparência no BNDES

Alvaro Dias*

Há pelo menos dez anos venho denunciando o desvio de finalidade nas operações de crédito realizadas pelo BNDES, que, no governo do PT, tornou-se o principal instrumento de construção do empresariado.
De 2008 a 2014, foram repassados ao caixa do BNDES cerca de R$ 716 bilhões, sendo R$ 470 bilhões do Tesouro Nacional e o restante de recursos do FGTS, do FAT e do PIS/Pasep.

Apresentei planilhas no plenário mostrando que, para fazer aportes ao BNDES, o Tesouro Nacional emitiu títulos, pagando juro básico, hoje, de 14,25%. Depois, o Tesouro emprestou ao BNDES com juro igual à TJLP, hoje, de 7,5%, mas, entre 2012 e 2014, ficou entre 5% e 6%. Com esta diferença, o contribuinte brasileiro sai perdendo, porque os recursos que têm origem no FGTS, no FAT e no PIS/Pasep são remunerados muito aquém da remuneração corriqueira no mercado, e perde outra vez o contribuinte brasileiro porque acaba subsidiando essa diferença entre o juro pago pelo governo e o juro pago pela empresa beneficiada com empréstimo do BNDES.

Isso mostra que, até 2060, o trabalhador brasileiro pagará em subsídios pelas operações do BNDES R$ 184 bilhões. Esses recursos não retornarão. Refiro-me não só a empresas como também a países. Nós já temos exemplos de países que não pagam os empréstimos tomados junto ao nosso País. E, recentemente, tivemos o perdão de dívidas de países da África, exatamente para que eles possam contrair conosco novos empréstimos.

O BNDES se tornou uma poderosa instituição de financiamento com alta ingerência do Poder Executivo em suas políticas. Muitos países se beneficiaram de forma inusitada. Alguns deles, como Cuba e Angola, com a prática do empréstimo sigiloso. Por isso apresentei projeto que já foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça e que está na CAE, que impõe o fim do sigilo bancário para empréstimos, transações entre nações. Dinheiro público envolvendo a Nação e outro país é dinheiro que tem que ser do conhecimento da população brasileira, do contribuinte, que paga impostos, em relação à sua aplicação e ao seu destino; à sua origem e o seu destino. Não há por que não conferir publicidade a esses atos da Administração Pública.

*Alvaro Dias é senador pelo Partido Verde. Ele escreve nas quartas-feiras para o Blog do Esmael sobre “Ética na Política”. Excepcionalmente escreveu nesta quinta.

36 Comentários

Os comentários não representam a opinião do Blog do Esmael; a responsabilidade é do autor da mensagem, sujeito à legislação brasileira.

  1. senador ALVARO DIAS, COMO O SENHOR SEMPRE FICOU CIMA DO MURO, NÃO AJUDOU PV, PERGUNTO PORQUE SENHOR FICA SEMPRE CIMA DO MURO, NÃO AJUDA SEU PARTIDO, QUANDO ERA PSDB PMDB PV, SENHOR FOR CANDIDATO QUALQUER VAI CONTINUAR ASSIM QUE FEIO SENADOR

  2. Golpista e Oportunista …………………, e agora posando de sujeito politicamente

    íntegro…………………., tentando pescar em águas turvas……………..!!!!

    Já não engana mais ninguém………………; provavelmente também já esteja se

    preparando também para desembarcar da rede da blablarina……………………!!!!!

  3. Mas coxinhas, leitores dos golpistas, acreditam que o BNDES é uma caixa de Pandora. O terreno está sendo preparado para a extinção do BNDES. E as linhas de crédito passarão para as mãos do Itaú e do Bradesco. Mal sabem esses trouxas que o aval final é dado pelo banco que intermedia os contratos de financiamento. Se um deles quebrar, quem pagará pelo prejuízo.
    E aí, ZÉ NINGUÉM? Tens algo a dizer à mim e ao KAKÁ? Eu, de minha parte, espero, ansioso, por seus “esclarecimentos”.

    • Eu tenho, acabei de descobrir que, seja pela necessária burocracia e trâmite inferno, seja pelo necessário sigilo, as
      empresas estatais são a prova de corrupção! E melhor de tudo, não existe ingerência política! As debêntures da Odebrecht para a arena Cirinthians cumprem, portanto, todos estes requisitos, entre tantas outras operações de grande porte.
      Já faz algum tempo que comecei a desconfiar que corrupção é uma lenda urbana…agora, com essa aula de vocês, consolidei este pensamento.

    • Vejo como mais arriscado um banco público quebrar do que um privado. Nada como gestão profissional!!

      • Olha o que a ignorância faz? O zé ninguém, é claro, não conhece a história do banco Lehman Brothers. Ou melhor, o zé ninguém nunca ouviu falar no Proer. Como sempre digo, os direitistas tem a presunção de gênios mas não passam de ignorantes.

        • Mas certamente um banco público não quebra, né. Claro que não. Afinal o erário público está aí para os aportes necessários. Vide as noticias que pipocam por aí sobre a saúde financeira de CEF e BB.
          Olha o que a ignorância faz, o Proer serviu para garantir o sistema como um todo. Afinal era o dinheiro DAS PESSOAS, das mais humildes às mais ricas, que estavam nesses bancos e se eles quebrassem, como ficariam essas pessoas, especialmente os mais pobres? Todo – TODO – o sistema bancário financeiro entraria em colapso. Goste vc ou não, mas todos nós dependemos do sistema financeiro. Mas é claro que vc vai jurar de pés juntos q não, né…. Afinal aqui neste blog, por parte de seus apoiadores, a desonestidade política e intelectual impera. Mas saiba que eu tenho idade suficiente para me lembrar do que se passou naquele tempo.
          Quanto ao Lehman Brothers, a diferença é que ele era um banco de INVESTIMENTOS, não de correntistas. Faliu, mas foi comprado por outro banco PRIVADO e a vida seguiu.

  4. KAKÁ: PERFEITO. Eu não usei uma linguagem técnica por que seria demais para os coxinhas. Mas dissemos a mesma coisa. E são esses ignorantes que vem aqui defender o que nem de longe conhecem. São homens-espelhos, que não tem raciocínio próprio, e “compram” tudo o que a direita lhes dita. Deprimente.

  5. E você, ZÉ NINGUEM, continue sendo um “ninguém” já que se emprenha pelos ouvidos e opina sobre o que não conhece. Por isso é que existem golpistas, pois eles tem ignorantes manipulados que os apóiam, como é o seu caso. Nunca vi transparência de negócios empresariais, pois o sigilo lhes é assegurado por nossas leis. Quer dizer que eu posso tomar um empréstimo num banco e deva ser publicado em jornais? Me poupe de sua ignorância.

    • Vc acabou de dar mais bons motivos pra não existirem bancos públicos.
      Bancos públicos que captam recursos no Tesouro Nacional (repito, TESOURO NACIONAL) e depois DÃO (do jeito que foi feito não foi empréstimo) dinheiro para empresas particulares, sem a necessária transparência, estão ao interesse de quem??
      Deve ser do seu interesse, né?
      Isso está tão ruim, ou pior, quanto nos tempos da Conta Movimento….

  6. O BNDES é uma instituição séria, com profissionais capacitados, concursados e todos tem os quesitos para trabalhar em suas áreas. São economistas, bacharéis em direito, contadores, entre outros excelentes profissionais que desempenham suas funções as mais variadas dentro da instituição. Meu escritório trabalha, entre outras coisas, com captação de recursos a empresas que buscam ampliar seus investimentos, e também, com investimentos de bancos internos e externos. O BNDES, e o BRDE que tem a mesma origem dos recursos, são mais algumas fontes desses recursos, até porque, é função do estado o fomento econômico, porque lhe retorna a cada real emprestado, de 3 a 4 reais em impostos, empregos e distribuição de renda. O BRDE é o maior banco de fomento do hemisfério Sul do planeta. São bilhões anualmente distribuídos em milhares de micro e pequenas empresas que se beneficiam de seus vários programas de investimento, empréstimos e cartões do BNDES. A menor inadimplência do mundo, que gira em torno de 1,5% do capital investido. São mais de 10 mil empréstimos a pequenas empresas anualizados. Não há ingerência política nos empréstimos. Os técnicos, muitos desses amigos de profissão, não assinam nada que não tenha no mínimo passado por 03, 04 áreas de análises jurídicas, econômicas, entre outras. Dos “supostos empréstimos políticos” que essa anta cor-de-rosa que se intitula senador quer que se abra, nada mais são que empréstimos a garantir contratos assinados de outro lado e que trazem divisas ao Brasil, queira por valores que serão pagos (tem calote? Não tem) e já estão sendo pagos pelas empresas e pelos países (não se empresta a países, e sim a empresas), que lhes pagam as obras que fizeram. O BNDES é um banco e que deve, assim como outros bancos, guardar sigilo em suas informações. Eu não quero que meus contratos e minhas empresas tenham sigilo quebrado por causa de desconfianças que todos sabemos, são políticas e, geralmente de políticos babacas, imbecis, hipócritas como esse senador …

  7. Prá começar o partido do senadorzinho (PV) votou a favor da PEC 241. Em segundo lugar, o BNDES é um banco. Bancos vivem de financiamento. Se ele é contra dinheiro do FAT financiar empresas, que ele diga aqui onde esse dinheiro deve ser aplicado. No Bradesco? No Itaú? Quanto eles pagariam de juros ao ano? Mais do que a TJLP? O Álvaro Dias sabe quanto o FAT tem de dinheiro disponível? Vamos fazer umas contas. Digamos que sejam 100 bilhões. Aplica-se esse dinheiro em bancos privados. Quanto de juros? Vamos na média, para aplicações de longo prazo: 1% ao mes. Bom negócio? SIM. Para os bancos, que utilizarão os recursos em cartão de crédito (350% ao ano) e no cheque especial (450% ao ano), os maiores índices desde 1999.
    Senador, o senhor pode enganar trouxinhas, mas não engana quem entende de economia.
    Quanto a dizer que no governo do PT, tornou-se o principal instrumento de construção do empresariado, cabe uma pergunta: Onde os empresários buscarão recursos para investimentos? Nos bancos privados, a juros exorbitantes? Senador, uma coisa é empréstimo para capital de giro, outra coisa é financiamento para investimentos.
    Um micro empresário, com 300.000 reais de financiamento, gera, no mínimo, 15 empregos. Talvez o senhor não saiba, mas Gerdau, na época do FHC, tomou 600 milhões do BNDES e não gerou um único emprego. Alegaram que o financiamento era para “melhorias na planta industrial de Charqueadas-RS”.
    Ora, esse dinheiro todo poderia financiar 2.000 micro empresários (eu disse DOIS MIL), gerando 30 mil empregos. Aí pode, né? Afinal, os recursos do FAT, por lei, tem a finalidade de gerar trabalho e renda. Ele foi criado para isso. Diga a verdade para seus eleitores, senador. Digo isso por que faço projetos de viabilidade financeira para empresários que precisam de financiamento para expandirem seus negócios, não sou leigo no assunto.

  8. O IMPORTANTE NISSO TUDO, PREZADO ESMAEL E SRS. LEITORES/COMENTARISTAS, É QUE, AINDA, TEMOS ESPAÇO DESTE PERFIL BLOG DO ESMAEL PARA NOS MANIFESTAR; ALIÁS “A RESPONSABILIDADE É DO AUTOR DA MENSAGEM”. E A PERGUNTA (UMA DAS CENTENAS) QUE NÃO SE CALA: – COMO É QUE O POVO (NÓS) CONSEGUIMOS MANTER VÁRIOS POLÍTICOS-PARTIDÁRIOS DESSA TIPO EM ELEVADOS CARGOS DO GOVERNO COM ELEVA…DÍSSIMO PADRÃO DE VIDA ÀS NOSSAS CUSTAS ?. POR QUE ESSES ELEMENTOS PERMANECEM “PER OMNIA SAECULA SAECULORUM” NESSES CARGOS ?. E A PORCARIA É QUE ELES CRIAM PARTIDOS COMO CARRINHOS DE CACHORRO QUENTE (NOSSOS RESPEITOS AOS CARRINHOS !). VÃO PULANDO DE GALHO EM GALHO – DE PARTIDO EM PARTIDO -, ATACAM OS “DESAFETOS” DE OUTROS PARTIDOS CONFORME AS CONVENIÊNCIAS LHES CONVÉM E QUANDO MENOS SE ESPERA ESTÃO DEBAIXO DA COBERTA NO MAIOR LOVE…!. ENFIM, GENTE, O QUE NOS ENTRISTECE/REVOLTA E, QUEIRA OU NÃO, PELO FATO DE OBRIGATORIAMENTE TERMOS QUE VOTAR, EU E VOCÊ SOMOS CONIVENTES COM TODA ESSA MALANDRAGEM/MARACUTAIA/NÃO TRANSPARÊNCIA/ILÍCITOS/DESVIOS…UFA! SIM, MEUS AMIGOS, A DESGRAÇA COMEÇA NO SUFRÁGIO…!…!

  9. “Alvaro Dias (Golpista) pede mais transparência no BNDES”
    Emerson57 pede mais transparência no bando golpista!

  10. Parabens senador siga em frente o melhor senador q o parana tem.

  11. Golpista não tem que dar opinião. Álvaro Dias é participe da destruição de um pais. Seu complexo de vira lata é fortíssimo. Ficou angustiado com o avanço do Brasil na era Lula-Dilma e resolveu implodi-lo.

  12. Ou seja, o BNDES foi usado para fazer politicagem às custas do erário. Deveria ser extinto/privatizado, juntamente com CEF e BB, Banrisul e etc para político nenhum mais poder pôr as mãos neles e isso não voltar a se repetir.
    Brasil precisa de um choque de capitalismo e empresas privadas devem ir buscar crédito em instituições privados e não essa malandragem que fizeram via BNDES.

  13. Esmael;

    Este “senador” hipócrita deveria explicar ao povo paranaense como amealhou tamanha fortuna somente com os salários de cargos públicos, parece que falta transparência.

    Este inútil só sabe fazer politicagem, é uma verdadeira comadre fofoqueira, ao invés de lutar pelo Paraná.

    O Dr Ulysses é que tinha razão, quando dizia que a Suzy (alvarinho) era somente de brinquedo. Eu pessoalmente ouvi esta frase do próprio Ulysses.

    Porém para bater em professores ele não usou armas de brinquedo.

    Cria vergonha na cara o senadorzinho falastrão!!!

    Genaro

  14. Esmael perdeu seu instinto democrata! Petista comum.

    • Meu amigo, não se desespere. Você pode ler os blogs Coturno Noturno e O Antagonista (também conhecido como A AntaCorista) cujos conteúdos estão à altura de seu conhecimento e de seu nível de democracia. Não precisa agradecer pelo conselho…

    • Não tem outro lugar para absorver as bostas que colocam no seu cérebro, tá cheio por aí, mas eles preferem aqui, porque acham que vai mudar a opinião de alguém

  15. Esse inútil senador deveria ficar calado. Além de fazer do senado a sua profissão, nada fez pelo Paraná em todos esses anos. Ele tem razão: tudo deve ser transparente, inclusive da parte desse bocó, que deixou de declarar ao TSE milhões de reais guardados não sei aonde (talvez na cueca), alegando que não sabia que valores em espécie devia ser declarado.

    • Quero saber se ele vai votar a favor da PEC – proposta de ESFOLAÇÃO constitucional – e da reforma da previdência.???

      • Aposto que sim. Afinal os partidos (é que o senador é de uma espécie nova: tucano verdinho) do senador fazem até parte da base de apoio ao presidente golpista.

      • acredito que não porque ele vai ser o próximo presidente do Brasil então eu não vejo apoiando uma medida tão impopular.