Veja as mentiras de Bolsonaro contou no ato de filiação ao PL

Veja as mentiras de Bolsonaro contou no ato de filiação ao PL

Diz a lenda que o presidente Jair Bolsonaro ao acordar no Palácio da Alvorada, todo santo dia, olha para o espelho e pergunta: ‘Espelho, espelho meu. Existe alguém mais mentiroso do que eu?’ E o espelho não frustra o mandatário: ‘Não, Jair Messias Bolsonaro. Você é o maior mentiroso do mundo!’

Nesta terça-feira (30/11) não foi diferente na residência oficial dele em Brasília. Após consultar o espelho, Bolsonaro seguiu para o auditório do Complexo Brasil 21. O local estava lotado e quase ninguém usava máscara. Até parecia que a pandemia tinha acabado, a despeito da “variante preocupante” que assombra o planeta.

Ao fundo do palco, o distinto público já podia constatar a primeira grande mentira: “O presidente que faz o maior programa social do mundo agora é do PL”.

Até as emas que pastam o gramado do Alvorada sabem que Bolsonaro desmontou os serviços públicos e sociais, dentre os quais a previdência e a CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), precarizando o trabalho, pejotizando, reduzindo salários, impossibilitando a aposentadoria e pensões, extinguindo o festejado mundialmente Bolsa Família, enfim, promovendo a volta da fome e do desemprego.

Além de Bolsonaro, hour concur em termos de mentiras, o filho dele, senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ), foi quem adotou o tom agressivo no evento.

O ex-juiz suspeito Sergio Moro, que também gosta de uma mentirinha, foi xingado de “traidor” –mas isso a Globo não mostra por questões óbvias. Aliás, a emissora carioca censurou a cerimônia de filiação de Bolsonaro no PL enquanto o Blog do Esmael transmitiu ao vivo (veja a íntegra abaixo). Recorde-se que na filiação de Moro ao Podemos, no dia 11, a Globonews transmitiu o evento ao vivo.

O filho Zero Um do presidente disse que Moro é um traidor porque expôs a deputada Carla Zambelli (PSL-SP), de quem o ex-juiz é padrinho de casamento.

Sergio Moro também foi chamado de traidor porque, segundo Flavio Bolsonaro, não investigou “quem mandou matar Jair Bolsonaro” –desconsiderando que a Polícia Federal encerrou o inquérito porque não encontrou conexão de Adélio Bispo com outros supostos cúmplices. Ou seja, o moço atuou na facada como “lobo solitário” porque agiu sozinho no suposto atentado.

Surtado, o “Rei das Rachadinhas”, ainda atacou o ex-presidente Lula (PT) chamando-o de “ladrão de nove dedos”.

Veja a íntegra do ato de filiação do Bolsonaro no PL

O que disse Bolsonaro na filiação ao PL:

  • “Confesso, prezado Valdemar [Costa Neto, o presidente do PL], a decisão não foi fácil.”
  • “Uma filiação é como um casamento. Não seremos como marido e mulher, mas seremos como uma família.”
  • “Eu vim do meio de vocês, fiquei 28 anos dentro da Câmara dos Deputado. Mas há uma semelhança muito grande entre nós. Ninguém faz nada sozinho.”
  • “O futuro do Brasil está em nossas mãos. Nós tiramos o Brasil da esquerda. Tem mais candidatos, né? Do que 2018. Isso é bom para a democracia. Quanto mais candidato melhor.”
  • “Alguns extrapolam aqui na região da Praça dos Três Poderes. Essa pessoa vai ser enquadrada, vai se enquadrando, vai vendo que a maioria somos nós [sic]. E nós aqui que temos votos, em especial, é que devemos decidir o destino da nação.”
  • “Nós temos um bem que está na nossa frente, que não podemos desprezar, achar que não vai acabar nunca. É um bem que devemos sempre zelar por ele, que é a nossa liberdade.”