Tudo que Lula disse sobre Moro e Bolsonaro na entrevista à Rádio Gaúcha [vídeo]

Tudo que Lula disse sobre Moro e Bolsonaro na entrevista à Rádio Gaúcha [vídeo]

O ex-presidente Luiz Inácio da Silva (PT) concedeu entrevista nesta terça-feira (30/11) para a Rádio Gaúcha FM (93,7 FM), de Porto Alegre (RS). Participam da entrevista os jornalistas Leandro Staudt, Rosane de Oliveira e Giane Guerra, do programa Gaúcha Atualidade.

O Blog do Esmael mostra para a comunidade tudo que Lula disse sobre Moro e Bolsonaro na entrevista para a Rádio Gaúcha.

O petista iniciou afirmando que não tem pressa pra anunciar se vai ser ou não candidato. Segundo o ex-presidente, o partido já definiu que se tiver candidato, eu será ele o candidato do PT. “Agora preciso conversar com os outros partidos. E lá pra março vamos definir a candidatura”, disse.

Para Lula, o Brasil vive um momento de desesperança sob o governo de Jair Bolsonaro (PL). Ele disse que tem conversado com muita gente, tentando mostrar que fora da política não tem saída pro Brasil. “Fora da política só resta aventura, o resultado é sempre pior. Foi assim com Collor e com Bolsonaro, que só negava a política.”

Lula, que tem memória de elefante, não esqueceu do ex-juiz suspeito Sergio Moro (Podemos).

De acordo com o pré-candidato do PT, o objetivo da Lava Jato a gente já sabe qual era. “Era destruir a indústria naval nesse país. Destruir a indústria de óleo e gás. Olha o preço da gasolina agora… Não tem explicação essa política de preços nivelada pelo mercado internacional”, avaliou.

“Eu não vi essa comoção da imprensa quando Moro me prendeu injustamente para que Bolsonaro não concorresse contra mim enquanto eu liderava todas as pesquisas”, sugerindo que Bolsonaro e Moro são farinha do mesmo saco.

Veja ainda os pontos abordados por Lula na entrevista à Rádio Gaúcha:

  • Digo em alto e bom som: nós não vamos manter essa política de preços de aumento do gás e da gasolina que a Petrobras adotou por ter nivelado os preços pelo mercado internacional. Quem tem que lucrar com a Petrobras é o povo brasileiro.
  • Sobre responsabilidade fiscal: Quando cheguei na Presidência, nós tínhamos uma dívida pública interna de 60% do PIB. Quando a Dilma terminou o mandato estava em 32%. Durante todos os anos consecutivos dos nossos governos, o Brasil foi o único país do G20 com superávit primário.
  • Cerca de 50% da inflação hoje está subordinada aos preços controlados pelo governo. Portanto o governo tem muita responsabilidade pela inflação. Pelo preço da energia, do gás, da gasolina, do diesel.
  • Pra que serve um presidente da República se não pra resolver as crises? Se não sabe como resolver, escute o povo. No meu governo fiz 74 conferências nacionais pra escutar os diversos segmentos da sociedade. Tenho certeza que o povo vai voltar a governar esse país.

Assista a íntegra da entrevista de Lula na Rádio Gaúcha [vídeo]