11 de março de 2014
por esmael
10 Comentários

Veja essa: Atlético-PR usou verba da arena para contratação de atleta

do Brasil 247O Atlético Paranaense usou parte do dinheiro que deveria ser investido na reforma da Arena da Baixada na aquisição de 50% dos direitos econômicos do lateral-direito Léo. A CAP S/A, que é uma empresa constituída pelo clube com a finalidade de receber verba pública para a obra do estádio, transferiu R$ 1,5 milhão ao Vitória-BA. A transação ocorre em 26 de dezembro de 2013. As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

O estádio de Curitiba é o mais atrasado da Copa e já correu até o risco de ficar de fora do torneio. A conta da CAP S/A recebeu R$ 226 milhões de verba pública, financiada pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), responsável pela liberação de R$ 131,1 milhões, e pelo governo do Paraná, que liberou R$ 95,3 milhões. O clube destinou mais R$ 38 milhões para a obra.

De fato, não há como saber se a verba foi pública ou do clube, no entanto deveria ser aplicada exclusivamente na reforma do estádio. “A CAP S/A é uma empresa de propósito específico: a reforma do estádio”, disse o secretário da Copa em Curitiba, Reginaldo Cordeiro. “Eu não sabia dessa movimentação. à‰ estranha”. Vale ressaltar que, embora a transação tenha sido efetuada, a contratação não ocorreu e Léo acabou indo para o Flamengo. O Atlético-PR quer a quantia de volta.

Leia mais

14 de fevereiro de 2014
por esmael
32 Comentários

Segundo a velha mídia, Curitiba #NãoVaiTerCopa

Velha mídia aposta que Curitiba ficará de fora da Copa do Mundo; ontem, Tribunal de Contas recomendou suspensão de repasse de recursos públicos à  CAP/S.A., empresa privada que gerencia as obras na Arena da Baixada, por falta de prestação de contas; quando a capital paranaense fora escolhida como subsede do campeonato, Mario Celso Petraglia, presidente do Atlético, jurava que não botaria a mão em nenhum "tostão" público; hoje, conclusão da Arena depende de mais R$ 65 milhões do BNDES e custo total já bate na casa de R$ 330 milhões; diante de tanta trapalhada e contradições, segure a velha mídia, para quê black blocs e sua palavra de ordem #NãoVaiTerCopa?; assista ao vídeo.

Velha mídia aposta que Curitiba ficará de fora da Copa do Mundo; ontem, Tribunal de Contas recomendou suspensão de repasse de recursos públicos à  CAP/S.A., empresa privada que gerencia as obras na Arena da Baixada, por falta de prestação de contas; quando a capital paranaense fora escolhida como subsede do campeonato, Mario Celso Petraglia, presidente do Atlético, jurava que não botaria a mão em nenhum “tostão” público; hoje, conclusão da Arena depende de mais R$ 65 milhões do BNDES e custo total já bate na casa de R$ 330 milhões; diante de tanta trapalhada e contradições, segure a velha mídia, para quê black blocs e sua palavra de ordem #NãoVaiTerCopa?; assista ao vídeo.

Não é por causa de protestos violentos dos black blocs, que foram transformados em gatinhos inofensivos pela atenta torcida fanáticos do Clube Atlético Paranaense. A velha mídia nacional e local dá já dão Curitiba como fora da Copa do Mundo em virtude de impasse sobre o empréstimo de R$ 65 milhões para a conclusão da Arena da Baixada. ... 

Leia mais