Só falta Lula anunciar: Simone Tebet será a ministra do Planejamento

O futuro ministro das Relações Institucionais, deputado Alexandre Padilha (PT-SP), disse nesta terça-feira (27/12) que a senadora Simone Tebet (MDB-MS) será a próxima ministra do Planejamento. Agora, só falta o presidente diplomado Luiz Inácio Lula da Silva (PT) anunciar publicamente sua escolha.

No Ministério do Planejamento, Simone Tebet estará no guarda-chuva da Economia, cujo titular é Fernando Haddad (PT), mas a área será acompanhada de perto pelo próprio presidente Lula.

“O Ministério do Planejamento é central no governo, ele não será nem menor, nem maior, independente da pessoa que venha a ocupar”, disse Padilha, responsável pela articulação política do governo Lula.

ALEP Mais Perto

De acordo com fontes petistas, o Programa de Parcerias e Investimentos (PPI) será transferido para o Planejamento enquanto o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal permanecerão sob a batuta do Ministério da Fazenda – leia-se Haddad e Lula.

Quem é Simone Tebet

Terceira colocada nas eleições de 2022, Simone Tebet declarou apoio a Lula no segundo turno. A emedebista recebeu 4,9 milhões de votos (4,16%).

Natal Foz

A senadora Simone Tebet tem 52 anos e nasceu em Três Lagoas, Mato Grosso do Sul.  Em 2002, aos 31 anos, elegeu-se deputada estadual pelo seu estado e em 2004 foi a primeira mulher eleita prefeita de Três Lagoas.

Em 2008, finalizou a votação reeleita prefeita, com 76% dos votos válidos. 

No Senado Federal, ela liderou a primeira bancada feminina da história e tornou-se presidente da Comissão Mista de Combate à Violência contra a Mulher. 

Economia

Tebet foi também a primeira mulher a presidir a Comissão de Constituição e Justiça, e a primeira mulher a disputar a presidência do Senado em 198 anos. Em 2022 foi candidata pelo MDB à presidência do Brasil e recebeu 4.915.423 de votos, a terceira mais votada. 

LEIA TAMBÉM