Líder nas pesquisas, Lula pede que aliados se candidatem ao Congresso Nacional

Líder nas pesquisas, Lula pede que aliados se candidatem ao Congresso Nacional

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi a principal estrela no encerramento do 9º Congresso da Força Sindical, em São Paulo, que reelegeu Miguel Torres.

A Força aprovou em seu evento o apoio à pré-candidatura de Lula nas eleições de 2022.

Sentindo-se em casa, o petista não se deu por rogado: “Estou me dispondo a voltar a ser candidato”, disse, para delírio do público que lhe aplaudiu de pé.

“Eu estou me dispondo, depois de longas conversas com vocês, a voltar a ser candidato. Porque só tem uma razão para eu voltar, que é fazer mais do que eu fiz nos meus dois mandatos”, discursou Lula.

O ex-presidente também pediu para que aliados se candidatem a deputado e ao Senado. Segundo ele, quem tem condições políticas e votos não pode faltar ao país.

A Força Sindical encerrou hoje o Congresso iniciado no último dia 16 de novembro cujo tema é “Emprego, Desenvolvimento Sustentável e Economia”.

Lula não cintou o ex-juiz suspeito Sergio Moro (Podemos), no entanto, o ex-presidente não poupou Jair Bolsonaro (PL).

“Ele (Bolsonaro) precisa criar responsabilidade e permitir que as pessoas sejam obrigadas a apresentar o teste de vacinação, para proteger a sociedade brasileira. Afinal de contas, surgiu um vírus novo, que a gente não sabe a magnitude desse vírus”, disse.

Segundo nova pesquisa da Genial/Quaest, divulgada nesta quarta-feira (08/12), o ex-presidente Lula vence todos os adversários no primeiro e no segundo turno. O petista tem entre 46% e 48%, dependendo do cenário, mais que a soma dos demais pré-candidatos –o que configura eleição de único turno.

O deputado Paulinho da Força (SD-SP), em seu discurso, acusou Sergio Moro por ser o responsável pelo desemprego de milhões de brasileiros durante a operação lava jato. O parlamentar do Solidariedade aconselhou o ex-juiz a buscar um mandato [imunidade] porque ele terá que prestar contas pelos desempregos no País. “Arruma um mandato que sua situação será muito ruim. A conta vai chegar pra você”, disse, se referindo a Sergio Moro.

Leia também

Lula recebe prêmio do governo da Argentina na sexta-feira no Dia dos Direitos Humanos

Advogado de Lula chama Moro e Deltan de “descarados” por comentarem inocência do ex-presidente no caso triplex

O recado de Lula: Bolsonaro fica andando de moto enquanto aumenta a fome e a pobreza

Assista ao vídeo com a fala de Lula