Governador de SP põe tropa de choque para desbloquear rodovias por determinação do STF

O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), em pronunciamento nesta terça (01/11), anunciou que encerrou negociação com bolsonaristas que bloqueiam rodovias no estado e que vai empregar a tropa de choque da PM paulista para desobstruir as vias públicas.

O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou que as polícias militares dos estados possam desobstruir inclusive as estradas federais bloqueadas no país e identificar, multar e prender os responsáveis pelos bloqueios.

Moraes arbitrou multa diária de R$ 100 mil cada veículo, que estiverem bloqueando rodovias.

Economia

Os bloqueios de rodovias começaram após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) proclamar a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na eleição do segundo turno. Bolsonaristas não querem reconhecer a derrota do presidente cessante Jair Bolsonaro (PL), que, até agora, não se pronunciou para pôr um termo a esses atos antidemocráticos.

– As polícias militares dos estados possuem plenas atribuições constitucionais e legais para atuar em face desses ilícitos, independentemente do lugar em que ocorram, seja em espaços públicos e rodovias federais, estaduais ou municipais, com a adoção das medidas necessárias e suficientes, a critério das autoridades responsáveis dos poderes executivos estaduais, para a imediata desobstrução de todas as vias públicas que, ilicitamente, estejam com seu trânsito interrompido – decidiu o ministro do STF.

Natal Foz

Segundo Rodrigo Garcia, o governo de SP reconhece a vitória de Lula e o estado cumprirá a determinação do Supremo em nome da democracia.

Diante do corpo mole da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o STF não descarta decretar a prisão do diretor-geral da corporação Silvinei Vasques.

LEIA TAMBÉM