Fale mais sobre política: 49% deixaram de discutir para evitar conflito, diz Datafolha

A velha mídia corporativa e a truculência do bolsonarismo levaram o cidadão médio a se afastar de discussões sobre a política.

Segundo pesquisa do Datafolha, 49% deixaram de falar sobre política para evitar conflito.

Esse índice é bem real porque é cada vez maior a quantidade de pessoas que não querem dividir a bola.

Contribuem para isso a violência na política, materializada no assassinato de Marcelo Arruda, em Foz do Iguaçu, e a repetição pela mídia de que políticos são todos iguais.

O Datafolha disse que 54% afirmaram ter vivido alguma situação de constrangimento e 53% dos eleitores mudaram a postura nas redes sociais para evitar conflitos.

No WhatsApp, 43% pararam de falar sobre política e 19% saíram de algum grupo.

Nas redes sociais como um todo,  41% das pessoas deixaram de comentar e publicar conteúdo eleitoral.

Despolitizada e torcendo pela terceira via, a velha mídia põe a culpa da violência na política na “polarização” entre Lula e Bolsonaro.

Note que defender a 3ª via, hoje, é defender Bolsonaro.

Moral da história: enquanto o pacato cidadão deixa de falar sobre política, os barões da velha mídia continuam dominando a narrativa, omitindo a pautal central – a economia, o desemprego, a carestia, a fome e a miséria – para focar no pitoresco Bolsonaro.

Blog do Esmael, notícias verdadeiras.