Entre Bolsonaro e Moro quem piscar primeiro desiste da candidatura a presidente

Carlos Lupi, do PDT, sobre Sergio Moro: o Inferno tem que ganhar sempre?

O presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, pelo Twitter, fez três questionamentos inquietantes nesta segunda-feira (29/11) sobre o ex-juiz suspeito Sergio Moro (Podemos) e o presidente Jair Bolsonaro (PL).

“A extrema-direita já tem sua matriz, Bolsonaro, mas por que busca Moro como sua filial?”, perguntou à queima-roupa o dirigente pedetista.

Sempre é bom lembrar a máxima da advogada Rosângela Moro, a “Janja Moro”, sobre seu marido quando ele ainda era ministro da Justiça: ‘Moro e Bolsonaro: vejo uma coisa só‘.

“Será que querem tutelar quem deve ir para o 2º turno?”, indagou Lupi.

Mas a mais desconcertante das perguntas foi quando o presidente do PDT comparou Moro e Bolsonaro como candidatos diabólicos, que têm parte com o “Coiso“, com as profundezas do Inferno.

“Para os poderosos, o Inferno tem que ganhar sempre?”, indignou-se, referindo-se a Bolsonaro e Moro.

As três interrogações de Lupi causou medo na frente política brasileira.

Em tempo: o dirigente do PDT disse à Globonews que a candidatura de Ciro Gomes é irreversível, mas, comunicou, o partido conversa com o PT.